origem

terça-feira, agosto 05, 2008

E fez-se luz

Ao 5º jogo viu-se finalmente um cheirinho daquilo que desejamos poder vir a ser o Benfica 2008/09. Vencemos o V. Guimarães por 2-1 e conquistámos o torneio daquela cidade. A vitória deveu-se acima de tudo à extrema eficácia que demonstrámos na 1ª parte (três remates, dois golos) e a uma boa coesão defensiva na 2ª. E nem o Sr. Jorge Sousa, apesar das inúmeras tentativas principalmente depois do golo do V. Guimarães no 2º tempo, conseguiu inclinar suficientemente o campo para proporcionar o empate.

Em relação à partida de sábado passado, houve grandes melhorias em praticamente todos os sectores. Gostei bastante do Miguel Vítor a defesa-direito e pensar numa comparação entre o Léo e o nº 35 é ofensivo. Os centrais (Luisão e Sidnei) estiveram melhor, embora na 1ª parte o V. Guimarães tenha criado bastante perigo nas bolas paradas. Mas a grande diferença viu-se no meio-campo. Ou muito me engano ou o lugar do Petit vai direitinho para o Katsouranis, que compensa alguma falta de ser carraça com uma grande fluidez na altura de entregar a bola. O Ruben Amorim surpreendeu-me bastante e foram deles as duas magníficas aberturas que resultaram nos dois golos. O Carlos Martins mostrou-se regular, embora mais discreto que no jogo anterior. Ao contrário do Aimar, que subiu imenso. O seu entrosamento com a equipa vai melhorando, a sua condição física também e ele vai começando a espalhar magia no campo. Outro de quem gostei imenso foi do Urreta, que alinhando a extremo-esquerdo foi sempre um perigo para a defesa contrária, para além de ajudar o Léo na defesa. O Cardozo lá esteve irrepreensível a marcar o penalty do 1º golo e movimentou-se bem no ataque. Depois do intervalo ainda entraram o Binya (muito menos faltoso do que no sábado), Nélson (ainda a recuperar a forma), o Nuno Gomes (não se pode falhar o tempo de salto daquela maneira, num lance que nos daria o 3-1) e o Fellipe Bastos.

Confesso que não estava à espera de um melhoria assim tão substancial em relação à partida anterior. É bom ser surpreendido desta maneira e só desejo que esta tendência continue. É que, se tudo correr como está previsto, eu irei interromper as minhas férias e viajar num comboio durante seis horas (ida e volta) para ver a apresentação frente ao Feyenoord ao vivo. Depois deste e deste desgosto no ano passado, espero que o Benfica não me faça a desfeita de não vencer com uma boa exibição.

P.S. – E é impressão minha ou neste jogo não houve defesa em linha para ninguém?

4 comentários:

Rui Branco disse...

Se este ano com esta equipa não formos campeões... :)

Anónimo disse...

SLB: talvez por estares de férias, falaste em toda a equipa, com excepçãp do Moreira. Fez uma muito boa exibição, com algumas defesas de muito valor. Se fosse o Quim, dir-se-ia que tinha sido o esteio da equipa, ao mostrar segurança e ao impedir algumas bolas com o selo de golo.
O treinador vai ter muita dificuldade em escolher .
tarirari

Alforreca disse...

S.L.B.

Realmente ainda não me tinha apercebido do pormenor da defesa em linha! E para não me ter apercebido é porque se calhar não houve!

Com tantos nomes que chamei ao Sr. Jorge Sousa (acho que gastei todo o meu vocabulário) não me lembro de criticar os bandeirolas por causa de foras de jogo!

De resto, acho que a máquina está a olear bem!

Vamos lá ver!

SAUDAÇÕES!

S.L.B. disse...

Tens toda a razão, Tarirari. Gostei muito do Moreira, mas mesmo assim acho que o Quim parte em vantagem, por ter sido o titular de há duas épocas para cá e objectivamente não ter feito nada que lhe faça merecer perder a titularidade. De qualquer maneira, qualquer um deles, menos o Moretto!