origem

sexta-feira, novembro 17, 2006

José Veiga

Esperei propositadamente pela decisão final sobre o pedido de demissão do José Veiga para comentá-lo. Como se sabe, o Veiga tem um caso contra ele em tribunal movido por um banco do Luxemburgo ainda acerca da Superfute, a sua antiga empresa de representação de jogadores. Ou seja, e primeiro ponto importante, isto NÃO TEM NADA a ver com o Benfica. Como o tribunal foi lá a casa buscar os seus bens (não sem antes avisar a TVI…), o Veiga decidiu que não tinha mais condições para estar no Benfica, por não querer envolver o nome do clube num caso que não lhe diz respeito. E aqui, só há que elogiar a sua postura, tão diferente de outros que para aí andam que, apesar de serem arguidos em casos de corrupção de árbitros que TÊM A VER com o clube que representam, continuam sentados nas suas cadeiras do poder como se nada se passasse.

Posto isto e dado que o Luís Filipe Vieira aceitou o pedido de demissão, estou contente ou triste? Sinceramente nem uma coisa nem outra. Como a maioria dos benfiquistas, estive muito céptico acerca da sua contratação (cf. aqui). Um homem conotado com o clube regional e ex-empresário de jogadores não era alguém que me inspirasse confiança. Mas o que é certo é que o seu trabalho no Benfica foi meritório e temos que lhe agradecer por isso. Ganhámos um campeonato, uma supertaça e estivemos no lote das oito melhores equipas da Europa em dois anos e meio. Com a sua chegada, acabou-se o regabofe dentro do balneário, onde tudo transpirava cá para fora e toda a gente dizia o que lhe apetecia. E esta blindagem (como agora se diz) do balneário, que não é nada fácil especialmente num clube como o Benfica, é um dos factores mais essenciais para o sucesso desportivo. Para o bem e para o mal, defendeu sempre a equipa e os treinadores contra ataques externos e até alguns internos. E não é por acaso que a maioria dos jogadores se mostrou do lado dele. Estava ali alguém que dava a cara e amortecia os ataques que tentavam fazer à equipa. Todavia, nem sempre mostrou ter a elevação que eu espero dos dirigentes do Glorioso. Os seus gestos este ano no estádio do clube regional são lamentáveis, apesar de às vezes ser difícil controlar a resposta às provocações. Em algumas alturas falou e deveria ter estado calado. E sempre me fez e continuará a fazer impressão ter alguém não-benfiquista a mandar no futebol do nosso clube.

Por tudo isto, acho que é simultaneamente bom e mau ele ter saído. Bom, porque agora não temos ninguém que tenha problemas com a justiça e que tenha sido apanhado em escutas algo comprometedoras no “Apito Dourado” (enquanto dirigente do Estoril, ressalve-se) em funções no nosso clube. Mas mau porque não vejo ninguém com a sua capacidade para defender o balneário. O Luís Filipe Vieira já disse que não virá ninguém para o seu lugar e a solução será encontrada internamente, o que poderá querer dizer que estará aguardar um desfecho favorável deste caso em tribunal para o seu possível regresso.

Não gosto de ganhar a qualquer preço e os meios não justificam os fins (aliás, também por isso não suporto o clube regional). Logo, detestaria ver o nome do Benfica envolvido em processos mais obscuros e neste sentido, dado que o passado do Veiga não é propriamente imaculado, não fico muito triste com a sua saída. Mas o que é certo é que, enquanto ele esteve no Benfica, a sua conduta foi correcta. Não tenhamos dúvida que a esta situação não é alheio o facto de ele trabalhar no Glorioso (nomeadamente a presença da TVI no tal arresto dos seus bens) e por isso é que a sua saída acaba por ser uma vitória para os nossos inimigos. E isto jamais me poderia deixar contente.

14 comentários:

Lagarto Vermelho disse...

Eu tambem sou dos que pensa que ,não sendo Veiga da familia, não tem nada que dormir lá em casa. Mas a sua saida,provocada provavelmente pelo inimigo, não me saisfaz. Não me custa reconhecer que Veiga fêz um trabalho meritório, o que me custa, é aceitar que no Benfica não haja quem possa fazer o mesmo. Talvez a ideia Rui Costa, lançada por Gaspar Ramos, não seja má. Nós queremos e sabemos, que o futuro do Rui, será sempre no Benfica.

Verdi disse...

Concordo em absoluto com a tua análise, mas fico mais triste do que contente pela saída do Veiga do Benfica. Acho que ele tem sido preponderante no futebol do Benfica. Também me faz confusao ter um não-benfiquista com tanta responsabilidade no nosso futebol, mas depois vejo os abutres benfiquistas na tv a tentarem logo criar desestabilização e chego á conclusao que prefiro o Veiga na Luz mesmo nao sendo do Benfica do que alguns notaveis que se auto-designam de Benfiquistas de gema.

tma disse...

Não podia estar mais de acordo!
Não que me agrade particularmente ter o Veiga como dirigente, e preferiria ver um homem "da casa" no seu cargo. Mas por outro lado, não é qq um que faria o trabalho de "sapa" que ele fez nestes anos (cuja única falha grave que lhe aponto, enquanto dirigente do Benfica, seja o "descuido" das contratações de Janeiro passado - para não falar das vezes que mais valia nada ter dito...).
No entanto, uma saída nestas circunstâncias é pior que melhor. A haver uma sucessão, ela teria de ser preparada, para não afectar a estabilidade directiva.
Agora que está de saída, concordo que não deva ser substituido de imediato, mas acho que o BEnfica devia preparar alguém (um benfiquista, de preferência!) para, a médio prazo ocupar este cargo. Não me importava de ver lá o Humberto Coelho, embora tenha algumas dúvidas se ele terá a mesma capacidade para aguentar a pressão (externa e, sobretudo, interna, que talvez a pior...) da mesma forma que o Veiga tinha...

Anónimo disse...

http://www.record.pt/noticia.asp?id=726894&idCanal=11

http://expresso.clix.pt/Actualidade/Interior.aspx?content_id=372423

tma disse...

Obviamente tenho de comentar estes 2 links...

EPUL:
1- a motivação por trás da denúncia é claramente política
2- como é óbvio não me agrada nada a ideia de ver o nome do meu clube nesta trapalhada. Mesmo que a responsabilidade principal esteja do lado da CML, certamente que o Benfica tb tinha conhecimento do processo. Aguardo para perceber melhor o que realmente aconteceu...
3- interessante a forma como as notícias são feitas. O valor que está em causa são cerca de 1,2 milhões de euros e não os 8 milhões do título...

Miccoli/Calciocaos:
1- A notícia está um pouco desactualizada... Do que li posteriormente, e da análise da documentação que o Benfica apresentou, nada haverá a apontar ao Benfica (nem havia à partida razão para tal).
2- Isto está a ser feito para vários clubes pela Europa fora...
3- Mais uma vez a forma como o título da notícia é apresentado, pondo a tónica no Veiga/Vieira: para quem lê só o título de forma descontextualizado, pode ficar a ideia que o Benfica (nas pessoas do Veiga e do Vieira) é o principal objecto da investigação, quando é a Juventus. Como é óbvio, tendo o Benfica feito negócio com a Juve após ter sido penalizada no contexto do Calciocaos, a investigação também teria de envolver a participação do Benfica.

S.L.B. disse...

Obrigado, TMA. Estes tipos, em vez de se preocuparem com o centro de estágio que lhes foi OFERECIDO pela Câmara da sua cidade ou com a venda de património a preços de saldos, só têm olhos para o Benfica. Bem, pensando melhor, é capaz de ser natural...

tma disse...

Eu compreendo-os, S.L.B. - eu também só tenho olhos para o Benfica :-)

GR1904 disse...

Eu também só tenho olhos para o Benfica, mas não é de certeza por inveja...

LF disse...

Concordo em pleno com a análise ao caso Veiga.
A que publiquei não é muito diferente.

www.vedetadabola.blogspot.com

Santa casa disse...

OLÉ,OLÉ,OLÉ,OLÉ,OLÉ foi mais ou menos que se passou em braga, um baile de bola,como eu digo no meu blog o Benfica ficou a ver Braga por um canudo e o Porto muito ao longe e isso é que é verdade agora o que dizem das arbitragens são ilusões e má disposições de benfiquistas que vivem no sonho da irrealidade.

Nuno Magalhães disse...

Olhem lá, bonitos os 3 apanhados em Braga.
Parece sina. A norte do Douro, este ano, levam sempre 3. Mas, afinal, foi a conta que Deus fez...

Anónimo disse...

Hilariante.
..."Com a saída do Veiga não temos ninguém, que tenha sido apanhado nas escutas!!!"

hahaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaahahhahahahhaahhahahhahhahahahahahhahahahahhahahah

S.L.B. disse...

A tua honestidade intelectual, Anónimo, é semelhante à (des)honestidade do teu clube! "Esqueceste-te" de uma frase da citação, que "só" faz com o sentido não seja o que tu lhe deste. "Tenha sido apanhado em escutas ALGO COMPROMETEDORAS" foi o que eu disse! Se consideras que veio a público sobre o LFV é comprometedor (quando foi assumido por todos que era normal o Conselho de Arbitragem ouvir os presidentes dos clubes para a escolha dos árbitros para a Taça de Portugal), então não há nada a fazer...

Da próxima vez, quando fizeres uma citação, tenta ser mais exacto. Não deturpes as ideias dos outros, sff. Eu sei que deve ser difícil para ti, sendo do clube que és, mas não podia deixar de te fazer este reparo.

Anónimo disse...

Então se é normal para voces escolherem arbitros,porque é que inventaram essa tanga do pito dourado?Se isso é normal tudo é normal!