origem

segunda-feira, novembro 05, 2007

Essencial

Vencemos em Paços de Ferreira (2-1) e conseguimos reduzir em dois pontos a vantagem do clube regional, que empatou em casa frente ao Belenenses. Um fim-de-semana prolongado impediu-me de postar mais cedo, mas obviamente não me impediu de ver o jogo.

Em 1º lugar, tenho que reconhecer que tivemos sorte na vitória. Entrámos muito bem, o que não vem sendo nada habitual, e durante os primeiros quinze minutos, o Paços de Ferreira mal passou de meio-campo. Todavia, o nosso domínio não era traduzido em oportunidades flagrantes, mas acabámos por ter uma aos 20’, já depois do pressing inicial, num óptimo contra-ataque, em que o Léo isolado permitiu a defesa do guarda-redes. Só que um minuto depois marcámos mesmo. Livre do Rui Costa e cabeceamento à ponta-de-lança do C. Rodríguez. Infelizmente a vantagem só durou 8’, porque na sequência de um canto uma grande desconcentração defensiva, começando no Nuno Assis (batido infantilmente) e acabando nos jogadores na grande-área que deixaram o marcador sozinho, sofremos o empate. A partir daqui o jogo mudou um pouco, com o Paços a mostrar-se mais perigoso do que nós, apesar de jogar em contra-ataque.

Na 2ª parte exercemos maior domínio, mas as oportunidades mais perigosas foram deles. O Camacho fez entrar o Nuno Gomes (saiu o Maxi Pereira) para o lado do Cardozo e a nossa exibição melhorou ligeiramente, mas era muito difícil entrar na defesa contrária. Perto do fim entraram o Di María e posteriormente o Adu, e com o norte-americano em campo esperei ardentemente que a tradição se mantivesse. E assim foi! A 4’ do fim marcámos o golo do triunfo, outra vez na sequência de um livre do maestro, com a recarga vitoriosa a pertencer ao Katsouranis. Pela 5ª(!) vez este ano marcámos nos últimos cinco minutos, o que me parece estar longe de ser uma coincidência, até porque isto mesmo aconteceu com o Camacho na sua estadia anterior. O jogo só termina no fim e nós podemos não estar a jogar bem, mas nunca desistimos. E não me venham dizer que os golos nesta altura são só sorte... Sorte foi pouco tempo depois a bola ter embatido na nossa trave na sequência de um canto. Aí sim, tivemos mesmo estrelinha.

Individualmente tenho dificuldades em destacar alguém, porque não houve nenhum jogador a sobressair dos demais. O C. Rodríguez terá sido um dos melhores, mas desapareceu um pouco do jogo a certa altura. O Rui Costa fez as duas assistências, mas houve lances a meio-campo em que não tomou a melhor opção. O Katsouranis é cada vez mais um relógio suíço e marcou novamente um golo decisivo. Os restantes jogadores lutaram muito, mas não estiveram particularmente inspirados.

Era essencial ganhar este jogo e o objectivo principal foi atingido. Neste momento só dependemos de nós para ganhar o campeonato e isso em termos psicológicos é importantíssimo. Espero que o resultado nos estimule para uma boa prestação na 3ª feira em Glasgow, onde não podemos perder de maneira nenhuma, caso contrário só muito dificilmente não ficaremos de fora das provas europeias.


P.S. – Há uma 1ª vez para tudo, até para uma ida à cidade do Porto. E quanto mais não fosse, só pelos resultados do fim-de-semana fiquei com muita vontade de lá voltar! :-) Ou o empate do clube regional e a minha presença na cidade terá sido apenas uma mera coincidência? De qualquer maneira, duas coisas ressaltam do jogo: o fora-de-jogo mais escandaloso que eu já vi (e é preciso ser-se muito desonesto intelectualmente para comparar esta VERGONHA com a falta discutível sobre o Léo da qual resulta o nosso 2º golo), na jogada do golo do clube regional (o Postiga vem a recuar no campo sempre em offside de pelo menos um metro e depois acaba por marcar), e a lamentável omissão desse facto por parte do Jorge Jesus. Haveria de ser com o Benfica e ninguém o calava. Ele bem sabe como é que se costuma retribuir estes esquecimentos...

2 comentários:

red rocket disse...

Tens de voltar ao Porto então... de preferência em dia de jogo da dragayzada ;) Olha que anda por aí uma foto que mostra que o Postiço não tá fora-de-jogo... lol Jorge Jesus e Motas (entre mtos outros...)?? No comments...

LF disse...

"Os golos do campeão". Cinco golos irregulares espantosamente branqueados.
Em www.vedetadabola.blogspot.com