origem

quarta-feira, setembro 19, 2007

Desfalcados

Perdemos frente ao Milan em San Siro por 2-1 e, se bem que uma derrota seja sempre um resultado negativo, acho que não temos que ficar desiludidos pelo jogo que fizemos. Jogar em casa do campeão europeu (ainda por cima, sendo uma equipa italiana) seria sempre complicado, mas quando nos faltam quatro(!) titulares, três dos quais são defesas e o outro o Petit, julgo que não se podia pedir mais. O Milan é de facto muito forte e joga quase de olhos fechados, facto a que não será alheio manter a mesma equipa-base há uns bons cinco anos.

Para muitos, o Camacho inventou ao colocar o Miguel Vítor de início, o Katsouranis e o Maxi Pereira no meio-campo defensivo, e o Nuno Gomes no banco. Já ouvi referir, pelos habituais profetas da desgraça e gente que só gosta de estar do conta, que se fosse o Fernando Santos a fazer estas alterações seria crucificado. Não estou nada de acordo. Era quase um suicídio se fôssemos jogar em San Siro com um trinco adaptado (Maxi Pereira), outro de 35 anos a ter que fazer trabalho defensivo e quatro(!) jogadores de ataque. O meio-campo do Milan chamaria um figo a esta constituição. Penso que o Camacho fez bem, embora que se possa sempre questionar porque não colocou o Romeu Ribeiro a trinco, mantendo o Katsouranis na defesa. Mas depois de se ver o jogo e o resultado é sempre mais fácil mandar palpites. De qualquer modo, comparem esta exibição com a do ano passado no jogo de estreia da Champions e digam lá qual foi a melhor...

A diferença entre as duas equipas foi notória, se bem que as ausências no Benfica pesassem bem mais do que as do Milan. O Quim voltou a ser dos melhores em campo, mas infelizmente falhou no lance mais fácil de toda a partida, ao atrasar-se no livre do Pirlo aos 9’ do qual resultou o primeiro golo. Reagimos bem e o Rui Costa teve uma grande jogada que finalizou com um remate fortíssimo que o Dida defendeu para a frente e aos 22’ tivemos a nossa melhor oportunidade num cabeceamento do Cardozo ao poste depois de um centro do Di Maria, que ainda foi desviado por um defesa. Claro que entretanto já o Milan tinha proporcionado ao Quim duas excelentes defesas. Aos 24’ um mau toque do Miguel Vítor perto da grande-área italiana deu origem a um contra-ataque do qual resultou o 2-0 pelo Inzaghi. Foi azar do miúdo, que de resto não esteve mal. Até ao intervalo, outra boa arrancada do maestro proporcionou ao Cardozo um remate à figura do Dida.

Na 2ª parte, o jogo manteve-se muito parecido, com o Milan a jogar preferencialmente em contra-ataque e o Quim a salvar mais uns quantos golos. Os nossos remates não saíram tão bem e só conseguimos marcar já nos descontos através do Nuno Gomes (entretanto entrado para o lugar do amarelado Cardozo), num lance em que o Edcarlos estava ligeiramente adiantado à defesa do Milan [correcção: revi o lance no resumo e o Edcarlos está em linha com o Katsouranis, que fez o centro; portanto, não há irregularidade nenhuma]. A esta diminuição de produtividade atacante não foi alheio o cansaço físico do Rui Costa, que se tornou mais visível a partir de meio da 2ª parte. O Camacho resolveu (e bem) proporcionar-lhe uma despedida condigna de San Siro, substituindo-o perto do fim. Mesmo assim, o maestro foi indiscutivelmente o nosso melhor jogador e volto a bater na mesma tecla: ainda é muito cedo para o tentar reformar já para o ano. Outro que me entusiasmou foi o C. Rodríguez. Já tinha jogado bem frente à Naval e hoje fez uma grande exibição. Não tem medo de procurar a bola, participa bastante no desenvolvimento do ataque, não se esconde do jogo e tem boa qualidade técnica. Já o Di Maria mostrou que ainda precisa de amadurecer. Nem sempre tomou a melhor opção quando se tratava de libertar a bola. O Maxi Pereira também esteve bem a fazer de Petit, mas o Cardozo é que poderia ter jogado um pouco melhor. Pareceu-me muito lento e com pouca frescura física, sendo muitas vezes batido pelos defesas que chegavam primeiro à bola. Achei natural a sua saída para dar lugar ao Nuno Gomes, porque, apesar de estarmos a perder por 2-0, não é por se ter muitos avançados que se ganham jogos e a equipa não estava a jogar mal naquele esquema. O Edcarlos também se portou bem, mostrando ser um jogador muito sóbrio. O Camacho ainda aproveitou para lançar o camaronês Gilles Binya aos 72’, que se destacou pela combatividade que deu ao meio-campo. Definitivamente um jogador a rever. O pior do Benfica foi indiscutivelmente o Luís Filipe, que mostrou todas as suas limitações. Pode ser um substituto do Nélson, mas só em meia-dúzia de jogos por ano. É bom que o nº 22 volte depressa!


Daqui a duas semanas teremos um jogo importantíssimo para a qualificação, em casa frente ao Shakhtar Donetsk que nesta jornada bateu o Celtic por 2-0. É imperioso vencer essa partida para ganharmos vantagem sobre os ucranianos, já que o Milan é de outra galáxia e se tudo correr normalmente as outras equipas só poderão aspirar a somar um ponto frente a eles.

P.S. – Conheço muitos pouco jogadores que sejam idolatrados (é mesmo este o termo) em todos os clubes por onde passaram. É o caso do Rui Costa. Já não há palavras para descrever a sua grandeza.

12 comentários:

olho.global@gmail.com disse...

A RTP transmitiu o jogo em Portugal. Pena que não se tenha lembrado dos emigrantes pois a RTPI não o transmitiu. É difícil acompanhar o Glorioso fora de Portugal. Não é bom para os adeptos nem é bom para o Benfica que só tem a perder com a falta de globalização dos corporativismos portugueses.

S.L.B. disse...

A RTP não tem os direitos internacionais dos jogos da Liga dos Campeões. Já é assim há alguns anos e penso, aliás, que todas as estações que detêm os direitos só os possuem a nível nacional. Neste caso, não é culpa da RTP.

Anónimo disse...

FRACO DEMAIS PARA UM MILÃO Q.B.

Estava com um bom pressentimento, mas o Milão é mesmo de outra galáxia. Perdemos por 2-1, um resultado muito bom face ao caudal de jogo dos italianos e às inúmeras oportunidades desperdiçadas pelos "rossoneri".
Poder-se-à argumentar que aquela bola ao poste poderia ter virado o rumo dos acontecimentos, só que também nos temos de lembrar das defesas do Quim, embora tivesse sido mal batido no primeiro golo.
Quanto a destaques, Rui Costa a pegar na bola e a endossá-la aos colegas é um senhor. Acho mesmo que Camacho deveria ter deixado Katsouranis a central e colocado Romeu Ribeiro no centro do terreno. Cardozo pareceu-me muito lento e "pesadão" para estas andanças. Di Maria tem de aprender a soltar a bola mais cedo. Inenarrável é Luís Filipe: péssimo a defender, péssimo a passar a bola, péssimo a marcar o adversário. Quando dou por mim a pensar e vejo que temos na ala direita Nélson e Luís Filipe, arrepio-me!
P.S: Uma vez mais ficou provado quem é o melhor jogador do mundo: Kaká! Que jogador fabuloso!

Maluco do Futebol - www.malucodofutebol.blogspot.com

Americano disse...

Positivo:
- Rodriguez foi o que teve menos "medo" do Milão
- O golo do Nuno Gomes, já que às vezes até no goal-average se decide a passagem
- Indicações de Gilles, gostei mais do que vi dele em 20 minutos do que do Pereira até agora
- Exibição e homenagem ao Maestro, justa e inesquecível

Negativo:
- Erro de Quim no 1º golo, se bem que depois foi dos nossos melhores
- Falhanço do Cardozo, simplesmente inacreditável, quando percebi que o Dida não chegava à bola, já estava a gritar golo
- Erros no 2º golo: primeiro Miguel Vitor falha um passe a um metro, depois Pereira teve um momento em que tinha de partir para cima do Káká, fazendo falta, apanhando amarelo, mas NUNCA deixando seguir, era óbvio o que ia acontecer
- passes do Luís Filipe
- Maxi Pereira: já formei o meu ódio de estimação, porque ontem percebi a polivalência dele, joga tão mal ao meio como ao centro. Esforcei-me para contar, e duvido que tenha feito mais de 2 recuperações de bola no jogo todo. Eu dizia que 1 milhão de euros pelo Ruben Amorim era muito, por isso nem vou comentar os 3 milhões por ele.

E infelizmente do que vi do resumo do Shaktar, as coisas vão ser muito complicadas neste grupo...

Remate cruzado disse...

olha que o pereira mostrou saber jogar a trinco...

o edcarlos acabou de chegar, nao se pode queimar... mas nao sera titular. ai as lesoes.

katsouranis e excelente a 8, mas como 6 nao rende tanto, rende ate menos que a central

Anónimo disse...

Nada a dizer, o Milan é muitíssimo superior ao benfica a 100%, quanto mais a uma equipa desfalcada. Acho que já tudo foi dito mas acho que o pereira não é trinco para já, é medio direito e jogou ali para tapar uma manta de buracos que é neste momento o Benfica, devido às lesoes de 3 defesas e do Petit... acho que quem jogou fora da posição não pode ser cruxificado portanto espero que o Camacho arranje outra alternativa nos próximos jogos...penso que de facto Camacho não é melhor que Fernando Santos porque o Santos nunca chegou a ter o plantel que o Camacho tem agora à disposição e invenções por invenções acho que estão os 2 no mesmo patamar.
Luís Filipe é muita fraquinho,errou passes e nunca fechou bem o lado direito, além de nao saber centrar uma bola. O Miguel Vitor e o Edcarlos fizeram o que puderam, embora nota pior pro português que oferece o contra-ataque do 2º golo...ja vi inumeros golos do Milan parecidos com esse, são perfeitos a jogarem no erro do adversário e com transição defesa-ataque conduzida por aqueles mestres...enfim, nada a fazer!
O rui Costa mostrou que tem que jogar mais recuado para fazer um pouco como o Pirlo no Milan, pautar o jogo, fazer passes e desmarcações e não sofrer tanto em cima as marcações adversárias, foi o melhor do Benfica em campo, ( tirando o Quim que fartou-se de defender e só a gaffe do 1º golo lhe tirou a nota 10). De resto acho que o Cardozo deu trabalho na 1ª parte mas ainda esta preso de movimentos, o Cebollita é um jogador muito bom, grande aquisição e o Dimaria idem, embora pense que ainda individualiza bastante as jogadas, urge que o Camacho domine estes talentos em prol do colectivo porque se o fizer e quando a equipa tiver a 100% tem francas possibilidades de fazer algo de muito positivo nesta temporada.

PS: Atenção ao Shaktar, são muito velozes no ataque, vão dar muito trabalho e ontem ja despacharam o Celtic se bem que o Celtic fora é sempre uma desgraça...

hla disse...

anónimo, o Santos teve o Simão, o Miccoli e o Karagounis! E por vontade do Santos em vez de um Rodríguez e de um Pereira (velocidade, técnica e vontade) terias um Rochemback (lento, pesado e problemático).

Podes dizer que tacticamente o Camacho não é um treinador perfeito, mas compensa isso (largamente) com coragem, força de vontade e capacidade de motivação!!

O Pereira é o típico jogador combativo, trabalhador, tacticamente disciplinado, mas discreto. Não é exuberante como o Rodríguez (também não é tão rápido), mas acho que temos ali um bom jogador, com muita capacidade de sacrifício e ao mesmo tempo uma capacidade técnica que permite à equipa jogar rápido e simples. Vai-nos ser muito útil!

Luis Filipe é zero. Não haverá um júnior que possa render como o Miguel Victor? Para termos um jogador em campo a fazer asneira, que seja da casa, que tenha margem de progressão e a quem consigamos dar o benefício da dúvida. Que saudades do João Pereira...

GR1904 disse...

Há coisas que nao percebo. Houve gajos que soltaram um "aleluia" qd o Luis Filipe foi contratado pq o Nelson nao dava conta do recado. Agora ja suspiram pelo regresso do Nelson. Eu spr achei que o Nelson era uma questao de apanhar um treinador que o motivasse e responsabilizasse. E um desses treinadores pode mt bem ser o Camacho. Nao se pode é dizer ontem uma coisa e hoje outra totalmente contraria.

Para quem critica o Cardozo por ter falhado um golo "escandaloso", eu julgo que esse lance era extremamente complicado de dar golo devido à trajectoria da bola e posicionamento do Cardozo. Se repararem nas imagens a bola é desviada pelo pé de um defesa milanista e ganha um efeito na trajectoria que acaba por fugir ao posicionamento inicial do nosso avançado e mesmo assim ele ainda consegue lá chegar esticando-se todo (vejam a forma como ele, para chegar à bola, mete a cabeça mesmo no limite da trajectoria que estava a ser feita pela bola).

Criticas ao Pereira, acho que sao desfundamentadas. O lugar dele não é no centro do meio-campo, mas sim na direita. Talvez tenha sido um mau jogo dele e até possa render nesse lugar ao meio, mas não é pelo jogo de ontem que se deve criticá-lo.

Para terminar, acho que o Camacho fez mal em colocar o Katsouranis no meio campo por varias razoes. Pq este tinha vindo a comandar mt bem a defesa do Benfica. Pq com esta alteraçao provocou mudanças nos 2 eixos da equipa: jogámos com 2 centrais que em condiçoes normais nem no banco se sentariam quanto mais jogarem juntos; mudou o Pereira que estava a dar boa conta do recado na ala direita, para o meio campo desguarnecendo o Luis Filipe. E depois do que vi dos poucos minutos do Bynia ainda menos percebi esta alteraçao do Camacho (nao esquecer que a equipa na defesa e no meio campo ja estava a jogar consistentemente), ainda por cima ele que é um treinador que nao tem medo de apostar nos jogadores qd assim tem que ser. Este camarones era, em mha opiniao, o ideal para substituir o Petit e sinceramente espero que lhe dêem oportunidades na equipa titular nos proximos jogos. Há uns anos a esta parte, podemos verificar que as grandes equipas têm um jogador no meio campo com as caracteristicas que o Bynia parece ter.

Anónimo disse...

Hahaha!
Quem lê esse titulo "Desfalcados" até pensa que se não estivessem tinham ganho o jogo!
De facto sem o Petit o adversário tem menos canelas partidas.
Não levaram 5 porque o Milan jogou como se de um treino se tratasse.

Pelicano disse...

"Benfiquistas desde pequeninos"
http://pelicanobenfica.blogspot.com

BENFICA FC disse...

Não sei se sou só eu que acho que o Milão tirou o pé do acelerador!
O Milão não quis ser mau para o Benfica. Parece-me que outra equipa com o potencial do Milão tinha abusado de nós.
http://benfica-fc.com/slbenfica/

Speeder_76 disse...

Confesso que temi o pior, pelo menos pela primeira parte. O resultado é enganador, é certo, mas tenho pena que aquela cabeçada do Cardozo não ter entrado. Ou ao menos podia bater no poste, mas de raspão, com tendência para entrar...


Enfim, é o primeiro de muitos jogos na Champions. O que interessa é ganhar os jogos todos em casa, e assim temos o apuramento no papo. E se ganharmos algum jogo fora, ainda melhor...


Já agora, se fores fã de automóveis, podes passar pelo meu blog: www.continental-circus.blogspot.com

Não falo muito de futebol, mas sou benfiquista ferrenho!