origem

quarta-feira, novembro 22, 2017

Deprimente

Perdemos em Moscovo frente ao CSKA por 0-2 e esta é indiscutivelmente a mais vergonhosa campanha europeia da nossa história. Cinco derrotas em cinco jogos, um golo marcado e 12 sofridos fazem de nós a pior equipa da fase de grupos da Liga dos Campeões. É (infelizmente) histórico, porque nunca uma equipa cabeça-de-série se viu nesta situação. É inacreditável que uma equipa que fez algo inédito como a conquista do tetracampeonato, somente meio ano depois entre novamente na história pelos piores motivos.

Numa partida em que era imperioso ganhar, marcando preferencialmente dois golos, alinhámos de início com o Filipe Augusto. I rest my case…! O post poderia terminar aqui… Com a inexplicável não-inscrição do Krovinovic, alguém tinha que entrar, mas eu não percebo porque é que não se repetiu a fórmula de Manchester, com o Samaris. É que acabámos por não jogar mal em Old Trafford. Mas não, lá tínhamos que levar com o Filipe Augusto, o que, com o Pizzi numa forma abaixo de cão, fez com que não existíssemos durante a maior parte do tempo. Aos 13’, sofremos o 0-1 pelo Schennikov (lance difícil, mas em fora-de-jogo), mas três minutos depois tivemos uma flagrante oportunidade pelo Jonas, que acertou mal na bola só com o guarda-redes pela frente, depois de uma assistência do Diogo Gonçalves. E, pronto, as nossas oportunidades na 1ª parte ficaram por aqui.

Na 2ª parte, o segundo golo apareceu aos 56’ num lance infeliz do Jardel, que fez um carrinho e a bola bateu nele e entrou. O Cervi já tinha substituído ao intervalo o apagadíssimo Diogo Gonçalves, mas nós revelámos sempre uma exasperante lentidão de processos (então o Pizzi…!) e raramente conseguimos chegar com perigo à baliza contrária. De tal modo, que a melhor oportunidade que tivemos foi um remate do André Almeida, que saiu fraco. Os russos também não aceleraram muito, o que ajudou a que não tivemos uma segunda edição de Basileia…

Num jogo tão paupérrimo da nossa parte, não vou destacar ninguém. Nesta senda de recordes negativos, acrescenta-se mais um: o CSKA sofria golos para a Champions há mais de 40 jogos seguidos! Desde 2006! Hoje voltou a não sofrer…

Nem nos nossos piores pesadelos nos imaginámos fora da Europa logo em Novembro. Não alinho nada da tese de “é melhor, porque assim concentram-se mais nas competições nacionais”. Isto é péssimo para o nosso prestígio e para o ranking. Só o pentacampeonato poderá compensar isto. Mas a jogar desta maneira, vai ser impossível.

2 comentários:

Anónimo disse...

Deprimente é o nome do teu blogue. E cheira mal!

José Ramalhete disse...

Podes anotar tudo isso como o último record do stor de ginástica.
LFV pode mantê-lo como PT e trate de contratar um treinador a sério.