origem

sexta-feira, março 02, 2007

Relembrar XI – Manuel Galrinho Bento

Este é o "relembrar" mais triste que escrevo. Não era (outra vez) o Bento o próximo da lista, mas não podia deixar de o homenagear mais uma vez no dia seguinte ao seu falecimento. E faço-o mostrando as suas duas facetas de génio e louco, afinal as características mais marcantes da sua carreira desportiva.

O primeiro lance mostra a sua segunda faceta. Foi num jogo contra o clube regional para o campeonato de 1982/83, em que, aparentemente vindo do nada, resolveu oferecer um penalty ao nosso adversário. Se no caso do "relembrar" anterior, o Manuel Fernandes toca-lhe mesmo na cabeça, neste o lance o contacto do Walsh parece casual. Mas mesmo assim, o nosso Bento decidiu fazer das suas. O que valeu é que se redimiu pouco depois, defendendo o penalty e ajudando a conservar o 0-0 até final. Para (não) variar fomos campeões nesse ano.

O segundo conjunto de imagens recorda provavelmente a sua melhor exibição de sempre. Foi no célebre França-Portugal das meias-finais do Euro 84, em que brilhou o Chalana lá na frente e o Bento cá atrás. Sofreu três golos (perdemos por 3-2), mas estas defesas falam por si. De realçar a coragem com que saía aos pés dos adversários e a elasticidade entre os postes.

Descansa em paz, grande Bento!


video

7 comentários:

D'Arcy disse...

Boa recordação. Aquele lance do Bento com o Mike Walsh é apenas uma das 'maluquices' do Bento, que também ajudaram à criação do mito.

Anónimo disse...

Video emocionante, SLB.

O Bento era fabuloso.

Saudações de glória

tma disse...

De facto, o Bento tinha uma 'relação' muito especial com os penalties: ora os provocava desnecessariamente ora os defendia como que com naturalidade e até os marcava (foi ele que marcou o penalty decisivo numa vitória, obtida no desempate por penalties, numa eliminatória das competições europeias contra o Torpedo de Moscovo, para além de ter defendido 2 ou 3 penalties dos soviéticos...).

Há ainda esta história, que me contaram-me ainda eu era um miúdo, que não sei se realmente aconteceu, mas que até nem me surpreende muito: é assinalado um penalty contra o Benfica. O Bento protesta com o árbitro, por achar que não houve falta. Mas depois o Bento diz: "não faz mal, eu defendo o penalty". E defendeu-o mesmo!

Telmo disse...

Grande Bento! Passado todos estes anos ao olhar para este vídeo como o compreendo ao ver que ele não resistiu em pregar uma rasteira a um portista em plena grande área ;)

O INFERNO DA LUZ disse...

obrigado SLB por este pequeno mas simbólico regresso aos tempos dourados do futebol português. agora, de dourados só o apito. um abraço

Anónimo disse...

A melhor exibição foi na escócia e não no euro.
De longe. Pena não haver imagens.

Lagarto Vermelho disse...

Não sei se é "politicamente correcto" falar nisso agora, mas a mesma imprensa que agora tanto elogia a memória de Manuel Bento, é exatamente a mesma que o acusou e condenou no caso Saltillo. O tempo deu razão a Bento e outros companheiros, mas o pedido de desculpas publicas que lhe deviam, nunca chegou.
A melhor maneira de respeitar a memória, é ter memória.