origem

sábado, dezembro 02, 2006

O sabor

Finalmente provei o sabor de presenciar ao vivo a vitória em casa dos lagartos. Ainda por cima na minha estreia! Muitos referiam que estas vitórias são diferentes e realmente é verdade. Ver as caras dos lagartos à saída do estádio é algo impagável. Foram 2-0, mas podiam ter sido mais, bastava só que aquela bola do Miccoli perto do intervalo não embatesse na barra…

A entrada no estádio foi particularmente difícil e só me sentei dois minutos antes de começar o jogo. O sector visitante não tem uma porta específica o que faz com que se tenha que esperar séculos para entrar, porque os adeptos lagartos também entram por essa porta e naturalmente não podem entrar os dois ao mesmo tempo. Mas enfim, lá consegui chegar antes do jogo começar e ainda bem, caso contrário teria perdido o golo do Ricardo Rocha (o enguiço parece estar quebrado de vez; que golão de cabeça!) logo aos 3’. Não poderíamos ter tido melhor entrada no jogo! O golo surgiu na sequência de um canto, depois de um excelente centro do Nélson ao qual o Nuno Gomes correspondeu com uma boa cabeçada para defesa do Ricardo. Os lagartos acusaram bastante este início de jogo e não conseguiam criar perigo. No entanto, nós também não trocávamos a bola com eficiência para tentar o contra-ataque. O jogo não estava a ser bom e os lagartos só tiveram dois lances em que se aproximaram com relativo perigo da nossa área, ambos de cabeça. Porém, aos 36’ há finalmente um contra-ataque eficaz. Excelente passe do Miccoli para o Simão, que passa pelo Custódio como se ele não estivesse lá, isola-se e atira para o poste mais distante assim que o Ricardo saiu da baliza. Foi o delírio no sector visitante! Até final da primeira parte poderíamos ter marcado mais dois: o tal grande remate do Miccoli que bateu no poste e uma recarga do Nuno Gomes, depois de um livre do Simão, que o Ricardo defendeu com o pé.

Na segunda parte estava com receio de uma entrada forte dos lagartos, mas nada disso se verificou. Estivemos irrepreensíveis na defesa e eles raramente conseguiam construir lances de perigo. Infelizmente, no ataque não estivemos tão bem. O Quim passou o tempo todo a pontapear bolas para a frente (para a cabeça do Miccoli?), em vez de a colocar jogável nos companheiros. Se foram indicações do Fernando Santos, foram muito mal dadas. A posse de bola era toda deles, mas o que vale é que foi completamente inconsequente. Todavia, naturalmente que não conseguíamos criar perigo. Andámos assim durante uma boa meia-hora. Nesta altura estávamos a jogar em claro 4-3-3 com o Simão, Miccoli e Nuno Gomes na frente e o Petit, Katsouranis e Nuno Assis a controlar quase todos os ataques lagartos. A segunda parte não teve grande emoção, porque eles praticamente só conseguiam rematar de longe e todas as bolas, quando chegavam à baliza, foram bem defendidas pelo Quim. Ainda assim, houve duas particularmente difíceis: uma do Bueno de cabeça, na sequência de um canto, e outra do Djaló depois de um amortecimento do Liedson. A 10’ do fim, o Polga levou o segundo amarelo e tive a esperança que pudéssemos aumentar o score, até porque os lagartos deixaram de acreditar. No entanto, dois minutos depois o Nuno Gomes tem uma entrada muito dura sobre o Moutinho e é expulso. Não percebo o que lhe passou pela cabeça... Estávamos a ganhar e com o jogo perfeitamente controlado. Agora vai ficar dois jogos na bancada e espero lhe faça bem, porque o 21 realmente não está em grande forma. Até final ainda deu para o Nélson dar dois bailinhos aos lagartos, que infelizmente não tiveram resultados práticos.

Fizemos um jogo muito bem conseguido, mas individualmente tenho que destacar três jogadores: Simão, Nuno Assis e Ricardo Rocha. O capitão marcou um excelente golo e foi o grande dinamizador do nosso ataque, até porque o Miccoli ainda não estava completamente recuperado do problema muscular que teve na semana passada e o Nuno Gomes não está muito confiante. O Nuno Assis foi importantíssimo no meio-campo, tanto a defender como a atacar. Parece uma formiga que nunca pára. O Ricardo Rocha marcou um golão, só me lembro de ter feito uma falta e foi praticamente intransponível. O Quim também esteve em destaque ao resolver bem o pouco trabalho que teve. O Nélson está em excelente forma, mas tem que deixar de tentar fintar perto da nossa área. O Luisão voltou e ainda bem, porque a defesa com ele é outra coisa e o Léo não sabe jogar mal. O meio-campo também esteve muito bem a defender, mas a transposição para o ataque deveria ter sido melhor em grande parte do jogo. Espero que o Miccoli não se ressinta da lesão na próxima 4ª feira, porque notou-se que não estava na sua plenitude. A entrada do Paulo Jorge foi importante para ajudar o Nélson a suster o Tello e o Nani, porque a meio da segunda parte o Katsouranis deu o berro.

São estas vitórias que nos confiança para o futuro. Espero que seja o início da estabilização da equipa, porque mesmo que ganhemos ao Belenenses ainda teremos o clube regional a seis pontos. É fundamental não perdermos mais pontos idiotas e deixarmos de vez a montanha-russa de exibições e resultados que vem desde o início da época. Temos um plantel fantástico e não esqueçamos que ainda não há maestro. Quanto ao jogo em Manchester será bastante mais difícil do que este, mas o favoritismo está do lado deles. No entanto, se jogarmos com a personalidade de hoje uma surpresa não estará totalmente colocada de parte…

P.S. – No fim do jogo ainda deu ter a boa companhia do D’Arcy na volta a casa. Aquele percurso no meio das caras de derrotados dos lagartos é algo que me vai ficar na memória durante muito tempo... :-)

11 comentários:

Pedro F. Ferreira disse...

Não imaginas o que me arrependi de não ter ido contigo ao alvalixo. Um grande abraço.

S.L.B. disse...

Pois é, Pedro, eu avisei-te... :-) Abraço.

D'Arcy disse...

É sempre melhor arrependermo-nos de algo que fizemos, do que arrependermo.nos de algo que não fizemos ;)

Para a próxima já sabes.

Anónimo disse...

Então e os "Olés" da claque Gloriosa na 2.ª parte?

Lindo!!!

B.

Bakero disse...

Pois é, grande vitória! Quanto às caras dos lagartos, também já passei por algo semelhante: Há 2 anos atrás fui ver o Sporting-Penafiel que eles perderam 0-2 e nem sabem o prazer que me deu no fim do jogo, olhar pra eles em pânico com a noção que o Benfica ia ser campeão. Foi daqueles momentos kodak, para mais tarde recordar :-)

Clemencio Antunes disse...

amigos benfiquistas, nao se preocupem, podemos ter perdido na casa dos repteis,mas vamos ser campeoes,o arbitro tambem nao nos deixou ganhar, mas em casa vamos ganhar 3-0. Viva o benfica.

P.S. Alguem sabe onde posso ver o resumo do jogo na internete? Era uma boa sugestao para o blog um video com o resumo de cada jogo. Seria inovador original, como a alma benfiquista.

d'Janja disse...

Era perfeitamente evitável o post-scriptum, mas adiante.

É a pala de lampiões-da-pior-espécie como tu que a nossa estrelinha se apaga. Disso e da falta de experiência dos nossos meninos (e pensar que o Grande Artista foi despachado sem apelo nem agravo e agora dá cartas no Braga... já sem falar no desperdiçar do Ricardo Coração de Leão - titular de caras este ano!).

Para o ano não te espantes se o teu bilhete aparecer rasgado horas antes do derby!! :)

Boa sorte para Manchester (LOL)

S.L.B. disse...

Clemencio: há vários blogs que têm os resumos, ou pelo menos os golos, dos jogos do Glorioso. Como por exemplo, este

Meu caro amigo D'Janja: é precisamente por causa do post-scritpum que eu vou voltar para o ano a vossa casa! :-) Com bilhete inteiro ou rasgado! ;-)

antitripa disse...

E que condimentos que provaste!

MAD*MAX disse...

Levar um bilhete rasgado ou não é econita,mas levar faixa é ke não
(vais ter ke a fazer[já li]
Ligue mais tarde...tou no WC!
:)
O ke é ke voçês kerem,axo 1 piada d'caroço

Saudações desportivas
SLB 4EVER

ANTI-BENFICA disse...

benfica é merda