origem

domingo, julho 23, 2006

Agradável

No jogo de apresentação aos sócios, que valeu sobretudo pelos primeiros 30 minutos, ganhámos ao Bordéus por 2-0. Naquele período, enquanto as pernas da maioria dos jogadores responderam, chegámos a ter momentos empolgantes de trocas de bola. O Rui Costa e o Miccoli mostraram que quando se tem classe tudo fica mais fácil e prometem um trio maravilha com o Nuno Gomes durante a época. Tal como estava previsto, o Fernando Santos colocou o Nuno Assis a titular com o Karagounis e o Katsouranis mais atrasado. Sinceramente gostei desta constituição da equipa, já que ficamos com três médios criativos mais dois avançados, o que para a maioria dos jogos no campeonato português deve ser suficiente.

Mas voltamos ao mesmo problema de sempre. Com o jogo afunilado sem alas, precisamos de ter uma óptima circulação de bola para conseguir criar desequilíbrios, o que exige aos jogadores grandes esforços físicos que nesta altura da época ainda não são possíveis. E sem o Simão, que nem sequer foi apresentado, é mesmo esta táctica que vamos adoptar durante o ano. É tudo uma questão de treino e gostei de ouvir o Fernando Santos no final do jogo a querer que o Benfica tente marcar o terceiro golo quando já está a ganhar por 2-0. Se isto for posto em prática morrerá de vez o tal “controlo de jogo” com a vantagem mínima, tão ao gosto trapattoniano, que nos torna vulneráveis a um qualquer lance fortuito do adversário.

Individualmente, escuso de referir o Rui Costa para não me tornar repetitivo. Só para o ver vale a pena comprar um cativo! O Miccoli também esteve muito mexido e será fundamental, se não voltar a ter problemas físicos. O Karagounis esteve mais discreto, assim como o Nuno Assis, mas este tem a desculpa de estar há sete meses sem jogar. Todavia, são ambos jogadores de grande capacidade técnica, dos quais se pode sempre esperar uma assistência decisiva. O Mantorras perdeu uma boa ocasião de golo a passe do Miccoli, mas esteve menos trapalhão que o costume. Além disso, facto certamente inédito na sua carreira, não foi apanhado uma única vez em fora-de-jogo! O Katsouranis voltou a mostrar-se bastante útil, mas não sei como é que vai ser compatível com o Petit. O grego rende mais na posição de trinco e eu não estou a ver o Petit jogar a médio-interior direito. Na defesa estivemos bem, com a habitual excepção do Moretto que, seja frente ao Stade Nyonnais ou ao Barcelona, dá sempre pelo menos uma fífia por jogo. Ontem largou uma bola fácil que só não deu golo, porque o adversário não foi lesto. Será que é preciso perdermos um jogo por causa dele, para sair da equipa? Nos suplentes destacou-se o Diego, muito emlhor tecnicamente que o Beto e com um excelente pontapé. O Marcel lá marcou um golo, mas não fez mais nada durante o resto do jogo e o Paulo Jorge fez um excelente cruzamento para esse golo, mas acabou expulso juntamente com um adversário. O Marco Ferreira esteve muito em jogo e mostrou vontade, ao contrário do Manduca que continua de uma lentidão exasperante.

Na próxima quinta-feira iremos defrontar os lagartos e aí as coisas serão mais difíceis. Mas acho que estamos no bom caminho para enfrentarmos o jogo mais importante da época: a pré-eliminatória da Liga dos Campeões.

3 comentários:

MAD*MAX disse...

Temos ekipa...ainda falta o regresso dos Mundialistas!
SLB eu acredito e voçê?

Saudações desportivas
SLB 4EVER

bem litrado disse...

Não gostei.
Gosto que o Benfica controle o jogo e a posse de bola mas gostaria que criasse oportunidades para marcar golos e isso foi pouco visto neste jogo. O que é preciso é marcar golos.
Apesar de tudo, vi alguns bons indicadores: a recuperação de bola na primeira parte, o Miccoli e o Rui Costa.

MAD*MAX disse...

Video do jogo disponivel em...
http://bancadadirecta.blogspot.com
Arrepiante...não percas o voo da Aguia!
Obrigado pelos vossos comentarios!
Um trabalho com a parceria do...
http://www.maiorclubedomundo.blogspot.com
O video é imperdivel...
Ainda podemos jogar melhor!!!

Saudações desportivas
SLB 4EVER