origem

domingo, setembro 27, 2009

Futebol?!

Vencemos o Leixões por 5-0 e mantivemo-nos dois pontos atrás do vacoso do Braga que marcou em Olhão aos 93’! Com a vitória do CRAC sobre os lagartos, temos os nossos vizinhos a seis pontos de distância.

Ponto prévio: prefiro que o Benfica ganhe perante 11 jogadores. Ao contrário da maioria dos adeptos do CRAC que gosta de ganhar de qualquer maneira e, se possível, humilhando o adversário (colocando, por exemplo, um seu guarda-redes a marcar penalties quando já estão a ganhar por 2-0), eu não. Só que, quando se defronta uma equipa que tem um guarda-redes a simular uma lesão aos 3’(!) e fica 2’ no chão, está tudo dito. O Leixões, há que dizê-lo com frontalidade, fez um jogo NOJENTO. Quer dizer, a bem da verdade, se fez algum tipo de jogo, não foi de futebol com certeza. Quando vi aquela cena do guarda-redes, pensei num Marítimo – parte II, mas enganei-me porque foi pior. O Marítimo fez antijogo, mas o Leixões juntou a isso a caça às pernas dos nossos jogadores! E depois o seu treinador, o inefável Zé Mota, admira-se de ter a equipa pejada de amarelos e com dois elementos expulsos! Mesmo depois de o resultado estar já em 3-0 e com nove em campo, essa caça continuava. Está-lhes mesmo no sangue. Mas, curiosamente, é só contra nós. Quando defrontaram o CRAC, não se viu esta agressividade. Coincidências, certamente.

Há pouco a dizer sobre esta partida. O Benfica, decorrente do seu processo de crescimento, ainda lida mal com este tipo de adversários que utilizam esquemas ignóbeis para não nos deixar jogar. A 1ª parte foi fraca, porque os nossos jogadores enervaram-se com tamanha negação do futebol. Felizmente conseguimos marcar antes do intervalo através do David Luiz aos 48’ (o árbitro deu, e bem, 5’ de desconto), o que era ESSENCIAL, para que a equipa se tranquilizasse e, quiçá, o Leixões mostrasse que também sabe jogar futebol e fosse à procura do golo. Só que isso não aconteceu na 2ª parte. A nossa equipa tranquilizou-se, mas o adversário continuou mais preocupado com as nossas pernas do que com a bola. Com a inevitável e justa superioridade numérica, o resultado foi-se avolumando com naturalidade: Cardozo por duas vezes (se se concentrar daquela maneira antes dos penalties e os marcar assim, não falhará mais nenhum na carreira), Ramires e Maxi Pereira marcaram os golos.

Individualmente não houve ninguém que se destacasse por aí além, já que funcionámos como um todo. Melhor na 2ª do que na 1ª parte. Mas é de salientar a manutenção da veia goleadora do Cardozo e do Ramires que, como diz o Artur, se vai revelando um concorrente de peso do Falcão pelo 2ª lugar na lista dos melhores marcadores... :-) O César Peixoto melhorou no 2º tempo, tal como o Aimar, e o Fábio Coentrão voltou a entrar bem na partida. O Luisão continua intransponível e o Javi García não demonstrou resquícios nenhuns dos problemas físicos que teve durante a semana.

Na 5ª feira temos uma partida muito importante para a Liga Europa, mas, não me canso de repetir, o que mais me impressiona no Benfica, é esta procura incessante pelo golo independentemente da proximidade temporal dos encontros que se seguem. Uma vitória na partida frente ao AEK Atenas representará um passo muito importante para a qualificação para os 1/16 final da Liga Europa. Onde obviamente temos obrigação de estar. Estou confiante que assim acontecerá e que essa vitória será com uma boa exibição da nossa parte. Até porque os gregos não vão certamente jogar(?!) como o Leixões.

P.S. – Só agora pude escrever sobre o jogo, porque ontem à noite segui directamente da Luz para o Restelo para os 30 anos da maior banda portuguesa. Fiquei muito chateado por ser tudo à mesma hora, gosto muito dos Xutos, mas o Benfica não é OBVIAMENTE negociável. Ainda deu para ver duas horas de concerto, cujo momento alto surgiu mesmo no final: o Kalú (ninguém é perfeito...) vestiu uma camisola do CRAC e 2/3 do estádio começou a cantar “SLB Glorioso SLB”! A conclusão perfeita de uma noite inesquecível!

7 comentários:

Rui Branco disse...

Pronto deixei de gostar dos Xutos, assim como deixei de gostar de Rui Veloso... :-)

Nano_Neutel disse...

Bom dia, sr. SLB, estive a ver o seu blog desde o primeiro tópico feito em 2004, demorou alguns dias, mas valeu a pena ver textos sobre os momentos tristes, mas principalmente alegres do SLB nestes últimos 5 anos (estranhamente, parece que o futebol português não evoluiu nada nesse tempo, porque será?)

Seja como for, esta é a minha primeira vez que aqui comento, não sei se serei comentador regular, mas de vez em quando vou dando aqui uma vista de olhos, pois gosto do blog.

Quanto ao jogo, bem, digamos que no final do jogo estava com vontade de dar um cacete, uma "baguette" ao José Mota para ele comer, visto que a equipa do Leixões deu-lhe com força...e depois admiram-se de serem expulsos (o meu pai bem disse que o Pouga ia logo expulso a jogar assim).

Quanto à exibição, bem talvez não tenha sido a melhor, pois só começámos a jogar bem quando o resultado estava controlado (2-0).

Precisamos deste futebol, de sermos frios e lixados dentro de campo sem sermos agressivos. É certo que muitos autocarros virão, camiões TIR, tanques de combate da 2ª Guerra Mundial e um Boeing 747 da British Airlines para impedir que o Benfica continue a ser eficaz. Só assim é que poderemos aspirar a ser campeões (resta saber como estaremos contra os clubes que estão no top 5...)

Veremos se em Atenas teremos a benção dos deuses do futebol para uma boa época. Passe bem :)

S.L.B. disse...

Obrigado, Nano, pelo comentário e pela paciência em ler todo o blog. Só faço um pedido: "sr.", não. Aqui todos nos tratamos por tu. Entre benfiquistas não há diferenças. Abraço.

Rui: como escrevi, ninguém é perfeito, mas nunca vi, ouvi ou li o Kalú a fazer qualquer comentário menos apropriado sobre o Benfica. Ao contrário do tipo dos GNR (recuso-me dizer o nome), que estou desejoso de encontrar ao vivo, por causa do comentário dos "6 milhões de idiotas" de há dois anos atrás. Esses sim, deixei de ouvir (tambem não ouvia muito) e quando estão a dar na rádio, mudo logo de estação. Assim como os Blind Zero. E os Delfins, já agora.

Daniel disse...

Delfins?!? Nem que fossem do nosso SLB!!!

E o cartão amarelo ao Aimar? Absolutamente ridículo. Foi pena o Zé do Boné não levar com mais uma mão cheia.

http://eusouomagnusson.blogspot.com/

Nano_Neutel disse...

Muito bem, tratar-te-ei pelo nome normal, como faço com o meu clube de quase todos os dias (sou mais adepto do GD Peniche da 3ª Divisão do que do SLB, é apenas uma fraqueza futebolística que tenho :P )

Apenas tratei-te por senhor, porque em princípio, gosto de tratar as pessoas com respeito, depois com o tempo é que se vê são dignas disso ou não.

Fica bem.

MikeSLB4Ever disse...

Mais uma goleada gloriosa!

E desta vez, nem dei muito pela ausência do Schafer - há que dar crédito ao César pelas 2 boas assistências para golo - principalmente para aquela "tólada" imparável do Cardozo.

Ramirez - 3º melhor marcador do campeonato! Muito bem!

Vamos ver agora como nos portamos na Grécia...

Força SLB!

P.S. Foste ver Xutos? Fixe!
Eu fui para casa, para ver o jogo outra vez...

Anónimo disse...

Só para esclarecer o Rui Branco... O Rui Veloso é benfiquista ;)