origem

domingo, maio 06, 2007

Penoso

Pela 1ª vez ganhámos (2-1) à Naval 1º de Maio e o Sr. Fernando Santos pode ficar orgulhoso por esse facto. Já entrou na história do Benfica. É pena é só entrar na história por isto. Poderia continuar a fazer parte dessa mesma história como qualquer um de nós, sendo adepto na bancada, mas infelizmente parece que quer continuar a fazer parte do lado negativo do nosso clube (ausência de títulos) por mais um ano.

O jogo hoje foi mau demais e quase nem dá vontade de escrever sobre ele. Alinhámos muito desfalcados (sem Luisão, Simão e Nuno Gomes) e jogámos em duas velocidades: devagar e parados. Até nem começámos mal, já que logo aos 11’ o Miccoli fez uma excelente jogada na esquerda e assistiu o Petit para o 1º golo. No entanto, pouco depois fechámos a loja, convencidos que o jogo estava ganho até porque a Naval não criava perigo nenhum. Jogámos com bastante displicência e em inferioridade numérica durante 72’, altura em que o camisola 27 foi FINALMENTE substituído. Lá tentávamos um ou outro remate, mas tudo sempre muito em esforço num típico jogo de final de época.

Na 2ª parte a Naval acordou e começou a criar mais situações perto da nossa baliza. O Anderson estava castigado, pelo que o outro central era o Katsouranis, mas não ficámos a perder antes pelo contrário. Em contra-ataque ainda criámos perigo, mas infelizmente o camisola 27 estava em campo e, depois de uma boa jogada de insistência do Karagounis, conseguiu (é mesmo o termo) falhar um golo de baliza aberta, quando já tinha feito o mesmo de cabeça na 1ª parte. Depois venham falar do Nuno Gomes... Os remates de longe também saíam sem direcção (não é Rui Costa e Karagounis?), pelo que parecia que desde o minuto 11’ estávamos mais à espera do final da partida do que propriamente interessados em aumentar o resultado. E o inevitável aconteceu. Aos 77’ o João Coimbra (que entretanto tinha entrado para o lugar do 27) não acompanhou o Lito que, depois de uma boa tabelinha com o avançado, ficou isolado frente ao Quim e empatou a partida. Começaram a aparecer os primeiros lenços brancos nas bancadas e pouco depois este mesmo jogador teve um perigoso remate de longe que o Quim defendeu para canto. Também já entrado o milagreiro Mantorras, mas desta feita foi o Miccoli a resolver-nos o jogo e a poupar uma enorme assobiadela ao Sr. Fernando Santos, com um remate cruzado aos 88’ que nos deu a vitória (até que enfim que ganhámos um jogo para o campeonato nos últimos cinco minutos). Pouco depois, com os nossos jogadores a controlar a bola e a perder tempo(!), a partida acabou.

Individualmente destacou-se o Miccoli, ao estar presente nos dois golos, e poucos mais. O Petit manteve a bitola de quem não sabe jogar mal e o Karagounis teve o habitual aumento de produção na 2ª parte. O Rui Costa não esteve tão feliz nas suas intervenções, mas a ele perdoa-se tudo. Na defesa não gostei muito do David Luiz, se bem que não tenha comprometido. Quanto ao camisola 27 tenho que confessar que foi a muito custo que não o assobiei. O que vale é que só vamos ter que o aturar durante mais dois jogos. Já devíamos saber que temos que ter muito cuidado com a contratação de jogadores que se poluam ao jogar naquele clube hediondo. Raramente dá bom resultado e quem não gostava do Kikin Fonseca deve estar muito satisfeito com esta troca.

O Sr. Fernando Santos continua a parecer aquele Ministro da Informação do Iraque na altura da invasão dos EUA. Para ele está sempre tudo sob controlo, “sabemos o que estamos a fazer” e “temos que conversar para as coisas correrem melhor”. O desânimo é evidente, ele não consegue motivar os jogadores e a leitura que faz dos jogos é sempre correcta, só é pena que pareça que ele não tem nada a ver com o assunto. Resta-nos esperar pela chegada da época 2008/09, porque infelizmente já se percebeu que vamos ter que levar com ele por mais 365 dias, apesar de ter falhado TODOS os objectivos deste ano. Espero ao menos que o Rui Costa jogue mais uma época para termos algum foco de interesse ao ver os nossos jogos. A manutenção deste senhor no comando técnico do Benfica é um ERRO CRASSO não só do ponto de vista desportivo, mas também económico. No entanto, esta análise ficará para outra altura depois de o campeonato acabar.

7 comentários:

Bakero disse...

Manter o Fernando Santos vai ser um erro já cometido no passado.

Artur Jorge falhou em todos os aspectos em 94/95, mas Damásio manteve-o para a época seguinte. Resultado: despedido à 3ª jornada e Mário Wilson a aguentar o barco.

Depois foi Manuel José a fazer um péssimo trabalho na 2ª volta de 96/97, mas o Damásio mais uma vez manteve-o. Para quê? Para ser despedido à 3ª ou 4ª jornada, e surgir novamente o Mário Wilson a segurar as pontas...

Depois foi o Vale e Azevedo a fazer o mesmo disparate. Heynckes falha tudo em 99/00, mas continua na época seguinte. Oh que grande surpresa, despedido à 4ª jornada, para vir o Mourinho e depois o Toni e depois o 6º lugar.

Se o LFV insistir no Fernando Santos (eu continuo a acreditar que não, e que isto é conversa para manter o barco estável até terminar a época), vai acontecer o mesmo das outras vezes: Ele vai ser despedido nas primeiras jornadas, virá outro treinador a ter que pegar num plantel que não é o dele, e provavelmente será outra época perdida...

Anónimo disse...

o joao coimbra tinha tres quatro minutos em campo.....nao queimem o miudo ,temos que lhe dar moral , nao o abater?????? por favor!!!!

S.L.B. disse...

Anónimo: "não acompanhou" não me parece que seja estar a "queimar" o miúdo. Cometeu um erro grave, há que se dizer para ele poder corrigi-lo da próxima vez. Escamoteá-lo é que seria mau. Se tivéssemos empatado o jogo, nunca diria que a culpa seria dele, mas lá que deveria ter defendido melhor o avançado da Naval (mesmo com três ou quatro minutos em campo, há que estar sempre concentrado) isso é indesmentível.

Mr. Shankly disse...

O Derlei jogou mal, mas por exemplo o Rui Costa e o Manu não fizeram melhor. Aliás, safou-se o Karagounis, o Miccoli e os centrais. E o Leo que não sabe jogar mal. De resto...

Verdi NN disse...

O Camisola 27 chama-se Derlei e é jogador do Sport Lisboa e Benfica. Efectivamente falhou dois golos teoricamente faceis de concretizar, mas esqueceste-te de mencionar que o golo do Petit nasce de uma excelente iniciativa do Derlei que furou o meio campo da Naval, passando depois a bola ao Miccoli.

hla disse...

Isso é verdade, o primeiro golo começou numa arrancada do Derlei, imediatamente após a primeira assobiadela da noite. Pena que as outras todas não tenham tido o mesmo efeito...

Como já disse aqui várias vezes, não assobio nem concordo que assobiem nenhum representante do Glorioso, mas é verdade que detesto o Camisola 27, e quanto mais rápido ele se for embora, melhor.
Ainda assim, este fim-de-semana vi-me na obrigação de o aplaudir pela primeira vez na vida, na tentativa de compensar a pouca razoabilidade de metade da Catedral. Tive vergonha, a sério que tive...

Amo-te Benfica disse...

Entrevista com Ricardo Semedo,juvenil do Benfica e uma das maiores promessas do futebol Portugues. Visita:
www.amt-slb.blogspot.com