origem

sexta-feira, março 07, 2008

Alma

Perdemos em casa com o Getafe (1-2), mas este foi o jogo em que provavelmente mais me orgulhei da equipa este ano. Demonstrámos querer, vontade e coração a jogar com 10 durante 82’! E os adeptos perceberam isso e brindaram a equipa com uma enorme salva de palmas no fim da partida. O que, se não é inédito a seguir a uma derrota, deve ter acontecido tantas vezes quanto um guarda-redes do clube regional ter sido expulso por jogar com as mãos fora da área.

Se condenei a entrada o Nélson aos 75’ no jogo frente aos lagartos, o que dizer desta cotovelada do Cardozo aos 8’?! Espero sinceramente que ele leve uma multa daquelas, porque se um lance destes é sempre indesculpável, aos 8’ entra no campo da estupidez absoluta. Ainda por cima, numa partida em que tivemos que ter dois juniores no banco para completar os 18! Sem Nuno Gomes, David Luiz, Makukula, Maxi Pereira (todos lesionados), Petit, (castigado e lesionado), Binya (castigado) e Adu (na selecção olímpica; a propósito, agora somos obrigados a dispensar jogadores para estágios de selecções para competições que só acontecerão daqui a meio ano?!), com o Nuno Assis no banco apenas para fazer número e o Luisão a sair aos 29’, era difícil imaginar um jogo que nos pudesse correr pior antes e durante os 90’. Como se não bastassem todos estes males, o primeiro golo do Getafe resulta de um ressalto no Edcarlos que traiu o Quim (25’) e o segundo de um mau passe a meio-campo do Mantorras (67’). Ou seja, golos perfeitamente evitáveis.

Perante todas estas condicionantes e as nossas exibições este ano seria de esperar uma catástrofe, mas isso esteve longe de acontecer. Acho mesmo que fizemos o melhor jogo de 2008 e com um pouco mais de sorte poderíamos pelo menos ter empatado. A equipa desconcentrou-se um pouco a seguir à expulsão, o que acaba por ser natural, mas depois estávamos a tentar sair para a frente com a bola jogável, quando sofremos o primeiro golo. Claro que o Getafe não é nenhuma equipa de toscos e aproveitou bem os espaços que naturalmente acabávamos por dar, mas um golo daqueles, com a bola a ser desviada por um jogador nosso, é de dar cabo do moral de qualquer um. No entanto, a equipa foi reagindo aos poucos e também não se mostrou afectada pela saída precoce do Luisão, já que o Zoro entrou muito bem na partida.

A história da 2ª parte não foi muito diferente. Quando estávamos a tentar chegar ao empate, eles aproveitam um falha nossa para aumentar o marcador. Mais uma vez levantámos a cabeça e pouco depois tivemos uma grande oportunidade. O falhanço do Edcarlos, que atira a bola à barra a dois metros da linha de golo, é inacreditável e torna o do Nuno Gomes frente ao Espanyol no ano passado uma brincadeira de crianças (ao menos este acertou no guarda-redes, se não fosse ele era golo). No entanto, e como já vem sendo hábito, teve que ser o milagreiro Mantorras a quebrar a barreira defensiva contrária aos 76'. Claro que o golo é frango do guarda-redes, mas se o remate dele não tivesse acertado com a baliza até podia não haver guarda-redes que a bola não entrava na mesma. Portanto, teve obviamente mérito. Até final ainda houve alguma emoção no estádio, mas a equipa estava praticamente sem forças e raramente conseguimos chegar à baliza. Insistíamos no jogo directo, mas só com o Mantorras na frente era difícil fazer melhor e a equipa já não tinha pernas para seguir com a bola desde a nossa defesa.

É quase uma injustiça elogiar individualmente um ou outro jogador, quando quase toda a equipa foi brava (como dizem os italianos). No entanto, tenho que destacar o Rui Costa (não há palavras para descrever a sua atitude em campo), o C. Rodríguez (ainda fazia sprints aos 90’!), o Sepsi (igualmente grande pulmão e excelente sentido táctico) e o Mantorras (não nenhum conheço jogador que represente melhor a fé benfiquista). O Di María esteve bem na 1ª parte (contra estas equipas ele aplica-se, o pior é quando defronta os Moreirenses...), o Katsouranis melhorou imenso na 2ª (e deixou de oferecer bolas aos adversários à saída do nosso meio-campo) e o Zoro mostrou que é melhor que o Edcarlos (pelo menos, é mais raçudo e, cepo por cepo, prefiro-o a ele). Falando no diabo, voltei a não gostar do brasileiro: mau sentido posicional, falta de vigor a abordar o adversário (lembrando o Paulo Madeira) e ainda por cima falhou um golo daqueles!

Se recuperarmos um ou outro jogador para a próxima semana (o Camacho falou no Petit e Nuno Gomes, e penso que o Makukula também deverá estar apto), considero que a eliminatória não está perdida. Não é impossível marcar dois golos lá e neste jogo viu-se bem que, quando acelerávamos um pouco, criávamos-lhes dificuldades. De uma coisa estou certo: com esta atitude e com 11 jogadores até ao fim, temos hipóteses de chegar aos quartos-de-final.

7 comentários:

Fumas disse...

a selecao dos states joga a qualificacao para as olimpiadas nestas proximas semanas. nao e' propriamente um estagio de observacao. De qualquer maneira, acho que Adu teria feito um jeitao. Tal como Miguel Victor, paciencia, acho que os jogadores sentiram que o Getafe esta ao alcance e que nao e' nenhum papao, espero um Benfica confiante em madrid a altura de dar a volta a eliminatoria, fora de casa tem sido a nossa verdadeira casa, tenho bastante mais expectativas para o embate em madrid do que tinha para este.
Saudacoes

hla disse...

Também acho que está ao nosso alcance chegar aos quartos-de-final!

O que mais me preocupa é o jogo de domingo. A equipa hoje esgotou-se fisicamente, e no domingo lá terão de jogar os mesmos durante os 90 minutos, porque mais de metade dos restantes estão lesionados!

E na quarta-feira seguinte lá estarão eles outra vez, a ter de atacar durante 90 minutos, sem descanso, para marcar dois golos contra uma equipa que que vai defender com onze dentro da área (se cá o fez desde o início, mesmo jogando contra dez...).

Acredito que é possível, mas complicado. E não é pela qualidade do Getafe, é mesmo pelo esforço físico a que isso vai obrigar.

Anónimo disse...

Boa Getafe...

Em Madrid levam mais 2 para calar o pio...

Americano disse...

Caro SLB, os EUA vão jogar já a qualificação olímpica, e até te fica mal falar do Benfica dispensar ou não um jogador que só serve para fazer companhia no aquecimento do Mantorras. Adu está farto desta merda, e para bem dele e do Benfica, ainda bem que ele vai estar umas semanas integrado num grupo onde o respeitam e sabem dar valor a um futebolista.

Fumas disse...

Americano

Nao podia tar mais de acordo contigo, acho que esta integracao do Freddy neste estagio e qualificacao vai trazer animo ao miudo.. so' que na hora de voltar, questiono-me sobre o que lhe ira' na alma.. Sera' que vai estar contente por voltar ao Benfica, ou sera' que vai pensar "la' vou eu para a minha merda de vida outra vez"?
Sinceramente nao sei o que se passa em relacao ao Freddy, e as vezes ate penso, que quem ta por dentro e observa o jogador todos os dias la sabe se o jogador esta ou nao preparado para jogar de inicio. O DiMaria tem tido n de oportunidades, o triplo das do Freddy, porque^? na minha opiniao nao tem feito muito mais do que o Freddy tem feito com as suas poucas oportunidades. Alguma coisa se esta a passar, mas tudo isto e' um misterio para muitos LusoAmericanos admiradores do Benfica.

What is going on with Freddy? Why isn't he getting more playing time?
These are questions that i hear almost everyday and that i'm often asked on my blog.

Saudacoes

Fumas

www.talkingtothedoll.blogspot.com

S.L.B. disse...

Independentemente de eu também achar que o Adu deveria ter tido mais oportunidades, tenho a certeza que se ontem ele tivesse disponível teria entrado em jogo. Por isso, acho um disparate o Benfica tê-lo libertado para um estágio. Que eu saiba só é obrigatório a libertação para os jogos oficiais e os EUA não fizeram nenhum durante esta semana, ou fizeram?

Americano disse...

SLB, como é que podes dizer que tens a certeza que ele teria entrado se ele é sempre a última opção??? E mesmo que entrasse para os seus 5 minutos achas que justificava ele perder os trabalhos preparatórios? É que estão lá 24 atletas para ficarem 20, se ele fosse dispnesado provavelmente já não voltava.
Fumas, porque não joga não sei, só o palhaço do treinador pode explicar. A mim o que me preocupa é que eu sei da boca dele (não directamente) que ele está farto disto e não vai aguentar outra época assim. O Benfica não aprende com os erros definitivamente, se o perdemos vai ser outro caso tipo Deco, Jardel, etc.