origem

quinta-feira, janeiro 19, 2012

Nolito

Vencemos o Santa Clara por 2-0 e basta-nos um empate com o Marítimo para nos qualificarmos para as meias-finais da Taça da Liga e defrontarmos os assumidamente corruptos. Com uma equipa de habituais suplentes, fizemos uma exibição muito fraca até à entrada de três titulares que nos permitiram aumentar a velocidade e consequentemente ganhar o jogo.

Na 1ª parte, pouca coisa de interessante se passou. Estávamos muito lentos e criar desequilíbrios era uma miragem. Uma cabeçada do Jardel e um bom lance do Saviola foram as duas vezes que mais próximo estivemos de marcar, mas o Eduardo também defendeu uma bola sobre a linha.

Com a entrada do Witsel ao intervalo, as coisas melhoraram um pouco, mas foi preciso meter o Nolito (principalmente) e o Rodrigo para se ver um acentuado aumento de produção. Fizemos o 1º golo aos 68’ numa assistência do Nolito para o Nélson Oliveira só ter que encostar e aos 76’ outra assistência do espanhol isolou o Witsel, que disparou ainda de fora da área para acabar com as (poucas) dúvidas que havia. O Santa Clara praticamente não criou perigo no 2º tempo.

Em termos individuais, obviamente que o destaque vai todo para o Nolito. Entrou e virou a partida, com velocidade, técnica e assistências decisivas. O Witsel também veio criar ordem no meio-campo, coisa que o Matic não conseguiu fazer na 1ª parte. Espero que a estreia a marcar do Nélson Oliveira lhe seja motivador, porque ainda está muito verde (salvo seja!) para poder ser um substituto válido do Cardozo. Na forma em que está, o Gaitán pode passar uns tempos no banco, até porque o Nolito e o Bruno César têm estado em grande destaque. Quantos aos outros que costumam jogar menos, não deram mostras de terem capacidade para inverter a situação, o que também pode acontecer por não terem o necessário ritmo e isso é um círculo vicioso. Bastante preocupante é a substituição (quando necessária) do Maxi Pereira, porque o André Almeida fez-me ter saudades do Luís Filipe. E não, não é só por não ser um lateral de raiz. Há ali um grave caso de inépcia futebolística (que já era visível na pré-temporada, não sei quem teve a ideia de o voltar a trazer…). Ou nós resolvemos a questão do Rúben Amorim e o reintegramos rapidamente, ou então é preciso ir com urgência ao mercado para buscar alguém para substituir o uruguaio. Se ele se lesiona ou é castigado será um enorme problema para nós.

Mas agora é altura de nos concentramos no próximo Domingo e em derrotar o Gil Vicente em casa. Com os habituais titulares de volta, espera-se uma exibição bastante melhor com a continuidade das vitórias.

1 comentário:

VHugo disse...

http://forcamagicoslb.blogspot.com/2012/01/votem-na-sondagem.html