origem

segunda-feira, janeiro 12, 2009

Lisonjeiro

Vencemos o Braga (1-0) e, devido ao inesperado empate do Trofense em casa do CRAC, regressámos ao 1º lugar do campeonato com os mesmos pontos dos lagartos que estão em 2º. Foi uma partida muito complicada e acho que se pode dizer que a nossa vitória foi feliz.

Tal como eu tinha vaticinado na Tertúlia, o Quique manteve o Moreira na baliza e ele foi dos melhores (senão mesmo o melhor) em campo. O Braga tem uma boa equipa e o Jorge Jesus, apesar de ser um vaidoso e achar que é dos melhores do mundo, é de facto um bom treinador. Entrámos com vontade e querer na partida, mas não tivemos grandes ocasiões de golo. E isto essencialmente por duas razões: o Di María continua a ser a eterna promessa adiada e não conseguiu criar desequilíbrios na esquerda, e o Aimar esteve sempre muito marcado e mais preocupado a discutir as decisões do árbitro do que em jogar à bola. No meio-campo, o Yebda voltou às exibições menos conseguidas dos últimos tempos e o Katsouranis não dá para tudo. Na frente, o Suazo raramente tinha espaços e quando os havia, também não recebia a bola em condições. Mesmo assim teve um excelente remate que proporcionou ao Eduardo uma das melhores defesas da noite. Pouco depois houve um lance muito duvidoso na grande-área do Braga em que me deu a sensação que o Suazo foi empurrado quando tentava cabecear. Foi um pequeno toque com ele em voo, mas o suficiente para não chegar à bola. Se o Sr.Paulo Baptista tivesse marcado penalty não seria escândalo nenhum. No entanto, há que referir que o Braga também teve uma ou duas boas oportunidades, uma delas bem defendida pelo Moreira. Quando parecia que mais uma vez iríamos chegar ao intervalo sem marcar, eis que surgiu o único golo do jogo: livre bem marcado pelo Aimar e bom cabeceamento do David Luiz. No estádio não me apercebi de nada, mas vendo as imagens na televisão, é indesmentível que o nosso central (agora convertido a lateral-esquerdo) está em fora-de-jogo.

Na 2ª parte, esperava que explorássemos o contra-ataque perante a aguardada subida do Braga, mas infelizmente foram raras as vezes em que o fizemos em condições. Os níveis de confiança não andam nada altos e os jogadores têm dificuldades em manter a posse de bola. Entregámos o controlo da partida ao adversário, mas tivemos uma soberana ocasião para matar o jogo, quando aos 56’ o Di María caiu na área. Confesso que no estádio não me pareceu penalty, mas vendo em casa o argentino foi mesmo empurrado. É um daqueles lances que se fosse no meio-campo era sempre falta. Claro está que o Di María eventualmente poderia não ter caído, mas que foi empurrado isso é indesmentível. Infelizmente, o Suazo atirou muito denunciado e o guarda-redes defendeu. Temi pela nossa vitória neste lance, porque não nos estava a ver com capacidade para ir para cima deles e isso confirmou-se. Criámos muito pouco perigo na 2ª parte, ao contrário do adversário que teve algumas ocasiões para marcar, uma delas flagrante já perto do fim. O que nos valeu foi que quem chegou isolado frente ao Moreira foi o Renteria... Entretanto, já os bracarenses tinham reclamado não sei quantos penalties a favor deles. O lance do Katsouranis sobre o Alan não foi nada, o grego tocou a bola por entre as pernas do adversário, mas a jogada do Luisão sobre o Matheus foi de facto duvidosa. O nosso defesa fez um carrinho para cortar a bola, mas o avançado tirou-a de lá a tempo e acaba por haver contacto entre os dois. Não me pareceu de todo que o objectivo do Luisão fosse derrubar o adversário e não sei até que ponto este, ao ver as pernas do Luisão ali estendidas, não aproveitou para chocar com elas, mas se fosse marcado penalty teria de se aceitar a decisão do árbitro.

Individualmente, destaco o Moreira, que deu a melhor resposta possível ao jogo da Trofa, o David Luiz, apesar de alguns passes mal feitos, defendeu bem e marcou o golo da vitória, e também gostei bastante do Miguel Vítor, que só teve um intervenção falhada, mas depois safou o perigo na sequência da jogada. O Ruben Amorim também não esteve mal, assim como o Katsouranis. Todos os outros apresentaram um nível mediano.

As virgens ofendidas vão ter uma semana em cheio! “Aqui d’el rei, aqui d’el rei” que o Benfica foi beneficiado num jogo! Achei imensa piada às declarações do Jorge Jesus no final da partida e só tenho pena é que o dito senhor não tenha o que o Michael Thomas tinha para dizer o mesmo no estádio do clube regional quando, pelo Belenenses no ano passado, empatou um jogo em que sofreu um golo num fora-de-jogo do Postiga infinitamente pior do que o do David Luiz hoje. Vencemos uma partida num lance irregular em que o adversário até poderá ter sido melhor que nós. Mas a minha consciência está tranquila. Preferia que não tivesse sido assim, mas no deve-haver do campeonato continuamos com menos pontos do que deveríamos ter agora. E, como me disse o JAS, o lance do Nacional dá-nos crédito para o campeonato inteiro. Vou seguir com atenção os ecos que este jogo irá ter durante o resto da época. Poderemos ser prejudicado até final em todas as partidas, que os anti-Benfica irão sempre relembrá-lo. Tal como o E. Amadora-Benfica para a Taça da Liga no ano passado.

5 comentários:

Rui Branco disse...

Não me levem a mal, mas eu sou benfiquista a sério, e detesto saber que o Benfica ganhou desta forma, preferia que empatassem com honestidade do que ganhar desta forma! Desculpem!

No entanto acho que o que já nós roubaram deve ser devolvido, e eis o caso, no entanto fico angustiado, não estou habituado a ver o Benfica a ganhar desta forma!

Continuando, o Benfica, este Benfica não joga nada, enfim, as exibições do inicio da época desapareceram e tardam em reaparecer, no entanto espero que o virar de volta traga o Benfica do início da época.

Gostei da conferência de imprensa do Juju, só falava do Benfica VS Braga, o que é interessante, entre falar do Benfica e falar do empate em casa com o Trofense...

Enfim, rumo ao campeonato!!

Anónimo disse...

É um palhaço esse juju...
Bola7 falou...

Jose disse...

Caro S. L. B.

Veja o video da marcação do penalty pelo Suazo no Sapo Videos. O Eduardo dá um passo à frente antes do remate. Páre o video aos 27s. É perfeitamente visivel. Penalty por repetir.
Saudações Benfiquistas
Sócio 18803

S.L.B. disse...

Caro José,

Raramente os árbitro mandam repetir penalties por causa disso. E neste caso, muito sinceramente, acho que não se justificaria a repetição. Ele dá um ou dois passos para a frente, sim senhor, mas o avanço no terreno não é escandaloso.

Anónimo disse...

QUERO VOS DEIXAR UM CONVITE:
PARA TODOS OS AMANTES DO FOOTBALL MANAGER/CHAMPIONSHIP MANAGER, GOSTAVA DE TER A COLABORAÇÃO DOS JOGADORES DESSE MARAVILHOSO JOGO, NO MEU NOVO BLOGUE SOBRE O FM.
CONTEM-ME SOBRE A VOSSA CARREIRA COMO TREINADORES PARA VEREM COMO FUNCIONA OU QUAIS OS EXEMPLOS QUE PODEM SEGUIR POR FAVOR VISITEM O MEU BLOGUE EM http://fm-lusitano.blogspot.com. EM BREVE COLOCAREI UM EMAIL PARA ME CONTACTAREM E COLABORAREM NO MEU BLOGUE. OBRIGADO A TODOS, NESTE PROJECTO CONTO COM A VOSSA COLABORAÇÃO. OBRIGADO


COLABOREM ESTOU CURIOSO PARA OUVIR O VOSSO DESENLACE COMO TREINADORES NO FM.