origem

domingo, outubro 11, 2009

Portugal – 3 – Hungria – 0

Lá cumprimos a nossa obrigação e vencemos os coxos dos húngaros no penúltimo jogo de qualificação. Como os dinamarqueses foram nossos amigos e ganharam aos suecos (1-0), conseguimos chegar ao 2º lugar que dá acesso aos play-off. É impensável que não vençamos Malta na próxima 4ª feira e portanto iremos disputar, com o estatuto de cabeças-de-série, a presença no Mundial com uma selecção que estará teoricamente ao nosso alcance.

Para quem está habituado a ver o Benfica jogar este ano naquele palco, não deixou de ser confrangedor verificar a qualidade(?) exibicional da nossa selecção. Nunca esteve em causa a superioridade de Portugal perante uma equipa húngara que apenas queria não perder por muitos, mas mesmo assim manifestámos um nervosismo incompreensível que só acabou quando marcámos o 2º golo.

O Simão lá me deu a alegria de marcar por duas vezes no Estádio da Luz, mantendo velhos hábitos, apesar de não ter feito uma exibição por aí além. O C. Ronaldo só jogou meia-hora, ainda participou no 1º golo, e se eu fosse adepto do Real Madrid estaria fulo, porque agravou naturalmente a lesão e agora estará um mês fora dos relvados, estando inclusive em dúvida para os play-off. Gostei bastante do Pedro Mendes, mas claro está que na próxima 4ª lá jogará o Pepe para que o caceteiro-mor do CRAC mantenha o lugar na defesa. Temos dois problemas gravíssimos na equipa que ou serão resolvidos rapidamente ou então não iremos a lado nenhum: não temos guarda-redes (aquela saída do Eduardo no final da 1ª parte é inacreditável e tivemos sorte de a bola bater no poste) e o Duda como defesa-esquerdo é uma anedota. Aliás, os próprios húngaros confundiram-nos como um jogador deles e resolveram devolver-lhe a bola depois de ele ter feito um grande disparate, o que lhe permitiu realizar a única acção positiva em toda a partida e fazer a assistência para o 3-0.

Aguardemos por 4ª feira e depois pelo sorteio dos play-off, mas aqueles cinco minutos finais em que, com 3-0, resolvemos andar a trocar a bola entre os defesas e o meio-campo (se lá estivesse o Jesus, eles iriam ouvir das boas) diz tudo acerca da valia do Carlos Queiroz como treinador. Medroso.

P.S. – Um grande bem-haja a quem de direito (Deus, Manchester ou outra entidade qualquer) que fez com que este projecto de treinador não viesse para o Glorioso na época passada…

4 comentários:

moondog disse...

caro,

"(...) mas aqueles cinco minutos finais em que, com 3-0, resolvemos andar a trocar a bola entre os defesas e o meio-campo (se lá estivesse o Jesus, eles iriam ouvir das boas) diz tudo acerca da valia do Carlos Queiroz como treinador. Medroso."

eu rir-me-ia de toda essa situação se o fulano não tivesse lançado nessa mesma altura (oh coincidência...) o nuno gomes para a fogueira.

mais uma internacionalizaçao (daquelas de pouco mais de 5 minutos) para o nosso capitao, que até tinha até há bem pouco tempo uma boa relaçao de jogos/golos na "nossa" selecçao.

quando me falaram na 1ªvez nem quis acreditar que isso pudesse ser verdade mas cada vez me convenço mais, aquela historia de o queirosz nao o convocar nem o meter a jogar mais tempo para que ele nao tenha hipotese de passar o figo em numero de golos na selecçao, é a mais pura das verdades.

e isto é tudo muito esquisito: o nuno gomes (antes de ser dado como "nao o convoco pq nao encaixa no meu sistema") foi o melhor jogador contra a albania, em braga, onde empatamos 0-0 (considerado pela generalidade da critica, foi a partir do momento em que ele entrou que portugal melhorou e esteve quase a chegar ao golo).
depois veio o hiato (pq nao encaixava no sistema), e agora que as coisas estavam apertadas, toca a chamar alguns "consagrados" para meter ordem naquele balneario.
mas mete-lo a tempo de puder ser util é que 'tá keto...

nem é tanto pelos brasucas, é mesmo por estas merdas que nao me revejo nesta selecçao de interesses.
é isso e haver um gorila com lugar cativo no centro da defesa.. como tb bem o referes.

força benfica é o que é

rearviewmirror disse...

era engraçado darem uma vista de olhos neste texto

"Brasugal a caminho do Mundial" em

www.averdadedaliga.blogspot.com

Abraão disse...

"Lá cumprimos a nossa obrigação...", é treta. Lá cumpriram a obrigação. assim é que é. O "nossa" é o Benfica. O Glorioso. Entre, por exemplo, ganharmos a Taça da Liga ou a selecção ganhar o Mundial, nem há escolha. O BENFICA, SEMPRE!!!

Nano_Neutel disse...

Não sendo um jogo brilhante, lá fizemos qualquer coisa de jeito nesta qualificação, fosse noutros tempos e acho que por esta altura estávamos eliminados...

Não vou estar aqui a discutir os naturalizados ou as opções do seleccionador nacional. Acho que já foi tudo dito aqui e eu estar a discutir isso só cansaria

Só espero que na quarta façam o que é devido, que é para nos prepararmos para os playoffs em Novembro, aí sim é que podemos estar mais nervosos ou confiantes ou críticos (seja qual for o estado de espírito...)