origem

sexta-feira, dezembro 15, 2006

A melhor notícia do ano

Maria José Morgado dirige Apito Dourado

E isto para não dizer que é a melhor notícia dos últimos 20 anos! Vamos ver se finalmente haverá justiça para punir estes CRIMINOSOS que pululam impunemente no futebol português há mais de duas décadas. E que ainda se dão ao desplante de gozar com a justiça (“apita, apita, mas não oiço nada”). O currículo da actual procuradora-geral adjunta fala por si e duvido que alguém a possa pressionar ou condicionar. Ou seja, os tentáculos do polvo estão a ficar em perigo. Ninguém foi ainda condenado, é verdade, mas as escutas que vieram a público são por demais esclarecedoras. Ainda por cima, o melhor argumento que a defesa se lembrou é a suposta inconstitucionalidade das ditas escutas. É por causa de uma questão técnica que querem que todos os arguidos sejam absolvidos. Elucidativo!

Estou bastante confiante depois de ouvir esta notícia. É mais que tempo de pôr cobro a esta POUCA VERGONHA com mais de 20 anos. Ainda agora, na lista para o Conselho de Arbitragem do candidato Madaíl à presidência da FPF estão dois(!) arguidos do processo “Apito Dourado”. Teve que ser um livro escrito pela ex-prost., perdão, ex-companheira do presidente do clube regional a despoletar esta sucessão de eventos, mas se o Al Capote caiu graças a problemas com o fisco, porque é que aquele projecto de ser humano não pode cair pelas calças?! Este caso ultrapassa em muito o âmbito do futebol. Se tudo ficar na mesma é a assunção por parte do Estado que tudo é permitido em Portugal, bastando somente ter boas connections. Mas não
pode nem deve ser assim. O país não é todo constituído por malfeitores, corruptos e desonestos. Afinal a maioria da população nem sequer é adepta do clube regional...

P.S. – No sorteio da Taça Uefa calhou-nos o Dínamo Bucareste. Já os eliminámos há uns anos na altura do Heynckes quando perdemos em casa (0-1) e fomos ganhar fora (2-0). O sorteio não foi mau, até porque temos oportunidade de eliminar uma equipa romena que está muito perto de Portugal no ranking da Uefa. Se passarmos, iremos jogar com o vencedor do AEK Atenas-PSG, outros dois adversários que estão ao nosso alcance. Ou seja, temos obrigação de chegar aos quartos-de-final da Taça Uefa. Ao Braga calhou o Parma (teoricamente o menos forte dos adversários possíveis) e o clube regional vai jogar com o Chelsea! Yes! Se tudo correr como eu espero, em Março teremos o Glorioso e o Braga na competições europeias.

9 comentários:

Anónimo disse...

Não sei porquê tenho mais esperanças que a MJMorgado meta o Porco da Costa na prisão, que o Santolas ultrapasse os romenos.

hla disse...

Segundo a Leonor Pinhão, além dos dois arguidos do processo "Apito Dourado" (Carlos Esteves e Francisco Costa), fazem parte da lista para a direcção da FPF do candidato Madaíl dois dos juízes que os vão julgar (!), Almeida Pereira e João Ramos.

Como ela diz:
"Tem credibilidade a próxima direcção da Federação Portuguesa de Futebol, onde coexistem arguidos e juízes do processo Apito Dourado? (...) Resultado final sem discussão: 2-2. Relvado impecável para a prática da modalidade."

Telmo disse...

Se há pessoa com tomates para engavetar os mafiosos todos, essa pessoa é uma mulher: Maria José Morgado, penso mesmo que é a única pessoa que conseguirá fazer ustiça neste assunto.

Estou muito optimista em relação a tudo isto, pelo que vejo finalmente o PGR está preocupado com o assunto, e os juízes que forma perseguidos sentem-se agora mais corajosos, e com Maria José Morgado ninguém brinca, ainda mais depois de o polvo a ter tramado quando ela começou a mexer na merda que havia no futebol, ainda por cima é bem possível que seja reabertos os processos que já haviam sido inexplicavelmente arquivados, parece que vem aí o 25 de Abril do futebol português :)

p.s. Note-se que Carolina Salgado também mostrou muito mais tomates que o "corajoso" e "genial" José Mourinho, ela não teve medo de falar mesmo depois de ser espancada....ele não quis falar mesmo com a possibilidade monetária de contratar um exército de seguranças, é fácil de ver que preferiu fechar os olhos à merda que havia no Porto em vez de contar tudo à pj....também ele beneficiou e muito com o polvo, como tal compreende-se....

Anónimo disse...

A noticia de Maria José Morgado é excelente. Não acho que seja só o Pinto da Costa a pagar pelos erros que "alegadamente" terá cometido, mas existe muito mais, muito mais... E as ligações entre as Camaras e Clubes de Futebol (veja-se os estádios do euro, todos, sem excepção), as finanças dos clubes (será que os jogadores pagam todos os impostos? Duvido...), o dinheiro que passa pelas off-shores, etc, etc, etc. Não é só o processo Apito Dourado, e as comissões que se pagam sem deixar rastoi nos paraísos fiscais. Como eu disse no meu post: Doa a quem doer. Vamos para a frente Maria José Morgado!
Quanto ao Benfica, podem passar os 16-avos, mas os 1/8 nem pensar. Não temos treinador para isso, nem jogadores....É a realidade, infelizmente!

Maluco do Futebol
www.malucodofutebol.blogspot.com

tma disse...

Considero o caso da Casa Pia moralmente mais grave que o do Apito Dourado, mas este é sem dúvida o mais mediático. Em todo o caso, o Apito Dourado ultrapassa largamente o âmbito desportivo, pelo que a sua resolução seria uma importantíssima vitória da justiça.
A questão do "2-2" entre arguidos e juízes não me admira numa organização que há anos que tresanda a podre (pelo menos, desde o mundial de 2002...)

Falando de futebol, concordo contigo: o BEnfica tem a OBRIGAÇÃO de passar as próximas duas eliminatórias. Não quer dizer que seja fácil, como é óbvio, mas não aceito desculpas para o Benfica não ganhar ambas as eliminatórias. Espero que o FS meta desde já isto na cabeça...

Caminhante Solitário disse...

A questão da inconstitucionalidade não é uma questão técnica, mas sim processual.

Se o Braga for eliminado, confesso que não terei grande pena: com os insultos que os seus adeptos nos fazem, numa tentativa, talvez, de "separação das águas" (por ex, ao Rocha) merecem voltar para o lugar que foi, é, e sempre será: o dos clubes pequeninos.

massacrador de floribellas disse...

os oitavos de final serao contra psg ou aek. temos obrigaçao de ir aos quartos.

MAD*MAX disse...

Resumindo e concluindo uma semana cheia d'boas noticias!
Embora eu pessoalmente espero ke o FCP ganhe...
Vivo no estrangeiro há mt anos,acho ke é compreencivel o meu apoio a todas as ekipas Portuguesas!

Boas festas

Saudações desportivas
SLB 4EVER

massacrador de floribellas disse...

José Saraiva, director do Jornal de Notícias. Agredido à porta de casa por dois jagunços. Nunca chegou a haver queixa judicial.
Carlos Pinhão, jornalista de “A Bola”. Agredido barbaramente, apesar da sua idade, em Aveiro, depois de um jogo Beira-Mar-FC Porto. Processo judicial arquivado por falta de provas.
Santos Neves, jornalista de “A Bola”. No Porto, desapertaram-lhe as jantes do carro e ia-se despistando em plena estrada. Nunca se provou quem foi o autor do crime.
João Freitas, jornalista de “A Bola”. Agredido barbaramente junto ao Estádio das Antas. Processo judicial concluído, mas ninguém foi condenado em julgamento por falta de provas.
Marinho Neves, jornalista da Gazeta dos Desportos e autor do livro sobre corrupção na arbitragem “Golpe de Estádio: Emboscado à porta de casa por dois jagunços. Processo judicial arquivado na PJ do Porto por falta de provas, apesar de haver cinco testemunhas que nunca foram ouvidas.
António Paulino, jornalista do Expresso. Agredido à porta do seu jornal na redacção do Porto, segundo o próprio, por Pinto da Costa e dois jagunços. Não chegou a haver processo porque foi feita uma negociação com Pinto Balsemão. Em causa esteve um directo na SIC.
Manuela Freitas, jornalista da Gazeta dos Desportos. Agredida com uma bofetada qaundo acompanhava o FC Porto numa viagem ao estrageiro.
Martins Morin, jornalista de "A Bola". Agredido no final de um jogo de futebol no qual o FC Porto era um dos intervenientes. Apresentou queixa, processo arquivado por falta de provas.
João Martins, jornalista ligado ao automobilismo. Trabalhava na rádio do filho de Pinto da Costa e sacou a namorada ao Alexandre. Agredido à porta de casa por dois jagunços. Não houve processo judicial porque lhe pediram desculpas.
Eugénio Queiroz, jornalista do “Record”. Agredido no Estádio do Restelo. Não houve queixa judicial. Parece que gostou.
Paulo Martins, jornalista da RTP 1. Agredido em directo no final de um jogo nas Antas por um jagunço. Não houve queixa judicial porque a empresa o obrigou a comer e calar.
Pedro Figueiredo, jornalista da RTP 1. Agredido no Estádio do Bessa no final de um jogo, Boavista-FC Porto. Não houve queixa judicial porque a empresa não autorizou.
Donato Ramos, árbitro de Viseu. Agredido no restaurante em Matosinhos por quatro jagunços. Teve de fugir pelas traseiras e destruíram-lhe um carro que estava estacionado à porta. Não chegou a haver queixa judicial.
Filomena Morais, ex-mulher de Pinto da Costa. Conforme confessou na altura publicamente, foi agredida pelo marido e pelos seus seguranças. Processo judicial arquivado devido a acordo antecipado.
Carolina Salgado, ex-companheira de Pinto da Costa. Agredida por Pinto da Costa e dois jagunços. Queixa corre na justiça.
Ricardo Bexiga, vereador da Câmara de Gondomar. Agredido num parque de estacionamento por dois jagunços. Queixa judicial está a correr neste momento.