origem

terça-feira, junho 17, 2008

A decisão da UEFA

Perante todas as manobras intimidatórias do clube regional corrupto junto da FPF, que lançou a confusão na UEFA, esta decisão de o manter na Liga dos Campeões para a época que vem acaba por ser previsível. Confrontada com a bagunça do futebol português, a UEFA prefere esperar para ver. Não é uma derrota para todos aqueles que gostariam de ver a JUSTIÇA praticada pelo menos a nível internacional (já que no nacional estamos conversados), porque o clube regional corrupto não foi absolvido. Mas é sem dúvida uma forte decepção, já que a justiça quando tarda perde sempre algum efeito.

Prepara-se naturalmente no Conselho de Justiça da FPF a grande absolvição do arguido presidente do clube regional corrupto, porque só assim o seu clube estará a salvo de um punição da UEFA para o ano que vem. No entanto, eu acho que esta é uma oportunidade única. Se não é agora que a corrupção é devidamente punida no nosso futebol, duvido muito que alguma vez o seja. A questão fundamental aqui não são as variantes jurídicas que servem apenas para deitar poeira para os olhos. Os factos existiram e estão à vista de todos. Com ilegalidade das escutas ou sem ilegalidade das escutas. O Benfica tem a obrigação de levar este caso até às últimas consequências e o comunicado de hoje a responsabilizar FPF e Governo é um óptimo princípio. Doa a quem doer e custe o que custar. Nem que o futebol português seja condenado como um todo e clubes e selecções fiquem de fora das competições europeias, porque o que se passa aqui é digno de um sistema ditatorial, onde a justiça é manobrada a bel-prazer de alguns. E o Benfica tem que fazer isto, não por motivos interesseiros de querermos ficar com um lugar na Liga dos Campeões que não conquistámos em campo, mas porque se não formos nós (Benfica) a fazê-lo, mais ninguém será! Todos os outros assobiam para o lado, com medo do “sistema”. E a manter-se esta situação, o futebol morrerá em Portugal num futuro não muito longínquo. A crença das pessoas numa competição corrompida não será eterna.

A luta pela credibilidade da justiça em Portugal está nas nossas mãos. Se o Apito Dourado e o Apito Final não resultarem em nada, quem mais acreditará na justiça? Há que exterminar certas situações e certos comportamentos.

P.S. – Quando se casam, algumas mulheres adoptam o apelido do marido. É algo que elas lhes querem ver associado e significa simbolicamente a mudança do estado civil “solteiro” para o “casado”. Do mesmo modo, e de agora em diante neste blog, o clube regional passará a ser denominado “clube regional corrupto”. Deixou de ser apenas um clube regional para entrar no lote restrito de clubes que já praticaram actos de corrupção. Actos esses que estarão para SEMPRE associados ao clube. E isso tem que ser devidamente celebrado no próprio nome.

10 comentários:

carlos disse...

magnifico. uma sugestao, edita esta opiniao em todos os foruns onde seja possivel deixar comentarios: maisfutebol, record (edita por partes, por causa dos caracteres), relvado.com, zerozero.pt

Alforreca disse...

Mai Nada!

Anónimo disse...

Eu sugiro para alem de "club regional corrupto", tambem " andrades corruptos".

Nuno disse...

Confesso-vos, caros amigos, que estou cansado.

Raramente opino nos blogs, mas gosto de "trabalhar" pela justiça e hombridade desportiva nas tertúlias com amigos (benfiquistas, sportinguistas, portistas), lutando por aquilo que penso ser, desde há muito, o principal defeito do futebol português: seriedade, honradez, justiça.

Perdi a cabeça vezes sem conta, durante estas semanas, discutindo com gente séria, mas que vejo estar com a cabeça "poluída" pelo status quo.

Como explicar, aos mais jovens ou mais ansiosos, que os meios usados pelo clube corrupto são errados, desonestos, condenáveis?
Como explicar, se os fins estão à vista? Se desportivamente vencem e na "nossa justiça" imperam?

Veja-se o indescritível número de opiniões que por aí andam na blogosfera, regozijando-se por este desfecho. Com expressão máxima num anónimo e suíno comentário: "roubado ainda é melhor".

É este o país que temos?
Onde os corruptos não só vencem, como são aplaudidos?
Onde a corrupção grassa?
Onde a corrupção tem graça?

Estou triste.
Concordo com o seu texto. Está na hora de tomar medidas extremas. Venham elas!

S.L.B. disse...

Carlos: obrigado pela sugestão, mas não tenho paciência para isso. A maior parte das vezes os textos nem sequer aparecem (já não seria a 1ª vez) e eu escrevo isto principalmente para benfiquistas. Não me interessa entrar em diálogo com os adeptos do clube regional corrupto, até porque para isso teria de falar a linguagem deles e nisso assumo a minha total incompetência.

Nuno: é exactamente por muitas pessoas estarem fartas das situações que descreve que eu acho que qualquer dia isto vai rebentar. Eu nem sequer me dou ao trabalho de discutir com adeptos de outros clubes, porque o seu antibenfiquismo fala mais alto e eles estão a borrifar-se para a maneira como ganham.

Mas cada vez mais vejo que será difícil isto ir ao sítio com falinhas mansas. Estamos num país onde o crime compensa e isso é revoltante.

Anónimo disse...

É um texto sério.

E os textos sérios, no futebol português, como as pessoas sérias, não têm grande sucesso.

Por muito que me assuste, só no momento em que roubarmos tanto como eles iremos ganharemos como eles. Porque o problema não são só (nem sobretudo) eles; o problema são os capachos angariados em 25 anos.

Obg,
Miguel

mafegos disse...

E porque não Futebol Corrupto do Porto.

Anónimo disse...

É isso! è mesmo à medida! "FUTEBOL CORRUPTO DO PORTO".

Anónimo disse...

xupai e bebei filhos da puta....

Remate Cruzado disse...

Jorge Sousa prejudicou o Benfica logo na 1ª jornada, fazendo vista grossa a uma claríssima agressão de Ezequias a Nuno Assis dentro da área leixonense. Era penalty e vermelho.

Jorge Sousa ofereceu a vitória ao porto em Matosinhos contra o mesmo Leixões, perdoando duas vezes a expulsão a bruno alves e permitindo um descarado offside no golo da vitória portista.

Jorge Sousa foi hoje escolhido como árbitro do ano.

Realmente, vale a pena ao porto ter lugares no conselho de arbitragem, além do de disciplina. Eles atribuem essa ideia a Vieira, mas quem tem os lugares há décadas são eles.

Para compor o ramalhete, são promovidos mais dois árbitros da AF de Setúbal, sempre tão amiga dos dourados.