origem

terça-feira, novembro 09, 2010

Leitura obrigatória

O melhor elogio que posso fazer a este texto do meu amigo Artur é que poderia ter sido eu a escrevê-lo.

P.S. - No entanto, é ÓBVIO que não me passa pela cabeça qualquer mudança na equipa técnica neste momento. Despedir um treinador campeão na 1ª parte da época seguinte é digno de um clube "diferente"... Ainda há objectivos a atingir e as contas fazem-se sempre (espero eu) no final das épocas. Lembro-me bem do grande erro que foi o timing do despedimento do Fernando Santos...

4 comentários:

VHugo disse...

Despedir não. Apenas chamar à atenção!

http://forcamagicoslb.blogspot.com/2010/11/balanco-do-13-da-epoca.html

Pedro Malaquias disse...

Sérgio,

Não tenho dúvida que, em caso de despedimento, o Benfica não terá um treinador do calibre do Jorge Jesus nos próximos 10 anos.

Acho fantástico o que se está a fazer neste momento a Jorge Jesus. As capas dos jornais de ontem e de hoje não apareceriam se lhe fosse dado um forte voto de confiança. Mais grave ainda é o facto quando se sabe que o Benfica tem alguma influência em determinados órgãos de comunicação.

Ainda que o jogo com o Porto tenha sido um desastre pelo qual o treinador é o grande responsável, a maior parte da responsabilidade pela má preparação da época é de Vieira e restante direcção. Não foi Jesus que vendeu as duas pedras mais importantes da equipa abaixo da clásula de rescisão.

Se é certo que Gaitan e Roberto foram escolhas pessoais de Jesus para substituir Di Maria e Quim, a verade é que pouco teve a ver com as restantes contratações (Jara, Sálvio, Rodrigo, Alípio).

Entretanto, o clube seguiu para Angola. A troco de quê? Não se sabe, mas a não ser que estejamos perante uma quantia astronómica (e mesmo nesse caso...), estamos perante um acto sem qualquer nexo. Óptimo que se possa ir "batendo" no treinador, afastando-se assim os olhares das contas do clube, da má preparação da época e desta ida a Angola.

Abraço

Anónimo disse...

Vamos lançar um boicote ao jornal "A Bola", enquanto o Miguel Sousa Tavares lá escrever.
Divulguem pf

♞Dark Knight♞ disse...

Uma coisa é certa, depois de que o Jorge Jesus foi apanhado a sorrir para o Pinto da Costa, nunca mais foi o mesmo. Então a falta da sua atitude natural no jogo, que se produziu na Animal Farm, onde os porcos azuis são todos iguais, mas uns são mais porcos que outros, foi de tal modo evidente que me deixou perplexo. Apesar de o •♥•♥•♥ ☜ BENFICA ☞ ♥•♥•♥• ter mal prepara a época, de não ter adquirido substitutos à altura do Di Maria e do Ramires, e de ter sido roubado nas três derrotas, que não merecia, nas primeiras quatro jornadas, o Jorge Jesus tacticamente tem sido um desastre. Quem viu o jogo Liverpool - Benfica e o FC Porko - Benfica, e fomos muitos, ficou incrédulo. Como é possível fazer o mesmo erro táctico em dois jogos importantes? O Saviola ficou de fora contra o FC Porto porquê? O motor da equipa ficou de fora? Foi o Bimbo da Bostea que mandou? Eu já estou como o Vítor Correia, desde que vi um porco a andar de bicicleta, e no Porto há muitos, já acredito em tudo. Tacticamente só faltou ainda a Jorge de Jesus ter substituído o Saviola pelo seu protegido, César Peixoto, que não tem nível para jogar no Benfica, digamos que é outro Luís Filipe, menos mau.
Será que o Jorge Jesus ainda pensa que vai ganhar a Liga dos Campeões com as suas Tácticas?