origem

segunda-feira, dezembro 31, 2012

Mau

No primeiro jogo depois das férias natalícias, só empatámos em Moreira de Cónegos (1-1) aos 92’ através de um (indiscutível) penalty apontado pelo Cardozo. Fizemos uma exibição muito má, com muito poucos vestígios da dinâmica que vínhamos apresentando antes das férias. O Jesus veio dizer que no final que tal se deveu às cargas de treino que deu nestes últimos três dias para que a equipa possa corresponder durante o inacreditável mês de Janeiro que vamos ter (seis jogos garantidos, mas se tudo correr bem na Taça de Portugal poderemos ter oito!). Os próximos jogos permitirão tirar isto a limpo.

Alinhámos praticamente com a equipa principal (só o Paulo Lopes e o André Almeida não são habitual titulares) e na 1ª parte criámos muito pouco perigo (Cardozo não chegou a um desvio logo de início e houve um remate do Salvio para boa defesa do guardião contrário, Ricardo Andrade). Aos 40’, o André Almeida, que até nem estava muito mal, não saiu para o fora-de-jogo o que permitiu aos Ghilas fazer o 1-0. Com uma 1ª parte a passo, estávamos mesmo a pedi-las.

Na 2ª parte, e ao contrário do que todos esperávamos, voltámos a não entrar bem. Mas aos 57’ caiu-nos de céu uma oportunidade soberana quando tivemos um penalty a nosso favor por falta do guarda-redes sobre o Lima (outro lance indiscutível, ele atira-se para cima do nosso jogador, prende-lhe o calcanhar e derruba-o com o corpo). A generosidade do Cardozo ao deixar o Lima marcar o penalty (como este veio dizer no final) ia-nos custando muito caro, pois, com um remate denunciado e fraco, o nº 11 permitiu a defesa do Ricardo Andrade. O Moreirense batia-se muito bem, estava seguro na defesa, com o guarda-redes a apanhar quase todas as bolas bombeadas para a área e, no ataque, o Ghilas ia dando trabalho aos nossos centrais. Só tivemos duas grandes ocasiões, ambas de cabeça pelo Lima (numa não chegou à bola e noutra fez um passe ao guarda-redes), quando dois minutos depois da hora um defesa contrário resolveu agarrar e rasteirar o Cardozo na área na sequência de uma bola bombeada. O fiscal-de-linha do Sr. Cosme Machado foi perentório e o Tacuara voltou a provocar-me vários AVCs ao atirar muito devagar, mas felizmente a conseguir enganar o guarda-redes (atirou para o seu lado esquerdo, quando os dois últimos tinham sido para o direito). A marcar desta maneira tem 50% de chances de concretizar, porque basta o guarda-redes adivinhar o lado para defender facilmente.

Em termos individuais, o Jardel foi o melhor do Benfica. O Paulo Lopes também não esteve mal, mas todos os outros foram muito sofríveis, incluindo o Lima e o Cardozo. Espero mesmo que esta pobre exibição se tenha ficado a dever à tal condição física.

Com um jogo às 16h, o estádio do Moreirense esgotou e estávamos praticamente a jogar em casa. Foi bom ver futebol à tarde novamente! Com este empate, mantemo-nos no 1º lugar e, caso tivéssemos ganho, ter-nos-íamos qualificado já para as meias-finais, porque também houve empate entre Académica e Olhanense. Caso ganhemos aos estudantes na 3ª jornada, esse desiderato será cumprido, o que é nossa obrigação. Há que fazer os possíveis por manter a Taça da Liga na nossa posse, porque isso é impedir que um clube assumidamente corrupto a possa ganhar. Além disso, quero voltar a saborear um leitão na Mealhada a 14 de Abril.

2 comentários:

Rearviewmirror disse...

"Tacuara voltou a provocar-me vários AVCs ao atirar muito devagar, mas felizmente a conseguir enganar o guarda-redes (atirou para o seu lado esquerdo, quando os dois últimos tinham sido para o direito). A marcar desta maneira tem 50% de chances de concretizar, porque basta o guarda-redes adivinhar o lado para defender facilmente."

deixa-me só discordar deste ponto.
Cardozo a marcar assim, dificilmente vai falhar mais algum penalty, porque não é o guarda-redes que adivinha para que sitio ele chuta, ele simplesmente deixa o GR escolher um lado, e bate para o outro.

Parece fácil. Parece.
É dificil? É tremendamente difícil.
Qualquer um pode chegar ali e chutar a bola. Ou entra ou não entra.
Esta maneira de Cardozo é incrivel. Aliás, há uma repetição do penalty, em que o guarda-redes já vai a cair para o lado direito, um seg antes de ele bater a bola.
E ele simplesmente escolhe o outro lado.

S.L.B. disse...

Concordo contigo em relação a este jogo e mesmo no WC, mas se reparares bem, no penalty contra o Marítimo, o guarda-redes só se atira no último momento numa altura em que era impossível o Cardozo escolher o outro lado se, por acaso, ele o tivesse adivinhado. De futuro, se os guarda-redes fizerem o mesmo (adiarem lançar-se o mais possível) vai ser mesmo de 50-50. Eu preferia que ele marcasse como no 1º ano de Benfica: colocado e com força a meia altura sob a esquerda do guarda-redes.