origem

segunda-feira, agosto 20, 2007

Mercearia

Ponto prévio: é ÓBVIO que estou contente com o facto de o Sr. Fernando Santos já não ser treinador do Benfica e MAIS AINDA fico com a chegada do Camacho.

Mas porque é que não me sinto eufórico? Por uma razão muito simples: não gosto, aliás, detesto mesmo, que o presidente do Benfica tenha tido uma atitude de filho da mãe em relação ao treinador do clube. Acho lamentável este comportamento de facada nas costas. O final é bom, mas os meios utilizados são condenáveis e eu não acho de todo que os fins justifiquem os meios (caso contrário, provavelmente seria adepto do clube regional, cruzes credo!). Esta decisão peca, no mínimo, por três meses de atraso (porque no fundo o Sr. Fernando Santos NUNCA deveria ter vindo para o Benfica, infelizmente não me enganei nesta previsão). Não cumpriu NENHUM dos objectivos do ano passado e é claro que deveria ter sido dispensado no final da época passada. Mas não, o presidente deixou-o ficar, construir um plantel à sua maneira e ao fim da 1ª jornada(!) despede-o. Se isto não é de um clube de terceiro mundo, não sei o que será...

Todavia, o pior de tudo é que isto estava mesmo a ver-se há já algum tempo. A situação nunca bem esclarecida da presença do Veiga (não estava, mas estava; participou na construção do plantel, mas foi-se embora) e consequentemente a falta de um director desportivo para proteger o treinador e o balneário. A venda do Simão feita nas costas do treinador (num clube bem gerido, o treinador não pode dizer que tem pesadelos com a saída de um jogador e ele ser vendido cinco dias depois). A situação do Manuel Fernandes que, se não estava de corpo e alma no Benfica (como não estava), NUNCA deveria ter feito parte do plantel. Neste caso, já teríamos há muito tempo contratado alguém para o meio-campo e escusaríamos de ter ficado reféns da saída de um titular na véspera(!) de uma partida importantíssima. As declarações do presidente a dizer que o plantel estaria quase fechado a 2 de Julho (como se verificou...) e que no mínimo teríamos de ser campeões este ano, pondo uma pressão imensa no treinador que ele sabia estar MUITO longe de ser bem aceite pelos benfiquistas. E o presidente ter ido passar férias com o Camacho faz-me lembrar a história da mulher de César. Se isto tudo não é para minar o trabalho do treinador, não sei o que é...

O principal culpado desta situação é só um: Luís Filipe Vieira. Tomou agora a decisão mais fácil, arranjando um bode expiatório para a péssima planificação da época e para as suas próprias culpas. Não gosto que o presidente do meu clube o gira ao sabor do vento. Nem numa mercearia isso acontece. E, principalmente, não gosto que não haja todas as condições para que nós sejamos vitoriosos. Se por ventura não conseguirmos a qualificação para a Liga dos Campeões ou, pior ainda, não formos campeões, a culpa será do Camacho, que não formou o plantel? Será do Sr. Fernando Santos, que se foi embora em Agosto? Não, a margem do presidente diminuiu consideravelmente com toda esta situação. Detestaria ver um homem que tirou o Benfica da lama, que nos devolveu a grandeza que possuímos, ser recordado no futuro por ter sido mais um que delapidou o património desportivo do clube. Mas a verdade é só uma: se não conseguirmos ganhar nada este ano, a culpa tem um rosto.

Quanto ao Sr. Fernando Santos, poderia ter-se (e ter-nos) poupado de toda esta situação se tivesse tido a grandeza de carácter de ter posto o seu lugar à disposição no final da época passada. Mas não, continuou (e continuaria) agarrado ao lugar como uma lapa. Era incapaz de ver (ou não queria mesmo ver) como não tinha nenhuma margem de manobra em relação aos benfiquistas. E quando não se cria empatia entre o treinador, o plantel e os adeptos é muito difícil ganhar algo nos dias de hoje. O Trapattoni foi a excepção, porque a pressão no Benfica é muita e é bastante fácil ser-se trucidado.

O regresso do Camacho só peca por tardio. Já deveria ter acontecido há dois anos e no ano passado. Com ele temos a certeza que se acabou a rebaldaria no balneário. Os Stretenovics e os Diaz não terão lugar no plantel. Não se contratarão jogadores para emprestar logo a seguir. Os meio-lesionados não jogarão para não correrem o risco de se tornarem lesionados a longo prazo. É alguém com pulso firme, que conhece o clube e o presidente, e que se dá ao e que impõe respeito. Espero que com esta escolha não tenhamos de falar de treinadores durante umas boas épocas. Seria muito bom sinal!

P.S. 1 – A única explicação plausível para o afastamento agora do Fernando Santos é o Luís Filipe Vieira querer dar-lhe a possibilidade de ser campeão pelo Benfica. É que esta era a única maneira de isso acontecer...

P.S. 2 – O que é que estão à espera para mandar também o preparador-físico embora?! Porque é que só se fala do Fernando Santos e do Rosário, quando um dos maiores problemas do Benfica são as lesões musculares em catadupa?!

11 comentários:

el niño rosso disse...

Não tenhas pena do FS. Se foi corrido tanto me faz, pois por ele não se ia embora. Quanto ao Camacho ele trará a sua equipa. E a sua garra. E agora ele já não pensa no Real Madrid, por isso estará totalmente disponível para o Benfica.

S.L.B. disse...

Eu não tenho pena do FS, El Niño Rosso, tenho é pena que o Benfica seja gerido desta forma.

LF disse...

Concordo com o teor do post.
O culpado de toda esta situação tem um nome: Luís Filipe Vieira

Fiz um comentário muito parecido em

www.vedetadabola.blogspot.com

Pedro Malaquias disse...

Excelente post. Sobre o mesmo assunto e com um conteúdo semelhante, http://eupensoisto.blogspot.com/2007/08/camacho-o-salvador.html

dezazucr disse...

Sim. Desta vez tem uma série de vantagens:
- apesar de não ter feito pré-época vai fazer todo o campeonato (-1 jornada)
- não tem que andar com a casa às costas (já tem centro de estágio)
- não precisa estar sempre a ser assediado pelo Real Madrid, dado que por lá já se queimou

Remate cruzado disse...

carissimo, nao tentes encontrar desculpa para o comportamento do lfv. isto foi tudo planeado.

santos é demasiadamente boa pessoa, e por isso e por estar a tentar cumprir o seu sonho de ser campeao no benfica nao se demitiu a medida que o presidente lhe ia tirando o tapete.

santos nao construiu o plantel. nao tinha poderes para isso.

seja ocmo for, ha que continuar com vieira, neste momento temos que o apoiar contra o polvo. senao acabarmos com o polvo, nem com o mourinho ganhamos regularmente, todos nos sabemos isso portanto toca a unir!

LEÃO DA ESTRELA disse...

Com uma estrutura directiva dependente dos humores de um presidente esforçado e sem resultados desportivos, o Benfica continua em queda lenta, mas gradual. A verdade é que, neste século XXI, com oito campeonatos já disputados, o Benfica já está muito atrás do Sporting e do FC Porto: tem menos títulos, menos vitórias, menos golos marcados, mais golos sofridos e menos pontos. Num total de 269 jogos deste século, o FC Porto lidera a classificação com 598 pontos e quatro títulos; o Sporting é segundo, com 550 pontos e dois títulos; e o Benfica segue em terceiro, com 535 pontos e apenas um título. Significa isto que o grande Benfica com mais campeonatos e mais taças do que os outros não passa de uma memória cada vez mais distante.

hla disse...

Estes sportinguistas que vêm para blogs do Glorioso defender um tal clube do norte só para poderem dizer mal do SLB não percebem que o Benfica é muito mais que estatísticas: o Benfica é um sentimento, uma paixão, e podem mostrar os números que quiserem que todos juntos nunca vão ser maiores que nós!!

Mas enfim, já que fazem questão comparem os números.. mas comparem-nos todos :)

Viva o Camacho, vamos ganhar tudo!!

Anónimo disse...

SLB,

concordo com o que escreves. Tens toda a razão excepto numa nota já no final relativamente ao Stretenovics e ao Diaz: Por acaso viste-os jogar? Quantas vezes? E nas suas posições?

Sou contra contratar jogadores para os dispensar a seguir (Diego Souza é um escândalo) e estou de acordo que com camacho essa prática vai deixar de existir mas acho que o Stretenovics e o Diaz podem até ser úteis e bons. Tal como o Di Maria, o Adu, o Bergessio, o Cardozo, o Coentrão, etc... ao contrário de muitos benfiquistas ainda não tenho opinião formada.

Vamos ter fé.

Saudações de glória

S.L.B. disse...

Leão da Estrela: os números não mentem, é um facto, mas espero que durante os vossos 18 anos de seca (e os 19 do clube regional) também tenhas feito essa estatística. E a memória ia-se tornando cada vez mais distante durante esse tempo todo, não é?

Saudações de Glória: nunca vi o Stretenovic e o Diaz jogar, mas quando os referi não foi para dizer mal deles (embora assumo que pudesse ser entendido dessa maneira). Nunca critico jogadores sem os ver, mas apenas os mencionei como exemplos de jogadores que foram contratados sem o aval do treinador, que nem sequer os conhecia. Ou seja, foi só para fazer número. Algo que com o Camacho é impensável. Quem vier terá que ser melhor que os que cá estão e para isso é óbvio que o treinador precisa de os conhecer minimamente. O espanhol não vai dar abébias como o Fernando Santos e isso deixa-me muito satisfeito. Deixaremos de ser um entreposto de circulação de jogadores.

LF disse...

Como gosto de repor as verdades (e já o fiz no local apropriado), tenho que dizer que as estatísticas do Leão da Estrela não resistem a uma pequena observação.
É que se atendermos aos últimos cinco anos (um passado ainda mais recente, portanto), o Benfica tem mais 15 pontos que o Sporting. Para além de ter um título contra nenhum em Alvalade.
A partir daqui também seria lícito estabelecer teorias sobre um eventual e hipotético declínio dos leões. Vou poupá-los a isso.
Deixo apenas o número: Benfica 348
Sporting 343.