origem

terça-feira, janeiro 03, 2006

Moretto, Marco Ferreira e Manduca

Até ao momento, são estas as contratações de Inverno do Glorioso. Destes três nomes só se falava com alguma insistência do Moretto, já que com os outros dois a comunicação social só ficou a conhecer o interesse do Benfica praticamente com o anúncio da contratação. O que quer dizer que o nosso clube continua a ser discreto nas movimentações que faz no mercado, apesar da muita especulação dos jornais. De facto, as coisas mudaram muito desde há uns anos para cá.

Do actual plantel foram dispensados o Bruno Aguiar, o Carlitos, o Hélio Roque e o João Pereira. Confesso que me assustei quando se falou na possibilidade do Nuno Assis também se ir embora, o que seria um grande erro já que não temos muitos jogadores para a posição “10” e convém não esquecer que a sua presença foi fundamental para a conquista do título no ano passado. Parece que por enquanto esta notícia era só um boato. Quanto às dispensas, o Bruno Aguiar e o Carlitos quase não contavam. Eram claramente os dois jogadores mais fracos do plantel e fico contente por se irem embora (deve ser por empréstimo, mas duvido que voltem). O Hélio Roque vai rodar para o V. Setúbal e é com curiosidade que vou seguir as suas exibições, já que fez uma pré-época razoável, mas estava com o lugar tapado na equipa principal. Quanto ao João Pereira, tenho algumas dúvidas que seja uma decisão acertada já que se é verdade que é um jogador mediano, foi formado no clube, cumpria quase sempre que era chamado e é um jogador útil para ter no banco. De positivo apenas o facto de o Benfica recusar liminarmente a sua saída definitiva.

Em relação aos reforços, considero que podem ser podem boas opções para a 2ª linha. Nenhum deles vai entrar de caras na equipa titular, mas podem ser bons substitutos para uma lesão ou se se quiser dar descanso a algum titular. Tenho alguma curiosidade acerca do Manduca, que já me tinha impressionado desde a época passada. Parece-me bom tecnicamente, marca golos em jogos importantes (Glasgow Rangers, clube regional) e, pelo que dizem os seus antigos treinadores, é forte psicologicamente o que é muito importante para ter sucesso num clube como o nosso (vide o caso do Carlitos). O Marco Ferreira foi a surpresa absoluta de ontem. Ninguém estava à espera que viesse e devo dizer que não sei bem o que esperar desta contratação. Vem para substituir o Carlitos, o que só por si é uma vantagem já que qualquer um neste momento é mais útil do que ele. É um extremo-direito de raiz, elemento que nos fazia falta no plantel, e desde que saiba centrar em condições já ficaremos a ganhar.

Finalmente, o Moretto. Com a indisponibilidade do Moreira até final da época, era necessário alguém para substituir o Quim se assim fosse necessário. Falava-se no Toldo, o que eu achava um grande disparate, já que é um jogador muito caro e seria um desperdício gastar tanto dinheiro num guarda-redes (mesmo que fosse só por empréstimo teríamos de pagar os seus salários). O Moretto apenas sofreu quatro golos em 16 jogos o que não deve ser apenas coincidência, é bastante alto e ágil, mas espero bem que se jogar não faça mais nenhuma gracinha como a que fez ao Miccoli. Higuitas têm piada, mas não a jogar pelo Glorioso...

O que se passou na contratação deste guarda-redes é apenas mais um exemplo da execrabilidade sem limites do clube regional e a razão pela qual eu lhes desejo tudo o que de pior há no mundo. Ponto nº 1: com o Baía e o Helton, para que é que eles queriam outro guarda-redes?! Só para impedir que ele viesse para o Benfica, atitude típica naquele clube e demonstrativa do fair-play que (não) têm (fizeram o mesmo no ano passado com os lagartos em relação ao Paulo Assunção e connosco no caso do Rossato, ambos posteriormente cedidos a outros clubes); Ponto nº 2: é legítimo a lavagem ao cérebro que tentaram fazer ao jogador, cinco horas fechado no Porto e impedido de contactar com o exterior, quando já sabiam que não só ele como o V. Setúbal já estavam comprometidos com outro clube?; Ponto nº 3: voltaram as agressões e ameaças aos dirigentes do Benfica, depois do guarda Abel temos o Sr. Vitor Dinis. A sua figura mafiosa não engana ninguém e era de prever que trabalhasse para o Sr. José Caldeira, empresário do jogador, que é o irmão de um dos administradores da SAD do clube regional.

Muita gente critica o que se viu na televisão com este tipo a levar uma estalada de um dos seguranças do Benfica, mas a grande diferença em relação ao que aconteceu no aeroporto no Brasil é que lá não havia nenhuma câmara para mostrar o que este tipo fez ao Presidente do Benfica. Por norma não sou adepto da violência e lamento que o Benfica se tenha visto envolvido neste caso, mas há que compreender que não estamos a lidar com pessoas, mas sim com animais. E, às vezes, eles só compreendem esta linguagem. Quero ver se para a próxima alguém a mando do clube regional tem as mesmas atitudes em relação ao presidente do Benfica.

P.S. – Parece que o Laurent Robert vai chegar hoje, mas espero que a (possível) 2ª contratação para o lado esquerdo do ataque não signifique a saída do Simão já neste mês...

8 comentários:

D'Arcy disse...

Ainda hás-de ouvir falar, e muito, do Carlitos. Mark my words!

S.L.B. disse...

Como estamos de acordo em quase tudo, D'Arcy, ao menos há o Carlitos para nos diferenciar! :-) Mas, se tiveres razão e ele sobressair numa equipa grande, serei o primeiro em dar a mão à palmatória.

guitar disse...

Assunto: AQUISIÇÕES E DISPENSAS

Ora aí estão os primeiros reforços. Estou de acordo que não são para entrar de caras na equipa principal, mas constituem um bom reforço para o banco. E como nós estávamos necessitados disso! Moretto, penso que foi uma excelente aquisição, porque tem provado, é enorme, mas ágil, e parece um brasileiro acertadinho. E para além disso foi muito bom termos vencido o braço de ferro contra o FCP. Podes ter a certeza que há 3 ou 4 anos atrás tinhas perdido o jogador. Mérito para o Vieira, que estou sempre a criticar, mas aqui esteve grande.
Manduca, vamos ver, mas não desgosto. È rápido,atrevido e mexido e desses temos lá poucos. E também atleta de Cristo, o que dá garantias que não está no Elefante Branco logo ao fim de uma semana.
O Fonte parece uma boa aposta... para a próxima época, onde é quase certo que o Luisão vai voar.
Marco Ferreira não percebo. Posso enganar-me, mas não gosto do estilo, embora lute que se farta. Tem, para mim, uma mácula grande. Ainda não me esqueci da história de quem vinha para o Benfica, queria lá jogar, mas acabou no FCP por ganância e mercenarismo. Se calhar mal aconselhado, mas não gostei e acho que define o carácter do "bicho". Melhor que o Carlitos, no entanto, não é difícil.
Agora o Robert também espero para ver. Rápido, sim, mas com 30 anos, em fim de carreira e não sei se com vontade de renascer da obscuridade que viveu no futebol inglês. Talvez possa ser um coelho tirado da cartola.
Mas acho que, como dizes, com 2 jogadores para este lugar, o Simão vai de certeza embora JÁ.
Continuamos a precisar de um ponta de lança pelo menos. Marcel não era mau, mas não era também para entrar de caras. PRECISAMOS DE UM AVANÇADO CENTRO COM NOME E EXPERIÊNCIA. Se venderem o Simão, ao menos espero que não vá tudo para os bolsos dos credores e do Veiga, como aconteceu com o dinheiro do Miguel e do Alex.
As dispensas são as correctas. O Carlitos e o Aguiar nunca lá estiveram (mesmo que o Carlitos seja bom noutra equipa, é muito nervoso para jogar no glorioso, e finta-se a ele próprio) e o Hélio Roque não tem peso para jogar futebol a sério. A ida para o Vitória é bom para ele e para nós. Mesmo o Pereira, que tinha às vezes coisas boas, era um indisciplinado, conflituoso e não dava confiança. Com outro senão ainda. Quando jogava mal era do pior que tenho visto. Disparates, em série. Gosto que tenha ficado o Assis, mas acho que há algo de estranho quando dizem que ou muda de vida ou sai. O que é que querem dizer com isto? O que é que ele anda a fazer?
Em resumo, estou satisfeito porque as contratações fazem sentido, não foram feitas à toa e só para embandeirar em arco e agora o lençol está um bocadinho mais adequado às diversas competições em que estamos envolvidos. Quando puxarmos de um lado, está lá qualquer coisa para cobrir.
Vamos ver a rentrée. Novembro era aceitável como calendário e foi uma desgraça, Dezembro era péssimo e, com mais ou menos dificuldades, foi fantástico. Agora que Janeiro é acessível vamos ver se não vai tudo por água abaixo. Isto é, HÁ 3 JOGOS PARA GANHAR DE QUALQUER MANEIRA até aos lagartos, que também é para GANHAR DE QUALQUER MANEIRA, para não ficarmos em desvantagem directa.

Um abraço e até domingo

BP disse...

Viva.
Olha, ja disse num comment no blog do D'Arcy o porque de ser a favor da saída do Simão e, desculpa a franqueza, não vou estar pra aqui a escrever tudo outra x... mas posso resumir: lembro-me muito bem quanto o meu ídolo (JVP) decresceu de produção depois de lhe terem vetado a saída. Podem dizer 1001 coisas, que foi ele que quis ficar e bla bla bla, mas a verdade é que ele queria algo mais. E para além disso, melhor que saia agora que vê-lo de leão ou dragão (AAAAAAAAAAAAAARGGGHH) ao peito (bater 3x na madeira).
Guitar: 1º - O MFerreira foi pro Porto porque o presidente do Setubal não lhe deu outra hipotese. 2º - Infelizmente o Marcel está praticamente assegurado, talvez venha outro SE o Simão sair. 3º - Da maneira como escreves, porque não criar um blog? Era fixe de certeza! ;)
Abraços gloriosos a todos

tma disse...

Relativamente aos 3 reforços mencionados no título do post, é ideia generalizada que são bons reforços na perspectiva de aumentar o leque de opções no ataque (Manduca e Marco Ferreira) e na baliza (Moretto), em posições importantes.
Nos casos do Manduca (que marca golos com alguma regularidade e que tenho gostado de o ver jogar no Marítimo) e do Marco Ferreira (que gostei muito de ver jogar nos tempos do V. Setúbal), saliente-se também a polivalência (na prática, podem jogar em ambos os flancos ou no apoio ao ponta de lança).
No caso do Moretto, e dada a lesão do Moreira, é uma alternativa ao Quim que dá uma certa garantia de qualidade, que o Nereu definitivamente não dá (e que não atribuo apenas à sua juventude, já que o Moreira, com 18 anos, mostrou-se à altura de substituir o Enke).
O Manduca será (não considerando sequer ainda a chegada do Robert) o que mais dificuldade terá em ser titular, pois na sua posição o Simão é titular indiscutível (embora o Simão tb possa jogar à direita).
Ainda assim, e no campeonato português, qualquer um deles tem qualidade para, se necessário, ser titular.
Em suma, considerado as naturais restrições orçamentais (e ainda bem que assim é), estes jogadores vêm claramente melhorar a qualidade das opções do plantel, numa perspectiva de rotatividade (champions league, lesões, suspensões, má forma, etc...).
A entrada do Robert (que pelos vistos, é capaz do melhor e do pior) faz, também a mim, suspeitar sobre a permanência do Simão, mesmo apesar das garantias do Vieira. Eu também sou da opinião que ele deveria manter-se até final da época, pois ele é o capitão e um dos jogadores carismáticos da equipa. Se queremos ser campeões novamente, e estando com 6 pontos de atraso, não nos podemos dar ao luxo de, a meio do campeonato, perder um jogador tão influente (mesmo que nem sempre em boa forma).
Os empréstimos do Carlitos, Bruno Aguiar e Hélio Roque são perfeitamente naturais, embora o Hélio Roque, para além de ter mais oportunidades de jogar, também precise de "encher" um pouco mais (julgo que o Benfica tinha um plano para ele nesse sentido - e a ser verdade, será que o Roque vai continuar a cumpri-lo, mesmo em Setúbal?). Em relação aos 2 primeiros, têm a última grande oportunidade de mostrar o que valem, o que definitivamente não conseguiram fazer no Benfica.
Quanto ao João Pereira, e com a entrada do M. Ferreira, ficava praticamente remetido a ser lateral direito suplente, já que para ser médio ala, falta-lhe qualidade técnica. E pelos vistos, o Koeman prefere o Alcides nessa posição (e eu também...). No entanto, pela capacidade de cumprir tacticamente, teria sido útil manter o João Pereira no plantel. Seja como for, ao contrário do Carlitos, do Aguiar e do Roque, o João Pereira não tem muito mais a ganhar com a passagem por outro clube, a não ser jogar com regularidade.
Mantem-se a expectativa do ponta de lança, mas confio na direcção do Benfica, que saberá melhor que ninguém, dentro das restrições financeiras e da disponibilidade do mercado, quais as alternativas mais adequadas.

Por fim, a novela Moretto. Antes de mais, a qualidade do Moretto, por si só, não justifica tamanha "cowboyada". Aliás, e a propósito de cowboys, esta parece uma história saída de um livro do Lucky Luke, está lá tudo: assaltos a "diligências"; irmãos que não passam de bando de criminosos; indivíduos que se julgam os senhores de tudo e que na sua terra, controlam (ou tentam controlar) os negócios todos; os mercenários que, a troco de uns dólares, fazem o que lhes mandam; as rivalidades ancestrais, onde tudo vale só para chatear os rivais.

Ainda assim, tenho que reprovar a estalada do segurança do Benfica. Creio que era perfeitamente dispensável, pois significou que o Benfica, com aquele acto, desceu ao nível desses bandidos.
A verdade é que sendo o Benfica o meu clube, é o único do qual posso "exigir" um mínimo que seja, e neste caso, e em outras situações semelhantes que possam ocorrer, se evite tanto quanto possível o recurso À violência.
Ou seja, sinto-me no direito de "exigir" bons exemplos por parte do meu clube, mesmo em circunstâncias de fazer perder as estribeiras, algo que obviamente não posso fazer em relação a clubes com os quais não me identifico. No caso do FCP, posso mesmo dizer que nada espero no que respeita a bons exemplos (antes pelo contrário...).

tma disse...

E já agora, S.L.B., queria acrescentar que partilho inteiramente da tua opinião relativamente ao Toldo: apesar de me agradar a ideia de o ver a defender a baliza do Glorioso, a posição de GR não é um lugar que justifique um grande investimento salarial. O Quim, longe de ser genial, é um GR cumpridor e um grande profissional. E o Moretto um substituto (?) que me parece estar à altura.

tma disse...

... e que também estou satisfeito com a permanência do Assis: das vezes que tem jogado, tem demonstrado capacidade de "animar" o ataque...
... e que a contratação do Fonte, ainda que seja para empréstimo, é uma boa "jogada", pois tal como referiu o Guitar, não será fácil ao Benfica manter o Luisão...

antitripa disse...

O homem nunca nos falhou!!!E olha para o que digo: BI-CAMPEÕES. Saudações