origem

terça-feira, abril 17, 2007

Adeus, Sr. Fernando Santos

Com o (previsível) empate de hoje 0-0 frente ao Braga dissemos definitivamente adeus ao título e colocámo-nos numa posição muito complicada para chegar ao acesso directo à Liga dos Campeões, já que fomos ultrapassados pelos lagartos. Vamos chegar ao fim da época sem nenhum título conquistado, o que considerando o plantel que temos e a estabilidade que atravessamos é algo que não podemos aceitar. Ter o título de “futebol mais bonito da década” em meia-dúzia de jornadas é parco consolo e eis a razão pela qual eu espero que o Sr. Fernando Santos coloque o seu benfiquismo acima de tudo e peça a demissão no final da época, já que não tem condições para continuar para o ano. Não será o único culpado do fracasso desta época, mas é o principal. E é especialmente culpado na péssima planificação da temporada, que nos fez chegar ao mês de todas as decisões em evidente quebra física (e consequentemente de resultados), ao contrário dos nossos rivais.

Neste jogo, e perante mais uma lesão do Miccoli, o Simão foi avançado e o Katsouranis voltou aos titulares. A 1ª parte foi muito mexida, tendo o Braga entrado melhor do que nós. Mas equilibrámos a partida sensivelmente a meio do 1º tempo e criámos algumas situações que nos deveriam ter dado golo, nomeadamente dois remates do Simão (um ao lado e outro que o Paulo Santos defendeu) e outro do Karagounis para nova defesa do guarda-redes, esta bem mais difícil. O ritmo do jogo não era nada elevado, o que nos convinha, mas o que é certo é que chegámos ao fim da 1ª parte a zeros.

Como era preciso alterar algo, o nosso treinador resolveu colocar o Mantorras, tirando o Léo (que já tinha visto um amarelo e esteve em dúvida durante toda a semana). Estranhei a substituição, especialmente por quem saiu, mas o David Luiz deu muito bem conta do recado como defesa-esquerdo, tenho o Katsouranis recuado para central. Nesta altura o Nuno Gomes tinha recuado para nº 10 e o Simão ficou com o angolano na frente. Só que aos 67’, o Sr. Fernando Santos teve a brilhante ideia de colocar em campo esse poluidor da camisola nº 27 do Benfica e retira o Nuno Gomes de campo. Os anti-Nuno Gomes teve ter rejubilado com a sua saída (ele que até estava a ser dos menos maus neste jogo), mas viu-se bem a diferença entre o seu rendimento e o do nº 27. O Braga deixou de existir nesta 2ª parte e até final do jogo ainda criámos umas quantas oportunidades, especialmente pelo Mantoras (indesculpável aquele falhanço depois da brilhante jogada do Simão na esquerda) e pelo Karagounis que fintou quatro (!) adversários e rematou com estrondo ao poste, já no último minuto. Pouco antes, aos 85’(!), o Sr. Fernando Santos resolveu colocar em campo um dos tais que só estão no plantel para fazer número, o Manú, em vez do Nélson. No penúltimo minuto dos cinco de compensação (é inacreditável como é que num jogo em que houve seis substituições e inúmeras entradas do carro-maca, o Sr. João Ferreira só dá este tempo de desconto, mas enfim...) conseguimos que a bola entrasse na baliza, mas infelizmente o Anderson estava fora-de-jogo depois de um livre bem marcado pelo Rui Costa.

Mais uma vez não é fácil destacar ninguém, já que estivemos longe de fazer uma boa exibição, mas acho que entre os melhores estiveram o David Luiz, o Karagounis e o Petit. O brasileiro adaptou-se bem a lateral-esquerdo na 2ª parte e não há dúvidas que tem classe, o grego foi um dos que mais empurrou a equipa para a frente, já para não falar da tal jogada da bola ao poste e o nº 6 voltou a ser importante na recuperação de bolas a meio-campo. O Simão está nitidamente a rebentar, mas foi mais uma vez um dos jogadores que mais perigo criaram, tendo no entanto feito mal dois centros na 1ª parte, numa altura em que estava completamente livre na direita. O Rui Costa apresentou-se com um rendimento médio (houve ocasiões que poderia ter largado a bola mais cedo), mas continuo a dizer que nos devemos sentir privilegiados por ainda o ver jogar ao vivo com a nossa camisola. O Nuno Gomes ganhou algumas bolas de cabeça na 1ª parte e acho que deveria ter estado mais tempo em campo, até porque quando saiu ficámos a jogar com 10. A defesa esteve periclitante na 1ª parte, com o Nélson a atravessar uma evidente crise de confiança, mas o Anderson desta vez melhorzinho que nos jogos anteriores. O Quim teve uma má saída na 2ª parte, mas mostrou-se seguro nos remates de longe.

Vão ser cinco penosos jogos até final da época. E ainda por cima, provavelmente vamos ter que levar com os dois rivais a festejar títulos. Irão ser semanas muito difíceis, mas desejo sinceramente que no fim o Sr. Fernando Santos mostre o benfiquista que diz ser. Terei o maior prazer em vê-lo sentado numa das bancadas da Luz a festejar os nossos golos.

P.S. – Felizmente nem tudo foi mau neste jogo. Ainda houve tempo para corrigir uma grande injustiça. O João Pinto começou por ser timidamente assobiado cada vez que tocava na bola, assobios esses que aumentaram cada vez que marcava um canto, mas eis senão quando há uma reacção de parte da bancada, nomeadamente dos No Name Boys, que começa a aplaudi-lo, abafando os assobios. Quando foi substituído, os assobios ainda começaram a ouvir-se, mas desta vez foram completamente abafados por aplausos, que ele retribuiu antes de sair. A memória curta é uma das coisas que mais me entristece ver em alguns adeptos do nosso clube. Já no ano passado no jogo frente ao Boavista critiquei os assobios que se ouviram, mas ainda bem que esta época as coisas foram diferentes. Devemos ao João Pinto uma das maiores alegrias que tivemos enquanto benfiquistas, foi ele que nos carregou ao colo durante uma série de anos e só foi despedido graças à maior NÓDOA que passou pelo nosso clube. E enquanto esteve no outro lado da 2ª Circular, NUNCA lhe ouvi nenhuma palavra contra o Benfica, pelo que só temos que lhe agradecer por tudo o que nos deu.

32 comentários:

movimento "FICA SANTOLAS!" disse...

vou defender o nandinho !


quando o benfica foi campeão, o trappa nesse campeonato só fez 65 pontos, foi campeão porque o porto vendeu a equipa quase toda e o mourinho e passou por 3 treinadores (mesmo assim acabou a apenas 3 pontos do benfica)

o koeman não foi campeão e fez mais pontos, 67... só que o porto fez 79 nesse ano (não vendeu a equipa e ficou com o mm treinador até ao fim, o "co" )

á 25ª jornada esta época, o benfica tem 54 pontos... com koeman tinha 49, e com trappa tinha 48

o benfica está, até á 25ª jornada, a fazer a melhor época dos ultimos anos, apesar de tanto falar mal do nandinho.

e apesar da redução para 30 jornadas, o nandinho ainda pode fazer melhor época que as outras




DEIXEM O NANDINHO TREINAR !!!



.

Anónimo disse...

Se o Presidente não correr com o nandinho corremos nós com o Presidente. Mais nada!

Luís disse...

discordo em absoluto, isso é a politica que levou o sporting a 18 anos de chucha.

fernando santos pos a equipa a jogar bem, a marcar golos, e dominar em casa.

ontem jogamos bem. e so por falhanços incriveis nao ganhamos, e o fernando santos nao tem culpa desses falhanços de finalizaçao.

planeamento de época? qual? o fernando santos nao tem absolutamente culpa nenhuma do fica-nao-fica do simao. foi decisivo.

alem do mais, convençam-se duma coisa: a pre-eliminatoria da champions altera todo o planeamento fisico da epoca. os picos de forma sao deslocados. e num plantel com pouca gente valida como o nosso - sem o nuno assis serao uns 16... - isso paga-se.

sonham com um mourinho que limpe tudo na primeira epoca? entao é melhor dar fruta aos arbitros, porque ate o mourinho teve isso para la chegar.

ontem esteve bem nas substituiçoes.

um treinador que nao ganhe no primeiro ano nao presta... entao é isso. voces querem mesmo repetir os 11 anos sem ganhar.

metam na cabeça isto: o nosso plantel nao dava para mais. e tendo em conta o plantel que tinhamos, que grande trabalho fez o fernando santos.

nao foi ele que quis vender o ricardo rocha. nem foi ele que quis castigar o nuno assis.

GR1904 disse...

O F.Santos ontem teve bem? Essa não consigo perceber. Tirou o Leo por lesão e, mais uma vez, jogou-se com um jogador que não estava, como se veio a verifica, nas melhores condições para jogar. E com isto, retira-se confiança ao Miguelito - que já não é nenhuma em face da não utilização constante das alternativas que, para defesa esquerdo, até é das mais válidas do plantel.

O F.Santos ontem teve bem? Porque razão não fez a substituição do Mantorras mais vezes em toda a época? É que a melhoria lá na frente, em termos de movimentação atacante, foi notória.

O F.Santos ontem teve bem? Se compararmos o rendimento do Manú em 5 minutos em campo e o de Derlei em 20 minutos em campo (que em sido uma nulidade constante), facilmente se percebe quem seria mais útil durante a época na hora de fazer substituições que, a bem da verdade, não deveriam ser feitas a 5 mn do fim para quem quer e precisa de ganhar um jogo.

Anónimo disse...

Ainda não consigo perceber quem defende o capitão do navio com este a meter água por todos os lados e e prestes a afundar-se sem coleotes salva vidas.
Não deixa de ser verdade qu eele não é o maior culpado. O maior culpado é sem duvida quem o meteu a comandar o navio. Esse sim, mas convenientemnete adoeceu.
Bola7

El Niño Rosso disse...

Fernandinho para a rua já. Quanto ao João Pinto estou de acordo, completamente de acordo. Jogadores que durante anos dão o melhor pela equipa só merecem o meu aplauso.

Pedro disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Pedro disse...

"Adeus, Sr. Fernando Santos"

Agora né? Pois....

"E enquanto esteve no outro lado da 2ª Circular, NUNCA lhe ouvi nenhuma palavra contra o Benfica"

Tenho evitado este tema pq não me apetece entrar numa nova polémica por alguem q não me merece nem um escarro meu mas não posso deixar passar esta tua frase. Podes tu não ter ouvido nada dele mas eu ouvi e vi com estes meus olhos, ninguem me contou. Vi o individuo a cantar e a saltar com uns qts macacos bem alegre enquanto vociferava o nome do SLB intercalado pela profissão das mães deles. Da mesma forma q nunca me hei-de esquecer de no dia da sua apresentação enquanto ser rastejante de o ver muito contente a saltar qd da bancada os macacos ululavam "e quem não salta é lampião" após a sua entrada...

Caro amigo s.l.b. de uma coisa podes ter a absoluta certeza, a minha memória de curta não tem nada.

Artur Hermenegildo disse...

É claro que o Fernando Santos deve ficar. Subscrevo integralmente as palavras do Luís. Tal como caho que Koeman devia ter ficado.
Não se pode estar a mudar de treinador todos os anos. Essa é a solução fácil. E este ano a época não teve títulos mas não foi um desastre. Se para o ano se repetir a ausência de títulos, aí serei o primeiro a concordar que F. Santos deve sair.

Artur Hermenegildo disse...

1) Não sei se repararam num facto curioso: as únicas três equipas às quais não ganhámos em casa na 2ª volta são as mesmas com as quais perdemos fora na 1ª! Ou seja, 15 pontos perdidos com 3 equipas do campeonato. É um facto para reflectir. Vamos ver o que nos reservam as últimas jornadas.

2) Relembro o seguinte: O Benfica leva 15 jogos de campeonato sem perder; em casa, já não sei quantos levará, creio que a última derrota foi com o Sporting há um ano.

3) É preciso perceber uma coisa; tínhamos equipa para ganhar o campeonato, sim, mas isso é diferente de ter a obrigação de ganhar o campeonato. Há três equipas capazes disso, e só pode ganhar uma. Foi uma desilusão? Sim. Foi uma vergonha a exigir a cabeça do Fernando Santos e mais umas quantas? Não.

S.L.B. disse...

Eh lá, isto hoje está muito animado!

Aos defensores do Fernando Santos:

1) Futebol bonito não dá títulos (parece que estou a ouvir o Peseiro a defender que o seu futebol era melhor que o Paulo Bento). Eu prefiro jogar feio e ganhar do que o contrário. O ideal é juntar as duas coisas, mas nem sempre é possível (vejam a diferença entre o futebol do Manchester e do Chelsea, mas o que é certo é que estão ambos em todas as competições). O Fernando Santos vai fazer mais pontos do que o Trapattoni e o Koeman? É bem possível, mas enquanto um foi campeão (é claro que com IMENSA sorte) e finalista da Taça de Portugal, e o outro ganhou a Supertaça e foi eliminado nos quartos-de-final da Champions frente ao futuro campeão europeu, o Fernando Santos chegou aos quartos-de-final da Taça Uefa e... "conseguiu" ser eliminado pelo 10º classifcado da Liga Espanhola.

2) Até agora falhámos em praticamente todos os jogos importantes da época (clube regional 2x, Manchester 2x, Celtic, Varzim(!), Espanhol). Só ganhámos no WC e conseguimos eliminar o "poderoso" Áustria Viena para chegar à Liga dos Campeões.

3) Estamos no campo dos "ses", mas a não-utilização do David Luiz nas Aves pode ter sido o ponto de viragem da época. Se tivesse jogado, provavelmente o Luisão já teria voltado há muito tempo, porque não jogaria em Paris. Temos um defesa-central no plantel e preferimos adaptar um médio?!

4) Luís: quando digo "planeamento da época" refiro-me à gestão do esforço para chegar à fase decisiva em boas condições. A novela Simão acabou a 1 de Setembro! É claro que gostaria de ter alguém que "limpasse" tudo na 1ª época, mas acho que com os jogadores que temos é INADMISSÍVEL não ganharmos nada este ano. Não foi ele que vendeu o Rocha e castigou o Assis, mas foi ele que deu o ok à dispensa do Geovanni e deixou que houvesse posições onde não há alternativas (defesa-direito, por exemplo)

5) Artur: época sem títulos é SEMPRE um desastre. O que de bom o Fernando Santos conseguiu foi puramente estatístico. Não temos a obrigação de ganhar o campeonato, mas temos OBRIGAÇÃO de não nos despedirmos da luta um mês antes do final do campeonato. E tínhamos OBRIGAÇÃO de ter eliminado quer o Varzim quer o Espanyol.

6) Iniciar uma época com um treinador que não conseguiu ganhar nada no ano anterior não dá bom resultado. Geralmente nunca chega a Outubro. Foi assim com o Artur Jorge e com o Manuel José. A margem de manobra é curtíssima e os treinadores portugueses não têm estofo para isso. Em vez de um são dois anos perdidos.

7) O Eriksson e o Camacho CONTINUAM livres. Ambos já ganharam troféus pelo Benfica e não me venham com a história do salários. Se pagamos 100.000€/mês ao poluidor da camisola 27, duvido que não o possamos fazer em relação a um treinador (juntem-lhe o salário do Everson, do Beto, do Marco Ferreira e do Moretto e já deve dar uma quantia interessante).


Pedro: por norma, eu não sou adepto de mudar de treinador a meio de uma época. Por alguma razão, SÓ por uma vez na história dos campeonatos uma equipa foi campeã assim. E depois não queria a desculpa de "não me deixaram acabar a época". Assim, fica até ao fim e assume as responsabilidades por inteiro. Quanto ao João Pinto, uma coisa é participar nos festejos da conquista de um campeonato (o Figo fez o mesmo ao Real Madrid quando estava no Barcelona), outra é fazer declarações a frio numa entrevista, por exemplo (o que ele fez no dia da apresentação não me parece ofensivo). E isto ele nunca o fez. Além de que, depois de tudo o que ele nos deu a ganhar, podemos perfeitamente perdoar-lhe esse excesso de linguagem naquele momento específico.

hla disse...

Quanto ao JVP, também não consigo concordar. Sou contra os assobios realmente, mas simplesmente porque acho que este JVP não merece esse tipo de atenção da Catedral: por muito injusta que tenha sido a saída dele, por muito que eu quisesse que ele tivesse ficado, e pelo muito que lhe reconheço ter feito pelo Glorioso, o clube que ele escolheu representar (de todos os clubes do mundo) foi o das risquinhas verdes. Não se faz. Pelo tratamento que nós Benfiquistas sempre lhe dispensámos na nossa casa, não merecíamos isso.

Quanto ao jogo:
Miserável, não jogámos nada, carregámos os últimos 10 minutos, mas mal, a equipa esteve sempre partida e não sabia o que fazer.
O Derlei é zero, o Mantorras é diferente porque nunca desiste, o Simão é o Simão, o Petit é um Senhor (corre corre corre corre corre) e o David Luís é para agarrar com unhas e dentes (houve lá um período, em que já não se via Nélson, e em que todas as jogadas passavam pelo miúdo - espectacular).

Finalmente, eu sou daqueles que também não acha o trabalho do Fernando Santos assim tão mau, mas tem falhas imperdoáveis: ele estava à espera que o mesmo onze inicial aguentasse uma época com tantos jogos seguidos? Ele não é propriamente um treinador inexperiente, não pode cometer erros destes.

E mesmo para acabar, foi MUITO BONITO aquele fim de jogo, com o Karagounis SOZINHO no relvado, visivelmente frustrado, a aplaudir timidamente a meia dúzia de adeptos que o aplaudiam... e o estádio todo ter reagido com aplausos de pé para o melhor jogador da noite. Bem mereceu. Pareceu-me que ele nem queria acreditar, lá levantou os braços para aplaudir de volta, e quando os baixava voltava a levantar porque o pessoal continuava a aplaudir. Bem bonito, são estes pequenos pormenores que me dão alento nas piores alturas e que me fazem sentir tanto orgulho em ser do Benfica.

Pedro disse...

s.l.b. as manifestações do JVP não foram aquando os festejos no final da época. Adiante pq não quero abordar este tema. Há muita coisa q os benfiquistas desconhecem... E caro amigo eu fui um dos q fui à Luz refilar com vale e azevedo por ele ter sido "dispensado". JVP era (aprendi a lição) o meu grande idolo!

Pedro F.F. disse...

S.L.B. como sabes, tenho memória. A minha memória lembra-me o muito e bem que João Pinto fez pelo Glorioso. A minha memória lembra-me a forma indigna como daqui foi corrido. Por isso, o JVP merecia o meu aplauso.
A minha memória recorda-se, também, da forma como ele festejou, tal como aqui lembrou o Pedro. Não consigo aplaudir um indivíduo que festejou campeonatos esverdeados a gritar contra o Nosso Clube. Por isso, o JVP merecia os meus apupos e assobios.
No prato da balança, levou com o meu silêncio.
Compreendo que o aplaude, compreendo quem o assobia. Não compreendo que, depois de ter visto adeptos assobiarem um dos nossos quando foi substituído, aplaudam um dos deles quando foi substituído.
Pela minha parte, levou com o silêncio. E por aqui me fico.

Bogalho disse...

Parece-me a mim, que a questão central á volta do Fernando Santos é que nada disto é novo.
A epoca que ele está a fazer no Benfica tem muitos traços paralelos ás epocas que ele fes como treinador no Porto e no Sporting. E o denominador comum das equipas treinadas por ele é o eles rebentarem (fisica, psiquica, animica, you name it) na altura em que se deviam transcender.
Posto isto, eu pergunto:
Será que vale a pena apostar num treinador que já vai na sua 5ª epoca a treinar clubes que lutam pro titulo e que tem sempre os mesmos resultados? (Penta á parte, todos sabemos como é que se ganham pentas em portugal)

Artur Hermenegildo disse...

Vamos a factos. O Benfica tem neste momento 21 pontos perdidos. Desses, 11 foram nas primeiras 10 jornadas, e dez nas 15 jornadas seguintes.
Ou seja, apesar de os 3 últimos jogos terem tido maus resultados, a tendência continua a ser de melhoria.
É preciso não esquecer que as más 10 jornadas foram as mais afectadas pelo episódio outono-inverno de 2006 da novela Simão, pela inesperada lesão do Rui Costa, pelo início de época marcado pela pré-eliminatória da LC, e pela inevitável perturbação que uma mudança de treinador sempre causa. Mesmo assim, o início da época passada foi pior.
E se é um facto que nos podemos ter despedido do título a um mês do fim do campeonato, como foi com Koeman? E com o querido Camacho?

Johnny Rook disse...

Já andava para dizer isto há uns tempos, vou dizer e pedir agora e aqui:

Pedros,

Se for possível coloquem aqui as imagens do JVP a ofender o SLB. É que eu não acredito. E não acredito pelo seguinte:

A única razão porque vi integralmente as reportagens televisivas dos festejos do campeonato das osgas, foi exactamente para ver o comportamento do João. Nunca vi nada do que vcs. e outros dizem. Nunca, repito!
Antes pelo contrário. Vi sempre o João muito encolhido e escondido atrás dos outros na praça Sony (vêem como me lembro onde foi?). Saltou quando gritavam. Saltou, sim Sr.! Lá atrás tímido, encolhido. Mas vos garanto que não balbuciou qualquer palavra. Parece-me que vcs foram atrás de boatos. Eu vi claramente visto! Vi e comentei na altura isto mesmo. O João até parece que teve vergonha de ganhar o campeonato com aquela camisola.

Aceito que me possa ter escapado algo. Por isso, peço-vos, se puderem, mostrem-me as imagens.

S.L.B. disse...

Sem duvidar das vossas palavras, Pedros, também gostava muito de ver essas imagens. Não vi o que se passou na Praça Sony, mas infelizmente tive que levar com os festejos no dia em que nós ganhámos ao Boavista e lhes demos o campeonato (nem o conseguiram ganhar no jogo deles em Setúbal...). E isto porque queria gravar o resumo do nosso jogo que a RTP ou Sport TV (jánão mem lembro) adiou para as 2h da manhã(!), porque iam metendo os festejos pelo meio! E não vi nesse dia o JVP a ter comportamentos incorrectos para com o Glorioso.

Artur: com o Camacho apanhámos o clube regional a ser treinado pelo Mourinho (e no auge da "fruta", não esqueçamos), mas mesmo assim ganhámos a Taça. Quanto ao Koeman, como disse anteriormente fomos eliminados pelo Barcelona, que não é propriamente o Espanyol. Não têm comparação com o Fernando Santos (embora eu não morresse de amores pelo Koeman, especialmente desde o episódio Moretto).

Pedro F. Ferreira disse...

Malta, obviamente que não tenho as imagens. A imagem que eu tenho memorizada do JVP com propósitos dignos de um rato de sarjeta foi depois do jogo em que as osgas ganharam ao Glorioso no Est.Nacional. Nesse jogo, o rapaz marcou e festejou. No final do jogo, cá fora naquela zona entre os balneários e o autocarro, o rapaz lá estava a acompanhar os cânticos da carneirada de uma das claques. Não gostei, mas até o compreendo. Eu não faria. Mas eu sou benfiquista.

Pedro F. Ferreira disse...

Reli agora o meu comentário inicial e vocês têm razão. Eu digo lá que foi a festejar o campeonato, mas não foi. Isso não vi, porque há merdas que nem pela televisão veria. Foi a festejar essa vitória em particular.
Vou ao you tube para ver se encontro imagens desse jogo. Aquilo que vi cá fora, entre o balneário e o autocarro, não sei se foi televisionado.

Anónimo disse...

Pelo andar da carroagem estamos a ver que só o porco da costa conseguirá levar o Benfica a campeão.

Pedro F. Ferreira disse...

Foi em 3 de Maio de 2003. O rapaz acabou esse jogo expulso porque se pegou com o lorpa do Zahovic.

Pedro disse...

Eu já disse q não foi nos festejos do titulo. Esses nem sequer lhes pus a vista em cima.
Foi na apresentação do plantel onde, aí sim, estava curioso para ver a reacção do JVP e foi em vários jogos sendo aquele onde melhor me lembro no Restelo. Felizmente o Pedro F.F. viu noutros jogos.

E já agora Pedro F.F. ele não foi "corrido". E só acrescento q ele já o sabia muito antes do fim da época...

Johnny Rook disse...

Pedros,

Desculpem lá, mas o facto de o verem às riscas toldou-vos a visão.

Na apresentação do plantel? Em jogos das osgas?

Não viste a festa do título mas andaste a ver apresentações e jogos no Restelo?

O Pedro FF ainda foi num jogo do SLB!

Desculpem lá, longe de mim dizer que estão a mentir, mas só acredito vendo.

S.L.B. disse...

O JVP não nasceu benfiquista, mas não tenho dúvidas que aprendeu a respeitar o nosso clube enquanto cá esteve. Infelizmente saiu da maneira como saiu, pelo que acho natural que tenha festejado o golo que apontou contra nós. E acho igualmente natural que tenha celebrado com as claques. Eu também nunca faria isso, Pedro F. Ferreira, porque JAMAIS iria para um dos clubes rivais fosse por que preço fosse. Mas eu não sou futebolista.

Agora, o que eu quero dizer é que nada do que ele fez me parece suficientemente ofensivo para o Sport Lisboa e Benfica para que nós nos "esqueçamos" do que ele nos deu enquanto jogador.

Anónimo: JAMAIS NA VIDA eu gostaria de ganhar um título como o clube regional ganha os dele. Dessa maneira, prefiro não ganhar.

Pedro disse...

johnny o q me toldou a vista foram as atitudes dele. O pq de ter visto jogos dos lagartos é irrelevante não achas? Até te podia dizer q os vi para aferir das reacções do JVP mas por acaso não foi. Mas se queres mesmo saber digo-te q sou casado com uma lagarta o q permite encontros fortuitos entre mim e uma qualquer transmissão televisiva onde coisas às riscas verdes e brancas andam atraz de uma bola de futebol...

Tu só acreditas vendo. Fazes muito bem. Eu tb só acredito pq vi.

s.l.b. achas natural q um jogador q foi tudo para os benfiquistas, elevado à categoria de simbolo apenas ultrapassado pelo Eusébio cante com uma claque de macacos o SLB fdp SLB?!?!? Por muito q estivesse chateado seria com vale e azevedo e nunca com o Benfica.

Rui Costa não deixou de ser profissional pela Fiorentina qd chorou qd nos marcou um golo, Rui Costa não deixou de ser profissional pelo Milão qd na visita a Florença aplaudiu e usou um cachecol da Fiorentina. E não foi por isso q os adeptos milaneses não lhes deram todos os elogios qd ele saiu.

Soubessem vocês o qt eu defendi o JVP enquanto ele era jogador do SLB e percebiam q não digo estas coisas da boca para fora. Se há coisa q me custou foi encarar esta realidade.
E há muito mais por detrás desta história toda....

Artur Hermenegildo disse...

Não percebo essa história do que o JVP nos "deu" enquanto jogador. Que eu saiba não nos deu nada a que não estivesse obrigado, que era jogar o melhor que sabia enquanto recebeu um excelente salário. O que ele fez connosco, e também com os outros clubes que representou, como era sua obrigação. Fora isso, não nos "deu" nada!

Dar, deu o Eusébio e outros da geração dele, que eram mal pagos e tratados quase como escravos. Esses, sim, "deram", mas também a isso eram praticamente obrigados, nos tempos negros então em curso.

S.L.B. disse...

Pedro: entre o João Pinto e o Rui Costa há uma grande diferença. Aliás, entre TODOS os jogadores do mundo e o Rui Costa há UMA grande diferença. Se o JVP participou nesse cântico odioso, é de facto condenável, mas vejo isso mais como uma atitude irreflectida no calor do momento. Como disse atrás, eu NUNCA faria isso e tu também não, mas nós somos benfiquistas acima de tudo, coisa que o JVP não é. Percebo que estás magoado com ele, até por causa de mais coisas que não queres especificar, mas nunca insinuei que tu estivesses a falar "da boca para fora". Temos opiniões diferentes sobre este assunto, é tudo.

Artur: o termo "dar" é mais no sentido dos bons momentos que ele nos "deu". Como profissional, é óbvio que estava a obrigado a dar tudo o que tinha, mas não foi nesse sentido que eu empreguei o termo. Durante muitos anos, foi o único em quem depositávamos esperanças, mas infelizmente estava muito mal acompanhado.

Bogalho disse...

Meus amigos, não se esqueçam que o Benfica é um clube grande, e um clube grande tem de ser nobre em sentimentos, quem quer ser nobre em sentimentos não atira pedras quando é apedrejado, ainda pra mais quando o é com pedrinhas de gravilha.
O JVP merece o aplauso pelo o que fez enquanto vestiu a nossa camisola, pois durante os anos que lá esteve foi o unico (ou dos unicos) que a mereceu vestir.
O resto, da sua dispensa como jogador aos festeijos menos proprios, são coisas da nossa condição de humanos, que para mim não apagam a dedicação e os quilometros que correu de aguia ao peito.

Pedro disse...

"Benfica é um clube grande, e um clube grande tem de ser nobre em sentimentos, quem quer ser nobre em sentimentos não atira pedras quando é apedrejado"

Com esta é q me tramaste
:)

Bogalho disse...

Ás vezes ser Benfiquista não é facil.
Mas nós não somos um clube de odio (esse nicho de mercado já está bem preenchido em Portugal)
:)

4Trust disse...

Não sou um admirador incondicional do FS, no entanto a culpa não será toda dele.