origem

quinta-feira, fevereiro 09, 2006

Karagounis

Estamos nos quartos-de-final da Taça de Portugal depois de termos ganho nos penalties (5-3) ao Nacional da Madeira. Previa-se um jogo difícil o que se confirmou, pois em 120 minutos não conseguimos marcar nenhum golo. A nossa exibição foi bastante fraca e só na 2ª parte do prolongamento conseguimos criar verdadeiro perigo para a baliza dos madeirenses. A boa notícia é que estivemos bem defensivamente já que o Nacional não criou nenhum lance de golo durante duas horas.

O principal aspecto positivo a tirar do jogo é o título deste post. Não se percebe como é que o Koeman se dá ao luxo de ter um jogador como o Karagounis no banco durante os últimos jogos. A sua 2ª parte no jogo em Setúbal foi muito boa e depois disso estranhamente desapareceu. Espero que depois de ontem as coisas mudem, porque mesmo apesar de só ter entrado a menos de 10 minutos do fim do tempo regulamentar foi o jogador do Benfica que mais se destacou em termos ofensivos. Durante grande parte da partida não tivemos ninguém com capacidade para furar a defesa do Nacional, que transportasse jogo para a frente e que criasse desequilíbrios no meio-campo. O Karagounis trouxe isso tudo e na 2ª parte do prolongamento colocou o Marcel por duas vezes frente-a-frente com o guarda-redes, mas infelizmente o brasileiro falhou em ambas. Essas duas oportunidades surgiram depois de duas arrancadas do Karagounis em jogadas individuais do melhor que se tem visto esta época. Para além disto fez ainda o nosso melhor remate de longe, proporcionando ao Hilário uma defesa difícil. Até à entrada do grego a nossa exibição foi muito fraca. Não tivemos velocidade e a maioria dos jogadores não estavam inspirados. Só o Luisão e o Léo estiveram na sua bitola habitual. O Nuno Gomes não deveria ter alinhado de início, já que me pareceu muito cansado e o Simão também está em baixo de forma, apesar de continuar a lutar muito e a ter um louvável espírito de sacrifício em termos defensivos. O Manduca teve duas ou três boas arrancadas em velocidade pela direita, só que é claramente um extremo-esquerdo e foi-se perdendo ao longo do tempo. O Geovanni foi o nosso melhor jogador na 1ª parte, ao desmarcar colegas ao 1º toque, mas não esteve bem no remate. Mesmo assim ganhou um penalty num erro clamoroso do Hilário, mas infelizmente o Simão atirou à barra. Na 2ª parte as bolas não lhe chegaram em condições e o Geovanni desapareceu, no entanto ficou mais uma vez provado que rende muito mais a ponta-de-lança do que à direita. Tê-lo a extremo é o mesmo que ter o Ricardo Rocha a defesa-esquerdo. Cumpre mas não rende tudo o que pode. O Alcides perdeu confiança depois do jogo contra os lagartos e foi um dos grandes problemas do Benfica ontem, já que raramente subiu pela direita, o que nos impediu de criar os desequilíbrios habituais que o Nélson constrói. Tivéssemos nós jogado com ele e talvez as coisas fossem diferentes.

Como era de prever a assistência não era muita, mas os que estiveram ontem no estádio apoiaram a equipa durante grande parte do jogo. Estava à espera de ouvir mais assobios do que os que aconteceram principalmente com o desenrolar da partida, mas não gostei que tivessem assobiado o Simão depois de alguns lances dele mal conseguidos. O homem não está em forma, mas a memória dos homens é de facto muito curta.

Agora que venham os lagartos! Nunca de lembro de ter duas derrotas na mesma época frente a eles, pelo que a desforra é absolutamente necessária.

P.S. – Não me venham com histórias! Os hipotéticos dois penalties contra nós não existem! No 1º lance, o Léo mal toca no adversário que sente o bafo do nosso jogador e deixa-se cair. No 2º lance, o braço do Ricardo Rocha está junto ao corpo e NÃO SE MOVIMENTA enquanto ele está a cair (revi o lance várias vezes em slow motion). A única maneira de ele não ter tocado na bola com o braço era cortá-lo.

8 comentários:

Galaad disse...

Concordo com tudo. Apenas não esquecer que esta época já perdemos duas vezes com as osgas, pelo que a vingança, mais do que necessária, irá chegar!!!

Telmo disse...

Karagounis e Leo provaram ontem que têm de ser titulares e Karagounis é o nº 10 e o motor que o Benfica tanto necessita para fazer a distribuição de jogo....Koeman ainda não viu isso?

tma disse...

S.L.B., estou inteiramente de acordo contigo em relação ao Karagounis. Com ele o futebol do Benfica ganha outra dimensão, pela capacidade que ele tem de dar o tratamento adequado À bola, consoante a situação do jogo e de cada jogada. Como dizia o GA: "tem cultura táctica". Se for preciso tirar o Simão para jogar o Karagounis, seja! Por mim tirava o Beto, que por muito que se esforce, é extremamente limitado e está claramente abaixo da média (embora lhe reconheça o enorme profissinalismo com que joga e o facto de a ele devermos a vitória sobre o ManUtd).

Quanto aos lances "polémicos" (não há jogo em que o Benfica participe sem polémica - até em jogos particular, se necessário):
- não dei por qq falta do Léo.
- em relação ao RR, a questão é que ele tem o braço ligeiramente afastado do corpo, pelo que me parece haver razão para marcar penalty. Não foi marcado e devia ter sido? Acontece... Todos falham, faz parte da vida. Da mesma maneira que quando em três jogos consecutivos o Benfica sofreu golos em off-side, apenas lamentei a falta de sorte, nunca me ocorreu desenvolver teorias mirabolantes sobre o caso.

Quanto ao próximo adversário da taça, não me interessa quem é, e os "ajustes de contas" pouco me dizem. Teremos muitas oportunidades para "ajustar contas" com o Cepórtêim. Quero é que o Benfica faça a "dobradinha", pouco me importa quem são os adversários.
[segue-se discurso à jogador...] Para já, o próximo adversário - o que importa mais -é o Penafiel. Se o Benfica jogar como fez ontem no prolongamento, só dificilmente não ganha. E o Karagounis tem de jogar, nem que seja a defesa lateral!

Tetas disse...

Só para dizer que não é possivel teres 2 laterais a subir da forma como o léo fez (é preciso também ver que o simao descaiu para o meio deixando o corredor para o léo). Quando um lateral sobe o outro fica. Da maneiro como o leo subia era dificil o alcides subir, so mesmo pela certa!

GR1904 disse...

Eu sou de opinião que o Benfica jogou bastante bem contra o Nacional. Falta um bocadinho de sorte lá na frente para as bolas entrarem e, principalmente, que os keepers adversários se deixem de fazer o jogo da vida deles cada vez que jogam contra o Glorioso. Gostei de um pormenor. Quando o Simão falhou o penalty, logo a seguir todo o estádio estava a puxar pelo Benfica. É assim mesmo que tem de ser, temos de enfiar na cabeça de uma vez por todas, que os adeptos também jogam e influenciam quem está lá em baixo no relvado, para o bem e para o mal. Tivemos um exemplo lindo contra o Manchester, na Luz. E só penso noutra noite igual contra o Liverpool. Se nós merecemos, porque raio não o fazemos?!

S.L.B. disse...

Tetas: concordo com o que dizes, mas houve alturas do jogo em que a bola vinha do lado esquerdo do meio-campo para o direito e o Alcides não avançava. Além disso, se há coisa que o Beto tem vindo a fazer melhor é dar cobertura aos centrais e/ou laterais quando eles avançam, pelo que a não-subida do Alcides nos foi muito prejudicial.

GR1904: o público foi bastante importante principalmente nos penalties em que condicionou os jogadores do Nacional tendo um deles acabado por falhar. Se estivesse tudo calado, será que ele falharia? As inúmeras entrevistas que se podem ler dos jogadores e técnicos dizem sempre a mesma coisa: se o público soubesse o mal que fazem à equipa os assobios (principalmente em casa), talvez pensasse duas vezes. Eu sou como o avô da Leonor Pinhão e sinceramente por muitos anos que viva nunca compreenderei como é que se pode assobiar um jogador do Benfica...

antitripa disse...

Caro e nobre S.L.B., permite-me discordar contigo: A seguir que venham os "isentos", é que os bonecos não gostam de jogar e terão de jogar pelo menos mais uma vez (que seja contra nós) que é para depois ficarem isentos de vez, assim como fizeram dos sorteios da champions league.
saudações, venha de lá essa tripalhada!

Anónimo disse...

há uma grande lacuna nesta equipa, é o passe... não conheço nenhuma outra onde se passa tão mal e no que toca à circulção de bola nem se falae. Saudações benfiquistas