origem

segunda-feira, novembro 08, 2010

Descalabro

Perdemos em casa do CRAC por inacreditáveis 0-5 e dissemos adeus à revalidação do título. Com 10 pontos de atraso para o 1º lugar, é praticamente impossível a recuperação, mesmo ainda faltando 20 jogos para o final do campeonato. Depois do título conquistado de forma brilhante no ano passado, o Jesus entra na história negativa do Benfica ao ter a maior derrota de sempre em casa do CRAC.

Agradeço ao nosso treinador ter-me tirado os poucos nervos que eu já tinha antes do jogo. Com a nomeação do Sr. Pedro Proença nunca acreditei numa vitória nossa (lembro-me muito bem disto), mas a réstia de esperança foi-se quando soube a equipa inicial. Se há coisa que eu sempre critiquei são os treinadores que têm rasgos de génios antes de jogos importantes e inventam na constituição da equipa (o nome Jesualdo vem-me logo à cabeça). Foi o que fez o Jesus ao colocar o Sidnei de início. Não só entrou um jogador sem ritmo nenhum, como deslocou o David Luiz para a esquerda (uma tragédia, já que o Hulk fez o que quis dele) e o Fábio Coentrão para a extrema-esquerda (ele, que foi fabuloso a defesa contra o Lyon). Ou seja, mexeu em três posições ao mesmo tempo. Foi um erro crasso, com três golos nos primeiros 30’, e todos pelo lado esquerdo da nossa defesa, a confirmaram-no. A colocação do Saviola no banco também não correu nada bem, embora neste caso eu até tenha percebido a sua opção, pela má forma do argentino, aliada às boas exibições do Aimar, Carlos Martins e Salvio (no jogo contra o Lyon). Só que, depois do jogo, sim, acabou por ser outro erro.

O descontrolo emocional dos jogadores do Benfica é outro sinal que algo não vai bem. Já não é a 1ª vez e é inadmissível que um jogador como o Luisão agrida um adversário à cotovelada, principalmente com 0-3 no marcador. O resultado disso foi que sofremos mais dois golos. Ele, como capitão, deveria ser o primeiro a dar o exemplo e não esteve nada bem. Por outro lado, as atitudes do Maxi Pereira (ao rematar a bola para longe com o jogo já parado) e do Coentrão (entrada a pés juntos em que, por acaso, tocou na bola), ambos já com amarelo, foram outro sintoma que andamos muito instáveis em termos emocionais. O que, sinceramente, não se compreende.

Com o campeonato perdido, é bom no entanto que os jogadores do Benfica se mentalizem que a época não acabou. O 2º lugar é obrigatório, há duas taças para vencer e as provas europeias para disputar. Neste caso, sinceramente, preferia que fôssemos à Liga Europa. Dinheiro à parte, era uma boa oportunidade para a tentar vencer (está-me atravessada desde o ano passado…). Ir para os oitavos-de-final da Champions no 2º lugar do grupo, apanhar um colosso e ir borda fora logo no início de Março é algo que não me entusiasma nada. Preferiria que tivéssemos uma real oportunidade de voltar a ganhar um troféu europeu e assim salvar minimamente a época. Sim, porque apesar de gostar muito da Taça de Portugal, uma vitória nela não salvaria a temporada.

7 comentários:

Carlos Alberto disse...

4 posições e não 3, não esquecer o Aimar a fazer de conta que era o Saviola.

VHugo disse...

Começo a pensar como tu! Liga Europa! Mas a jogar assim...Prefiro perder com um BArcelona ou Real Madrid, do que ser arrumado por um Dinamo de Kiev qualquer!

http://forcamagicoslb.blogspot.com/2010/11/mais-frio-algumas-consideracoes.html

Nuno M. S. Aleixo disse...

Assino por baixo. Não é preciso dizer mais nada...

Ricardo disse...

Totalmente de acordo com a escolha pela Liga Europa, onde aí sim teremos alguma hipótese de a vencermos - ao contrário da Champions, que está ainda longe de poder ser um objectivo real.

O problema é que não consigo pedir menos do que a vitória sempre que o Benfica entra em campo. Logo, vou querer ganhar os dois jogos que faltam na Champions. Se os resultados não favorecerem o apuramento para os oitavos, não será então nada negativo.

E, caso vamos parar à Liga Europa, espero que o Jesus faça dela a prioridade máxima. Vencer uma competição europeia seria ainda melhor do que vencer o campeonato.

Pedro Malaquias disse...

A jogar o que temos jogado esta épcoa, temos tanta hipótese de vencer a Liga Europa como o campeonato ou a Champions... Assim sendo que ao menos se rentabilize o investimento feito...

De resto, enfim... entristece muito passar do 80 para o 8 no espaço de meses...

Anónimo disse...

Estimado SLB

Parece-me que nunca tive em tanto desacordo contigo. Mas que é isso de abdicar de champions para jogar a Europa? Em ambas as ocasioes se ganhar-mos seremos outsiders, entao que seja na champions.

O jogo do Porto me fez ainda mais benfiquista, se tivesse em Portugal o proximo jogo é que nao iria perder na Luz. Tenho saudades de tudo, mas da aguia, do hino e da pele arrepiada muito mais. Podemos perder 10 com os Andrades, mas seremos sempre superiores.

Aquele abraço do amigo do outro lado do oceano,

HD

S.L.B. disse...

Meu caro HD,

Eu não disse "abdicar" da Champions. Até porque nunca me passará pela cabeça ver o Benfica jogar para não ganhar. Apenas manifestei a minha preferência pela Liga Europa. Se, por acaso, ficarmos em 3º do grupo não é drama nenhum para mim.

Abraço.