origem

quinta-feira, julho 13, 2006

Gregos

O Katsouranis e o Karagounis deram-nos a vitória frente ao Shakhtar Donetsk no 2º jogo de preparação. Tivemos alguma sorte na 1ª parte já que o primeiro golo resulta de um penalty muito duvidoso sobre o Marcel e, quando estávamos a sofrer a reacção dos ucranianos, marcámos o segundo na sequência de uma óptima abertura do maestro e um fantástico chapéu do Karagounis. Quando ao resto, o jogo ainda foi algo lento e notou-se que os ucranianos estão mais adiantados na preparação do que nós. Na 2ª parte com as substituições a partida decresceu bastante, mas defendemos bem e o Shakhtar praticamente não criou perigo.

Individualmente não sobressaiu ninguém em particular, mas o Rui Costa, como é óbvio, não sabe jogar mal, o Katsouranis é bom tecnicamente para além de recuperar bolas e só é pena que o Karagounis não seja regular ao longo do jogo todo. Na baliza, é bom ver o Moreira a titular e espero que se mantenha assim ao longo de toda a época, já que o Moretto continua a ser um susto, como se viu no 1º jogo. O Beto está cada vez pior e conseguiu falhar passes a cinco metros (!). Com o Petit, Katsouranis e Diego espero bem que passe para 4ª opção na posição de trinco. Acho que precisamos de mais um lateral-esquerdo, porque se o Léo se lesionar ter-se-á que adaptar outro ao lugar e o Nélson rende muito mais na direita. O Manú e o Paulo Jorge voltaram a mostrar qualidades técnicas e antevêem-se como boas opções de banco. Com o regresso do Miccoli e dos mundialistas ficaremos de certeza mais fortes. Um ataque com o italiano e o Nuno Gomes, servidos pelo maestro, promete grandes feitos. Neste sentido, não percebo a procura de outro ponta-de-lança. Temos dois claramente titulares e dois claramente suplentes, para quê mais um? Só se o Benfica estiver a contar que o Miccoli passe a maior parte da época outra vez lesionado...

4 comentários:

guitar disse...

Regresso ao blog depois de um Mundial de ausência...Excelente, por sinal.
Ora bom, o primeiro jogo não interessa, porque foi contra os empregados do hotel.
Ontem, só vi cerca de 70 minutos do jogo, mas deu para perceber algumas diferenças. Ao contrário do que pensas, eu tenho muita esperança no losango. Já chega de 2 trincos, 3 médios/extremos, que fazem que não fazem a transição e um desgraçado avançado sozinho no meio da marabunta.
Agora visualizo um trinco, 2 alas para ir para a linha ou para dentro, um verdadeiro 10, 2 laterais a subir e...vejam só, 2 AVANÇADOS MÓVEIS.
Na minha perspectiva, Katsouranis será o "cabeça de área". Gostei do grego. Posiciona-se bem e dobra os companheiros, sai a jogar, sabe o que anda a fazer. Que diferença para o Beto, mesmo o Petit. E do Fernandes da passada época nem vale a pena falar. Vamos a ver nos jogos a sério, mas acho que temos jogador!
Depois, nas laterais do losango, Petit e Karagounis ou outro (Fernandes? Simão? Assis? Manduca? Aquisição qualquer?). No vértice adiantado do losango, o Rui. E depois disto, não é que ainda há 2 avançados (Maria Amélia e Miccoli ou Marcel, permitindo o recuo de Miccoli para o losango).
Banco para Diego (que me pareceu bom e devia ficar, como alternativa a Katsouranis), Rocha ou Anderson, Alcides ou Nelson, Beto, Assis, Manduca, Manu, Fonte, Paulo Jorge (não gostei). Grande banco!
Uma palavra para o Rui. Mesmo só durante 45 minutos, que foi o que durou, a diferença é abissal. Os passes vão para onde devem e não para a bandeirola de canto ou o terceiro anel. Para além do balneário, no campo também vai fazer a diferença.
O Karagounis, não percebo. Grande jogador, mas complica e complica, e complica.
Manu pode fazer jeito, mas não vai ter o espaço que tinha na Amadora e portanto será mais difícil não se tornar noutro Carlitos.
Tiago Gomes, achei péssimo. Para saír. É preciso comprar um defesa esquerdo. Miguelito?
E lá conseguimos empandeirar o Robert. Falta o Marco Ferreira.
O arranque da época será fundamental, porque não ir à Liga será um desastre, financeiro e desportivo. Não sei se consigo ir à apresentação porque vou para fora, regressando no dia 10 de Agosto. Espero que a pre-eliminatoria da Champions dê 2ª mão na Luz
Um abraço para ti e para o pai

Caminhante Solitário disse...

É óbvio que é preciso mais um avançado. Num sistema como o que está a ser experimentado, com dois avançados, não há ninguém no banco suficientemente bom para entrar a substituir qualquer um dos avançados titulares. Além disso falta um cabeceador ao Benfica algo que nem o Miccoli nem o Nuno Gomes são. E não se venha com as invenções do Manduca e, muito menos, do Marcel. Todos os benfiquistas sabem que nem um, nem outro têm qualidade suficiente - sequer - para serem jogadores de futebol...

antitripa disse...

Muito compacta! Foi o que achei até agora da equipa.

Galaad disse...

SLB:

Análise bastante sóbria como aliás, é hábito. No entanto,e se me permites, não posso concordar com uma coisa que focaste: o facto de não precisarmos de mais nenhum ponta de lança. Se tivermos o azar de o Nuno Gomes e o Micolli se lesionarem/estiverem castigados simultaneamente, não temos, quanto a mim opções válidas no ataque. Pura e simplesmente porque o Marcel e Mantorras não constituem opções ou, se preferires, mais valias. Um, porque é intrinsecamente nabo e sem jeito nenhum para jogar futebol (E, lá porque marcou 2 golos a uma equipa amadora, não é nenhum matador como já vi escrito noutros blogs...). O outro, porque pura e simplesmente, não aguenta mais de 20 minutos em campo sem o joelho começar a dar de si, o que reduz (e em muito) as nossas opções válidas para o ataque. Por estes motivos (e mais alguns...) é imprescindivel a aquisição de um outro ponta de lança, mas que seja uma efectiva mais valia (se for outro Marcel ou coisa que o valha, não obrigado!!).

Reparei que não falaste sequer do karyaka.Sintomático... Por mim já podia ter apanhado o primeiro avião para a Russia.

Abraço