origem

segunda-feira, setembro 21, 2009

UFA!

Foi esta a sms que o meu amigo P me enviou no final do jogo. Demonstra bem o sofrimento que todos nós passámos a ver a vitória do Glorioso em Leiria por 2-1. Como era de prever, foi uma partida dificílima, porque o insuportável lagarto do Manuel Fernandes é bom treinador e porque se presumia que a equipa não estava no seu auge físico por causa do encontro europeu de 5ª feira, o que se veio a confirmar.

O desgaste dessa partida fez com que o Cardozo começasse esta no banco (logo na 5ª feira, não percebi porque é que não foi ele a sair quando levou a patada, mas sim o Nuno Gomes...), entrando o Keirrison, e o Shaffer voltou a ser titular em detrimento do César Peixoto (até que enfim!). Não poderíamos ter entrado melhor, já que marcámos aos 4’ pelo Saviola na sequência de um livre do Aimar. Pensei que poderíamos assistir a um jogo mais descansado, já que costumamos exibir-nos bem quando estamos em vantagem, mas isso não aconteceu. Tivemos uma boa oportunidade, mas o Keirrison não conseguiu desviar a bola do guarda-redes e uma falta escusada do Maxi Pereira permitiu à U. Leiria empatar. Centro do Silas e autogolo do David Luiz aos 18’. Até final da 1ª parte mantivemos o domínio da partida, mas não conseguimos criar grandes oportunidades de golo.

A 2ª parte não começou tão bem quanto seria desejável. O Benfica não estava a conseguir exibir-se ao nível que já nos habituou também muito por culpa da U. Leiria, que não nos deixava jogar. De uma maneira, deva referir-se, absolutamente legal, sem abusar do antijogo. Aos 64’ o Jorge Jesus lá se decidiu por fazer entrar o Cardozo, juntamente com o Nuno Gomes, para os lugares do Keirrison (ainda um corpo estranho na equipa) e Ramires (as sequelas do jogo europeu foram visíveis, já que a exibição não foi tão boa como as anteriores). Pressionámos mais o adversário, que respondia em contra-ataque e, num deles, poderia ter-se colocado em vantagem, mas o avançado atirou por cima da barra. Até que aos 78’ aconteceu o lance que decidiu o jogo. Penalty CLARÍSSIMO, vou repetir, C-L-A-R-Í-S-S-I-M-O(!), sobre o Aimar depois de uma boa tabelinha deste com o Nuno Gomes. O adversário abalroa-o completamente, é indiferente se tocou ou não na bola, estamos entendidos Rui Santos, Manuel Fernandes & Cia antibenfiquista lda?! Aliás, bastava pensarem um bocadinho e para o Sr. Jorge Sousa marcar um penalty a favor do Benfica ele tem mesmo que existir, não?! O Cardozo lá conseguiu marcar golo, apesar de o remate não ter saído muito colocado, mas a força dele fez com que passasse por baixo do corpo do guarda-redes. Até final ainda poderíamos ter aumentado a vantagem pelo Nuno Gomes e, no último lance da partida, o Quim resolveu afugentar os fantasmas do V. Setúbal (em casa) no ano passado e do Sion na pré-época deste ano, ao defender para canto uma bola bombeada para a sua baliza.

Em termos individuais, gostei muito da 1ª parte do Saviola e Aimar, e o Luisão continua absolutamente imperial. O Shaffer fez uma partida esforçada e acho que deve manter a titularidade, já o Maxi Pereira não esteve tão regular como habitualmente, o que é normal se considerarmos que vem de uma lesão prolongada. O Di María esteve francamente desinspirado tal como o Keirrison. Quem é um relógio suíço é o Javi García que, no entanto, levou mais um amarelo. O David Luiz não esteve mal, mas teve azar no autogolo. No entanto, como ouvi alguém referir, este azar persegue-o, já que está ligado aos três golos que sofremos até agora para o campeonato. O Nuno Gomes voltou a não entrar mal na equipa ao participar do lance do penalty e o Cardozo isolou-se nos melhores marcadores com cinco golos.

Com a derrota do CRAC A em casa do CRAC B(raga), isolámo-nos no 2º lugar ainda a dois pontos do 1º e temos o clube assumidamente corrupto a três de nós. Também por isso esta vitória era fundamental, porque não seria a 1ª vez que desperdiçaríamos a oportunidade de aproveitarmos um resultado negativo deles. Nem sempre as exibições podem ser de encher o olho, mas é precisamente nestes casos que ganhar é ainda mais importante. Os 22.676 que lotaram o estádio da U. Leiria pela 1ª vez desde o Euro 2004 (ou muito me engano ou este jogo vai ter mais espectadores que os outros 14 juntos...) bem mereceram este triunfo. A onda vermelha é impressionante e, a continuarmos assim, não irá parar tão cedo.

10 comentários:

João Tomaz disse...

Concordo com tudo excepto com a avaliação que fazes à exibição do Di Maria...
Quanto ao David Luiz, a sua qualidade é enorme e o potencial espantoso mas deve ser completamente maluco. Os nossos golos sofridos esta época tiveram sempre dois azarados: O Quim (Moreira), o David Luiz ou ambos.

Peter 7 disse...

Boas noites.

Vitória sofrida, mas justa.
Foi o nosso jogo de campeonato menos conseguido, na minha opinião. Mas como já se sabe, nem sempre se pode jogar de forma brilhante, nem sempre se pode golear, como o próprio Jesus fez questão de frisar, ainda antes deste jogo (seria um feeling?).
Quanto ao penalty, basta dar uma vista de olhos à Lei 12 para se perceber que foi muuuuuuuuuuuito bem marcado, ao contrário do que disseram os paspalhos Rui Ovelha Dias e o comentário inicial à jogada feito pelo Hélder ConBruto. E é essa a questão: alguma vez este árbitro apitava alguma falta a nosso favor na área adversária que não fosse mesmo um penalty escandaloso? A resposta já todos sabem! O jogador do Leiria teve uma entrada perigosa sobre o Aimar e que pôs em causa a sua integridade física. Como houve contacto físico entre ambos dentro da grande área leiriense, É PENALTY CLARO COMO A ÁGUA!
Cumprimentos gloriosos!

Anibal disse...

Caro SLB, se dizes que é penalti, eu acredito. Mas confesso que me ficaram algumas duvidas, já que a falta me pereceu "jogo perigoso", o que normalmente é punido com livre indirecto.
De resto, concordo com a tua analise.
Em relação à onda vermelha que evadiu Leiria, como sabes, há na blogosfera Benfiquista, quem defenda a ideia de que o Povo Glorioso não deveria acompanhar a Equipa fora de casa, como forma de punir a submissão de alguns Clubes, ao poder corrupto. Ora isso vai contra o apelo do Treinador. Gostaria de conhecer a tua opinião.

MikeSLB4Ever disse...

UFA nº 2 - o 1º foi contra o Guimarães...

Mas é assim que se fazem os campeões - em 2004/5 também foi sofrer à farta mas mesmo assim fomos campeões!

3 pontos à frente do CRAC, pelo menos outros 3 (logo à noite logo se verá quantos...) à frente dos lagartos, e para a semana... uns contra os outros e nós na boa a ver o jogo "cá de cima"...

Isto está-se a compor!!!

P.S. Onde é que estava a cabeça dos gajos do Barça quando deram 14 milhões de euros pelo Keirrison?!
O Weldon custou-nos 100 (sim, cem!) vezes menos, e, pelo menos assim à primeira vista...

S.L.B. disse...

Aníbal: reenvio-te para a lei 12 de que fala o Peter 7. Diz o seguinte:

Por jogo perigoso entende-se toda a acção de um jogador que, ao tentar jogar a bola, põe em risco a integridade física de qualquer jogador, (incluindo ele próprio). O jogo perigoso é cometido na proximidade de um adversário, impedindo-o de jogar a bola por receio de ser lesionado.

Os pontapés de “tesoura” ou de “bicicleta” são autorizados, desde que não constituam perigo para o adversário.

O jogo perigoso não implica necessariamente contacto físico entre os jogadores. No caso de contacto físico, a acção passa a ser punida com um pontapé-livre directo ou com um pontapé de grande penalidade. No caso de contacto físico, o árbitro deve analisar a possibilidade de ter ou não havido um comportamento antidesportivo.

Podes comprovar a lei aqui.

Quanto à onda vermelha, e por muito que compreenda quem defenda que não devêssemos dar dinheiro a quem compactua com o sistema, acho que a importância de actuarmos em mini-estádios da Luz por esse país fora está bem patente nas declarações dos jogadores e do Jorge Jesus. Por outro lado, se fosse eu que morasse longe de Lisboa e tivesse oportunidade de ver o Benfica ao vivo, duvido que a deixasse passar...


MikeSLB4Ever: o Keirrison tem 20 anos e o historial de golos dele no Brasil não deixa dúvida. Demos-lhe tempo. Não cometamos erros recentes como o Bergessio e o Kikin Fonseca que só tiveram seis meses de tolerância...

Carlos disse...

Eu sou de Leiria, fui ao estádio e realmente foi incrível.. Nunca tinha visto o estádio tão cheio =D
Saudações benfiquistas

Anibal disse...

Completamente esclarecido, em relação ao penalti.
No que diz respeito à maré vermelha, também penso que o interesse do Benfica, é a presença dos seus adeptos, no entanto também compreendo
os que acham que se deve punir os que vivem à nossa custa, mas são aliados do sistema.

Peter 7 disse...

Por favor benfiquistas, vamos mas é por toda esta escumalha na ordem! Como já vi escrito em alguns blogs, proponho que enviemos centenas de e-mails às redacções dos diversos órgãos de comunicação social a declarar guerra à incompetência, ao compadrio, ao deturpar dos factos, que constantemente vemos os bandalhos fazerem. Seja o Ruis Dia, seja o jornal O Jogo, seja o Record, seja o Diário de Notícias, seja a máfia que comenta nas televisões, temos de pôr em ordem estes filhos da Puta! Muito sinceramente, estou agastado com tanta poeira que se atira aos olhos das pessoas e, muitas delas, sendo completamente ignorantes claro!, não sabem distinguir a verdade da mentira.

Estou farto desta tentativa de achincalhamento e da intoxicação da opinião pública em relação ao BENFICA. CHEGA!

Façam como eu e comecem a disparar e-mails na direcção de quem mais ódio destila ao Glorioso! Vamos entupir as caixas de correio dos cabrões! Vamos mostrar quem manda! Está na altura de deixarem de gozar com o Benfica, de gozarem com muitos milhões de pessoas no Mundo.

Vamos à Luta, benfiquistas!

Por um país mais "desintoxicado", por um futebol mais honesto e uma comunicação social mais séria!

FORÇA BENFICA!

Peter 7 disse...

Onde está escrito (erradamente) Ruis Dia, queria dizer Rui Santos, do canal 5 da televisão por cabo.

António Pista disse...

Com suor e lágrimas este Benfica será campeão!

Força Benfica!

http://aguia-de-ouro.blogspot.com/