origem

terça-feira, janeiro 09, 2007

Australopithecus

Se querem um bom exemplo de como alguns seres hoje em dia ainda não ultrapassaram o nível intelectual desta espécie nossa antepassada, leiam (com um vomitório ao lado porque vai ser necessário, garanto-vos) a crónica daquele senhor que gosta muito de plagiar outros (o nome não vou OBVIAMENTE mencionar) n’ A Bola de hoje. Na semana em que o seu clube foi HUMILHANTEMENTE derrotado em casa por um adversário de duas divisões abaixo, esta criatura tem o desplante de escrever uma crónica a ridicularizar um possível julgamento ao presidente do seu clube, com o grande argumento de “porque é que o seu clube, na altura em que era dirigido pelo (agora) so called melhor treinador do mundo, tinha necessidade de comprar árbitros para jogos frente a equipas mais fracas?” Suponho eu que assim do nível do... Atlético, não?

Vergonha na cara, where art thou?!

P.S. – Calhou-nos o clube regional B em casa para a Taça de Portugal daqui a duas semanas. Recordemo-nos do que se passou com o V. Guimarães e Sr. Jorge de Sousa no ano passado e tenhamos muito cuidado com este jogo, por favor. A Taça é sempre um objectivo.

5 comentários:

Bakero disse...

Quanto ao mst, quando hoje de manhã li a crónica, à primeira fartei-me de rir! Do ridículo, claro...

O problema é que é assim que os opinadores azuis-e-brancos vão descredibilizando a investigação aos olhos dos tolos e menos informados...

Quanto à Taça. Tendo em conta que o campeonato, só por milagre; a Taça UEFA, só por milagre ao quadrado, seria bastante bom conquistá-la, para não acabarmos de mãos a abanar...

Anónimo disse...

Eu já deixei de ler esse sabujo há muito tempo. Aliás eu via o Telejornal na TVI até descobrir que o plagiador não passa de um taliban do Pinto da Costa.

Lagarto Vermelho disse...

Toda a gente sabe que o Dr. é um ilustre jornalista, escritor e opinador televisivo. Para um humilde cidadão como eu, de pouca instrução e de profissão mal paga, estas figuras das televisões e dos jornais, são assim uma especie de herois que sabem tudo, e têm sempre razão.Foi com esse estado de espirito que eu comecei a ler a coisa. Fiquei desiludido. Afinal o idolo tinha pés de barro.Aquilo que poderia parecer uma fuga para a frente, não passa de um texto retirado das velhas transmissões dos saudosos Parodiantes de Lisboa, na sua rubrica "Meia bola e força". A descrição da chegada de Carolina ao tribunal, é retirada das imagens televisivas da chegada à "Judite" de pinto da
costa sob a protecção dos super dragões.
O Doutor ainda corre o risco de ser acusado de plágio.
Uma nota para o brilhantismo do epilogo da obra: S. Tavares informa os leitores de que aquilo é uma situação ficticia, só possivel se a lei dependesse de certas pessoas, possivelmente do Sul avermelhado. Esqueceu-se o ilustre jornalista, de explicar aos seus leitores, o que na sua prespectiva, seria a verdadeira justiça.

Bogalho disse...

Dá vontade de lhe escrever uma carta com apenas uma palavra: JUVENTUS!

Hernan Crespo disse...

palavras para quê?

LOLOLOLOL só a parolada vai na cantiga deste especime...um verdadeiro rato de esgoto...